Renova Invest Facebook
Busca de Artigos no blog

Oferta secundária de ações (IPO): como funciona?

onde investir em 2023
onde investir em 2023

Existem diversas expressões próprias do mercado financeiro que podem causar dúvidas em quem está iniciando seus investimentos. Esse é o caso da oferta secundária de ações. Você já conhece esse termo? Para não haver confusão, é importante entender o que ele significa.

Assim, você pode aumentar seus conhecimentos sobre bolsa de valores e até mesmo identificar oportunidades de investimento. Afinal, a oferta secundária está relacionada à disponibilização de papéis de uma empresa no mercado acionário.

Quer saber mais sobre o assunto? Então basta continuar a leitura para entender o que é a oferta secundária de ações e como você pode aproveitá-la em sua estratégia de investimentos.

Vamos lá?

O que é uma oferta primária de ações?

Antes de saber o que é uma oferta secundária de ações, é necessário entender o conceito de oferta primária. Desse modo, é possível compreender a diferença entre os termos e evitar os equívocos que podem surgir.

Na prática, a oferta primária de ações é aquela em que a própria empresa lança seus papéis na bolsa de valores. Portanto, os recursos levantados na venda são direcionados para o caixa da companhia.

Com esse dinheiro, a organização pode financiar seus projetos, quitar débitos ou cobrir outras necessidades. Vale saber que a oferta primária pode acontecer em dois momentos: oferta pública inicial (IPO) ou oferta subsequente de ações — também chamada follow on.

Entenda mais sobre cada um deles!

IPO

O IPO se refere à estreia de uma organização no mercado acionário. Ou seja, ele acontece quando uma companhia vende suas ações na bolsa de valores pela primeira vez. Assim, a empresa passa a ser de capital aberto, permitindo a participação de acionistas minoritários em seus resultados.

Como você viu, a oferta primária de ações serve para captar recursos. No entanto, uma empresa pode abrir o seu capital com outros objetivos, como fortalecer o seu posicionamento e ampliar o seu alcance de mercado.

Já no que se refere aos investidores, o IPO é uma oportunidade de se tornar sócio de empresas que não participavam do mercado de capitais. Dessa forma, você pode obter lucros com a valorização dos papéis e a distribuição dos proventos ao longo do tempo, embora não existam garantias de resultados.

Follow on

O follow on também é conhecido por oferta subsequente. Ele ocorre quando são disponibilizados mais ativos de uma empresa com capital aberto — portanto, que já realizou o IPO — ao público.

No caso de um follow on de oferta primária, ele tem objetivo de captar recursos para a companhia. Além disso, uma organização pode optar pelo follow on quando deseja aumentar a liquidez de seus papéis e a visibilidade no mercado de capitais.

Para os investidores, a oferta subsequente pode representar oportunidade de adquirir ações de uma empresa com preço mais baixo em relação aos papéis que estão no mercado. Ademais, os acionistas da companhia podem se beneficiar com a liquidez gerada pelo aumento de ativos no mercado.

Vale saber que existe o follow on de oferta secundária. No próximo tópico, você entenderá mais sobre esse assunto!

O que é uma oferta secundária de ações?

Entendendo o que é a oferta primária de ações, é o momento de descobrir o que significa a oferta secundária. Ela se refere à negociação de papéis já existentes no mercado, não havendo emissão de novas ações.

Dessa maneira, a oferta secundária é realizada quando um ou mais acionistas majoritários decidem colocar suas ações à venda. A intenção é reduzir ou zerar a sua participação na companhia.

Nesse caso, o dinheiro das transações é direcionado para os sócios vendedores, e não para a empresa. Por esse motivo, não há modificação no capital social da companhia na oferta secundária de ações.

Ademais, é preciso entender que a oferta secundária na bolsa é um dos tipos de follow on, já que ela ocorre sempre após o IPO. Mas, como você viu, nem todo follow on é uma oferta secundária, pois ele também pode ocorrer a partir de uma oferta primária.

Também vale a pena saber que a oferta secundária pode acontecer com fundos de investimentos imobiliários, e não somente com ações. Nessa situação, pode haver maior número de cotas na bolsa de valores.

Exemplo de oferta secundária de ações no mercado interno

Para melhor entendimento do assunto, é interessante conhecer um exemplo real de oferta secundária de ações na bolsa de valores brasileira. É o caso da privatização da Eletrobras — empresa inicialmente Estatal que coordena todas as companhias do setor elétrico brasileiro.

Em junho de 2022, o Governo Federal desestatizou a Eletrobras a partir de uma oferta pública global de ações. Assim, foi realizada uma oferta secundária, disponibilizada no Brasil e no exterior. Ou seja, o Governo disponibilizou os seus papéis — ou seja, ativos já existentes.

Além disso, houve a emissão de novas ações (oferta primária), a fim de diluir a participação da União na companhia. Portanto, o Governo se manteve o maior acionista da Eletrobras, mas não detém mais o controle da empresa.

