ações na bolsa de valores

Como comprar e vender ações na bolsa de valores?

Comprar e vender ações na bolsa de valores pode ser simples para quem já investe na renda variável. Contudo, essa tarefa pode parecer complicada para os investidores iniciantes.

Realmente, há muito o que ser avaliado antes de escolher ativos na bolsa. Apesar disso, o processo de compra e venda dos ativos não é tão complicado quanto parece.

Quer saber como comprar e vender ações de maneira simples no mercado financeiro? Então tire alguns minutos e acompanhe nosso post sobre o assunto!

O que são ações?

Entenda as ações como uma pequena fração do capital social de uma empresa. Ou seja, quando o investidor adquire esses ativos, ele se torna um sócio ou acionista dessa organização que está listada na bolsa.

A partir da aquisição de uma ação, o investidor estará exposto aos resultados daquela empresa podendo lucrar caso ela se valorize no mercado.

Isso significa que quando a companhia consegue bons resultados, o investidor poderá receber parte desses lucros, seja por meio de dividendos ou pela valorização do preço do ativo.

Como funciona o mercado de ações?

Você pode comparar o mercado de ações, em um primeiro momento, com um grande estabelecimento comercial. No entanto, os produtos são justamente os ativos das companhias.

Dessa forma, o investidor pode ter acesso a diversos papéis de sociedades anônimas. Cada um tem seu preço. O valor da compra e venda desses ativos são determinados pelo mercado. E diversos fatores podem influenciar na formação desse preço.

No entanto, há determinados aspectos que o investidor precisa conhecer antes de iniciar suas aplicações. Afinal, é possível comprar e vender ações na bolsa visando diferentes objetivos – que tem relação direta com o prazo do investimento.

Confira mais a seguir!

Investimentos de longo prazo

O mercado de ações é um ambiente no qual muitos investidores compram ativos com objetivo de lucrar com eles no longo prazo. Sendo assim, é comum encontrar quem investe apenas com o intuito de auferir renda com os dividendos pagos pelas companhias aos acionistas, por exemplo.

Médio prazo

Além dos investidores que compram e seguram seus ativos por anos ou décadas, há aqueles que permanecem com seus papéis por alguns poucos anos e as vendem quando atingem um valor considerado atraente.

Os investidores que objetivam o médio prazo também podem fazer renda com dividendos por um período, mas também podem lucrar com a venda desses ativos.

Curto e curtíssimo prazo

Nesse caso, o investidor realiza a compra e venda de ativos em um prazo curto, geralmente em dias ou poucas semanas. O objetivo é conseguir lucro comprando na baixa e vendendo na alta.

Aqui entram os especuladores, no qual também estão aqueles que compram e vendem ações no mesmo dia – conhecidos como day traders. Vale ressaltar que nem todo investidor tem perfil para especular e lucrar dessa maneira.

Por que investir em ações?

Agora que você já sabe como funciona o mercado de ações e as principais características relacionadas à compra e venda de papéis, é importante entender por que investir em ações. Existem diversas vantagens relacionadas a essa possibilidade – especialmente para longo prazo.

Conheça as principais a seguir:

Potencial de lucro

Adquirir ações na bolsa de valores oferece ao investidor a possibilidade de obter rendimentos bastante interessantes. Aqueles que investem com responsabilidade, a partir de uma análise de fundamentos consistentes, por exemplo, podem conseguir bons resultados nesse ambiente.

Inclusive, o potencial de retorno no longo prazo pode ser muito satisfatório, principalmente se o foco é receber dividendos.

Acessível

Ao contrário do que muitos podem imaginar, comprar ações na bolsa não é acessível apenas para quem tem um alto capital para investir. Ou seja, é possível sim adquirir ativos com valores mais baixos – seja no mercado tradicional (onde o lote padrão de 100 ações) ou no mercado fracionário (onde se negocia a partir de 1 ação).

Simplicidade

Comprar e vender ações não é uma tarefa complicada. É possível adquiri-las e se desfazer dos ativos de forma online e bastante simples. Todo o processo é feito por meio da plataforma de investimentos (também conhecido como home broker) e conta com a intermediação do seu banco de investimentos.

O que é preciso para investir em ações?

Você agora já sabe que não é preciso ter grandes quantias para investir na bolsa de valores. Mas, quais são os requisitos essenciais para poder investir com qualidade?

Confira o que é essencial saber antes de começar!

Definição de perfil

Para saber se o investimento em ativos é adequado ou não para você, é primordial conhecer seu perfil de investidor. Isso porque essa alternativa não é adequada para todos os perfis e costuma agradar apenas investidores moderados e arrojados.

Definição de objetivos

Decerto, é essencial conhecer seus objetivos como investidor antes de realizar qualquer investimento. Você viu que a bolsa de valores traz diversas possibilidades, tanto para especuladores quanto para aqueles que desejam lucrar no longo prazo. Logo, saiba por que você quer investir e quais as alternativas mais adequadas para esses objetivos.

Conhecimento

Se você deseja investir no curto prazo ou especular, pode ser necessário entender a fundo como realizar uma análise técnica. Por outro lado, se o seu objetivo é lucrar no longo prazo, é essencial saber fazer uma análise de fundamentos sólida das companhias nas quais pretende investir.

Conta em um banco de investimento

Por fim, é preciso ter conta em um banco de investimento para ter acesso à plataforma de negociação. É a partir dela que você conseguirá comprar e vender ações e outros ativos na bolsa de valores – como fundos imobiliários, BDRs e fundos de índice (ETFs), por exemplo.

Como investir em ações?

Depois de avaliar todas as questões que mencionamos anteriormente você identificou que o mercado de ações é para você, os passos práticos para adquirir os papéis são bastante simples.

Na plataforma do seu banco, você terá acesso ao mercado da bolsa de valores e aos ativos negociados nesse ambiente. Se você já fez uma análise de fundamentos e sabe em qual ação investir, basta escolher o ativo desejado – por meio de um código, conhecido como ticker, inserir a quantidade que deseja comprar e enviar a ordem de compra.

O processo da venda é semelhante. Ou seja, você pode disponibilizar uma ação que adquiriu e enviar a ordem de venda, também considerando o ticker e as quantidades. Caso você não tenha o papel para vender, estará fazendo uma venda a descoberto.

Por fim, vale destacar que a compra e venda de ações deve acontecer no horário de funcionamento do pregão. Para conhecer os horários da bolsa de valores brasileiras, basta acessar o site da B3.

Está pronto para começar a comprar e vender ações na bolsa de valores? Então aproveite e entre em contato conosco para saber mais sobre o assunto!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta


Postagens Relacionadas

Mais Lidos

Categorias

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.