Renova Invest Facebook

O que é e como funciona um follow-on?

follow on
follow on

O Follow-on é um processo comum no mercado financeiro, onde uma empresa já listada na bolsa de valores decide emitir e vender mais ações para arrecadar capital. Diferente do IPO (Initial Public Offering), que é a oferta inicial de ações de uma empresa, o Follow-on ocorre depois que a empresa já realizou seu IPO.

O Significado de Follow-on

Follow-on, traduzido do inglês como “continuação”, é o nome dado ao evento em que uma empresa de capital aberto emite novas ações para serem negociadas no mercado de capitais. Isso pode ocorrer tanto para captar mais recursos financeiros quanto para permitir que acionistas relevantes vendam suas participações na empresa.

Enquanto no IPO a empresa estreia na bolsa de valores, no Follow-on ela já possui ações negociadas e está oferecendo mais ações ao público. É importante entender essa diferença para compreender o funcionamento do Follow-on.

A Importância do Follow-on

O Follow-on pode trazer diversos benefícios para uma empresa. Um dos principais é a possibilidade de arrecadar mais recursos financeiros, o que permite investir em novos projetos, expandir as operações, adquirir outras empresas e pagar dívidas. Com o aumento de capital, a empresa fortalece sua posição no mercado e busca impulsionar seu crescimento.

Além disso, o Follow-on pode aumentar a liquidez das ações da empresa na bolsa de valores. Com mais ações em circulação, há uma maior facilidade de compra e venda dos papéis, o que pode atrair mais investidores interessados em negociar esses ativos.

Como Identificar um Follow-on

Para identificar se uma empresa está realizando um Follow-on, é necessário estar atento aos comunicados oficiais emitidos pela companhia e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Essas informações são divulgadas por meio de fato relevante e podem ser encontradas no site da empresa e em plataformas de corretoras de valores.

É importante acompanhar as notícias e os comunicados das empresas em que se tem interesse para saber se elas estão planejando realizar um Follow-on. Dessa forma, é possível se preparar para participar desse processo, caso seja do interesse do investidor.

Tipos de Follow-on

Existem dois tipos principais de Follow-on: a oferta primária e a oferta secundária.

Oferta Primária

Na oferta primária, a própria empresa emite novas ações e as oferece no mercado. Essas novas ações aumentam o capital social da empresa e são vendidas por um preço determinado por meio do processo de bookbuilding. Esse preço é definido levando em consideração a demanda dos investidores e os objetivos da empresa.

Os recursos captados por meio da oferta primária são direcionados para o caixa da empresa, possibilitando investimentos em projetos de expansão, aquisições, pagamento de dívidas e outras necessidades financeiras.

Oferta Secundária

Na oferta secundária, um acionista relevante da empresa decide vender suas ações no mercado. Diferente da oferta primária, nesse caso não há emissão de novas ações, apenas a transferência de participação acionária de um acionista para outro.

A oferta secundária não altera o capital social da empresa, mas pode aumentar a liquidez das ações no mercado, permitindo que mais investidores tenham acesso aos papéis.

Como Participar de um Follow-on

Para participar de um Follow-on, o investidor precisa ter uma conta em uma corretora de valores. É por meio dessa corretora que ele terá acesso às informações sobre o Follow-on e poderá realizar a compra das ações.

O processo de participação em um Follow-on envolve fazer reservas de ações, aguardar a alocação dos papéis e efetuar o pagamento. Tudo isso é feito de forma online, por meio da plataforma da corretora.

É importante avaliar se a participação em um Follow-on é adequada ao perfil de investimento do investidor, levando em consideração seus objetivos, estratégias e tolerância ao risco.

Vale a Pena Investir em Empresas com Follow-on?

A decisão de investir em empresas que estão realizando um Follow-on vai depender de diversos fatores, como o potencial de crescimento da empresa, a saúde financeira, os projetos em andamento e a valorização esperada das ações.

Investir em um Follow-on pode trazer benefícios, como a possibilidade de participar do crescimento da empresa e a diversificação da carteira de investimentos. No entanto, é importante avaliar os riscos e os retornos esperados, considerando o preço das ações e a diluição da participação acionária.

Cada investidor deve analisar individualmente as empresas que estão realizando um Follow-on e tomar uma decisão com base em suas próprias análises e estratégias de investimento.

Conclusão

O Follow-on é um processo comum no mercado financeiro, onde empresas já listadas na bolsa de valores emitem e vendem mais ações para arrecadar capital. Esse processo pode trazer diversos benefícios para a empresa, como o aumento do caixa, a expansão dos negócios e a maior liquidez das ações.

Existem dois tipos principais de Follow-on: a oferta primária, em que a empresa emite novas ações, e a oferta secundária, em que acionistas relevantes vendem suas participações. Cada tipo de oferta tem suas características e impactos no mercado.

Para participar de um Follow-on, é necessário ter uma conta em uma corretora de valores e acompanhar os comunicados das empresas em que se tem interesse. A decisão de investir em empresas com Follow-on deve ser tomada com base em análises individuais e considerando os objetivos e a tolerância ao risco de cada investidor.

O Follow-on é uma oportunidade de investimento no mercado de ações, mas é importante avaliar cuidadosamente os riscos e os retornos esperados antes de tomar uma decisão.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.