Quais são os tipos de ofertas secundárias?

Além de entender o que é oferta secundária de ações, é importante saber que ela se divide em dois tipos de acordo com regras específicas para serem realizadas. Assim, você deve conhecer as características de cada uma para compreender as condições de negociação de papéis nesses casos.

A seguir, saiba mais sobre os tipos de ofertas secundárias de ações!

Oferta pública

A oferta pública é caracterizada pelo amplo acesso à compra das ações. Desse modo, qualquer investidor interessado pode adquirir os papéis por meio da plataforma de negociações da bolsa de valores brasileira (B3).

Para haver uma oferta pública, é necessário ter a intermediação de uma ou mais instituições financeiras autorizadas e integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários. Por exemplo, um banco de investimentos.

Além disso, todo o procedimento deve seguir regras estabelecidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a começar pelo registro na própria entidade reguladora.

Outra norma é a criação de um prospecto contendo dados que possam interessar o investidor, como o volume de ações negociadas e o preço de cada uma delas.

Após o registro e o anúncio, a B3 publica o cronograma de atividades para que os investidores se preparem para a oferta. Nesse documento, estão descritas as datas de bookbuilding (processo de coleta de intenções de investimento), de reserva, de liquidação e de início das negociações.

Oferta restrita

Em contrapartida, a oferta restrita limita a venda das ações aos acionistas da empresa ou investidores profissionais. Nesse caso, os papéis só podem ser oferecidos para até 75 investidores, sendo que, no máximo, 50 desses interessados podem comprar as ações.

Diante dessas limitações, na oferta restrita não é necessário elaborar o prospecto e nem registrar a oferta na CVM. Por essa razão, o procedimento é considerado mais simples que o anterior.

Quais as vantagens da oferta secundária de ações para o investidor?

Agora que você já conhece mais sobre a oferta secundária de ações, vale entender as vantagens desse processo. Assim, é possível identificar as oportunidades que podem surgir desse tipo de oferta.

Uma das principais vantagens da oferta secundária de ações é o aumento de liquidez dos papéis da companhia. Afinal, como novas ações são ofertadas, pode ficar mais fácil comprar ou vender os ativos.

Essa também é uma oportunidade para o acionista estudar sua posição em relação às ações da empresa. Você pode verificar se deseja manter, encerrar ou aumentar sua posição acionária, por exemplo. Para isso, é preciso considerar se os fundamentos da empresa continuam alinhados aos seus objetivos.

Portanto, é pertinente fazer uma análise fundamentalista para identificar oportunidades oferecidas em uma oferta secundária. Assim, você pode saber se as ações atendem às suas expectativas no mercado.

Como participar da oferta secundária de ações?

Após aprender o que é uma oferta secundária de ações, como ela funciona e algumas de suas vantagens, talvez você esteja se perguntando como participar desse processo, certo?

A seguir, confira o passo a passo!

Identifique o seu perfil de investidor e seus objetivos

Primeiramente, é importante identificar o seu perfil de investidor para entender qual é a sua tolerância aos riscos. Nesse sentido, vale saber que os riscos do mercado acionário costumam ser mais alinhados com os perfis moderado e arrojado.

Além disso, é fundamental definir os seus objetivos financeiros com o investimento. De modo geral, as ações tendem a se encaixar em metas de longo prazo. Isso porque o horizonte mais longo ajuda a minimizar os riscos e otimizar o potencial de rendimentos dos ativos.

Abra uma conta em um banco de investimentos

Para participar da oferta secundária de ações, é necessário ter uma conta em um banco de investimentos para ter acesso ao home broker. É nessa plataforma que acontecem as negociações da bolsa de valores.

Leia o prospecto da oferta secundária

Antes de participar da oferta, você deve conferir o prospecto emitido pela companhia. Essa etapa não pode ser negligenciada, pois a partir do documento você terá acesso a informações importantes acerca da oferta.

Faça a reserva das ações

Se, após considerar os pontos positivos e negativos, você decidir participar da oferta secundária, faça a reserva junto ao seu banco de investimento. Para isso, fique atento ao período de reserva anunciado no cronograma da oferta.

Aguarde as transações serem concluídas

Encerrado o período de reserva, as negociações são realizadas. Na hipótese de existir uma quantidade de demanda superior à oferta, é realizado um rateio. Nesse cenário, os papéis serão divididos entre os interessados que fizeram a reserva.

Como você viu, a oferta secundária de ações pode representar uma oportunidade de negociar ações de uma empresa que já possui capital aberto. Mas não se esqueça de considerar o seu perfil e objetivos para saber se os papéis se encaixam em sua estratégia de investimentos!

Gostou do conteúdo? Então aproveite para ampliar seus conhecimentos e confira também o que é IPO!

 

Para saber mais sobre o mercado financeiro, acompanhe nossos conteúdos no YouTubeInstagram e LinkedIn!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.