Renova Invest Facebook

Como investir no Google? conheça o BDR GOGL34

Muitas pessoas pensam em investir em grandes empresas de tecnologia do mundo — e é possível fazer isso sem sair do Brasil, graças aos BDRs. Com eles, você pode se expor aos resultados de companhias estrangeiras — como a Alphabet (GOGL34), proprietária do Google.

Investindo via BDRs, não é necessário enviar recursos ao exterior ou lidar com a burocracia da abertura de conta em outro país. O aporte nessa alternativa pode ser feito no ambiente da bolsa de valores brasileira (B3), diretamente pelo home broker do seu banco de investimentos.

Quer saber mais sobre as características da Alphabet (GOGL34) e ver como investir nela? Continue a leitura e conheça a possibilidade de investimento em BDRs!

Afinal, o que são BDRs?

Antes de saber mais sobre o investimento na Alphabet, é importante entender o conceito e o funcionamento dos BDRs. A sigla significa brazilian depositary receipts e representa certificados de depósitos de valores mobiliários negociados na bolsa de valores do Brasil.

Na prática, eles são lastreados em ativos e produtos financeiros de outros países. Assim, o BDR pode representar ações de empresas com capital aberto no exterior, além de ETFs (exchange traded funds) ou títulos de dívidas internacionais — como dos Estados Unidos.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Esse investimento permite que você tenha exposição ao cenário estrangeiro sem precisar sair do Brasil. Logo, a cotação do BDR depende da performance dos ativos no exterior e também da variação da moeda em que eles são originalmente negociados. Por exemplo, o dólar.

Por fim, é preciso entender que, ao adquirir um BDR, você não está comprando o ativo internacional propriamente dito. Mas como o certificado está lastreado nele, é possível participar dos seus resultados. É o que acontece quando você investe na Alphabet (GOGL34) por meio de BDRs.

Como os BDRs funcionam?

Para que não restem dúvidas sobre o ativo, saiba que o BDR funciona da seguinte forma: primeiro, uma empresa depositária que atua no Brasil compra ações (ou outros ativos) no exterior.

Como o seu objetivo é vender os certificados lastreados nos papéis, ela os deixa bloqueados, sob responsabilidade de um agente custodiante. Depois, a instituição depositária pode emitir os BDRs correspondentes.

Assim, eles passam a ser negociados entre os investidores no pregão da bolsa de valores brasileira. A segurança institucional do investimento é de responsabilidade da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).


Portanto, é essencial que a instituição depositária siga as regras específicas para garantir que os BDRs correspondam aos ativos que estão bloqueados sob custódia. Ela também deve manter os investidores brasileiros informados a respeito do investimento.

Saiba mais sobre os BDRs a seguir!

Custos do investimento

Os BDRs têm custos que precisam ser considerados ao avaliar se esse investimento vale a pena para a sua estratégia. A depender da instituição que você utiliza, pode haver uma taxa de corretagem e uma taxa de custódia. Também podem ocorrer taxas da instituição depositária.

É válido destacar, ainda, que o Imposto de Renda (IR) incide sobre os ganhos com esse investimento. Nesse caso, há uma alíquota fixa de 15% sobre os rendimentos no ganho de capital. Diferentemente das ações brasileiras, para os BDRs não existe faixa de isenção do IR.

Além disso, tenha em mente que os BDRs podem gerar proventos. Se as ações originais distribuem esses benefícios aos investidores, por exemplo, a instituição depositária faz o repasse para os donos dos certificados.

Mas como funciona o IR sobre os proventos recebidos? Em primeiro lugar, há as regras de imposto do país de origem do investimento. Além disso, podem ser cobrados também tributos aqui no Brasil.

Tipos de BDRs

Existem diferentes tipos de BDRs disponíveis na B3. Eles são classificados conforme o interesse do emissor internacional em participar do mercado brasileiro. Mas essas categorias não afetam os resultados para os investidores brasileiros.

O primeiro tipo de BDR é o patrocinado. Ele é criado a partir da iniciativa do emissor do investimento internacional. Isso significa que a empresa emissora das ações, por exemplo, deseja participar da bolsa de valores brasileira.

Por outro lado, os BDRs também podem ser não patrocinados. Eles são certificados criados por iniciativa da instituição depositária brasileira. Nesse caso, não há interferência do emissor dos ativos.

Como investir no Google?

Agora que você já sabe o que são e como funcionam os BDRs, fica mais fácil entender como investir no Google a partir desses certificados. O Deutsche Bank S.A — Banco Alemão — é a instituição depositária e emissora dos BDRs dessa empresa.

Nesse caso, trata-se de um certificado não patrocinado. Como você viu, isso significa que a iniciativa de lançar as alternativas na bolsa brasileira não partiu da própria empresa emissora das ações. Ademais, o BDR é de nível I, com lastro em ações ordinárias classe A.

Com a criação da holding Alphabet, responsável pelo Google, o BDR passou a ser negociado sob o ticker GOGL34. A disponibilização dos certificados na B3 teve início em 9 de maio de 2016.

como investir no Google? conheça

Sobre o Google

O Google é uma empresa de tecnologia fundada em 4 de setembro de 1998, na Califórnia, Estados Unidos. A ideia partiu de dois estudantes do curso de doutorado em Ciência da Computação da Universidade de Stanford: Larry Page e Sergey Brin.

O objetivo dos universitários era tornar o conhecimento mais acessível, fazendo com que as informações passassem a ser universalmente úteis e fáceis de encontrar. Com isso, eles deram origem ao maior mecanismo de buscas do mundo.


O nome da companhia veio da expressão “Googol”. Ela é associada ao valor representado pelo dígito 1 seguido por 100 zeros. Assim, é um termo em inglês utilizado para se referir a números muito altos.

Apesar de, inicialmente, ser um site de pesquisas, o Google expandiu suas atividades e atualmente oferece diversos serviços, produtos e plataformas para os usuários. Entre eles, estão o YouTube, o Chromecast e o Android, além de soluções de armazenamento em nuvem.

Ao longo do tempo, ele se tornou uma das gigantes de tecnologia mundiais. Por isso, muitos investidores se interessam por ter ações dessa empresa — que são negociadas originalmente em uma bolsa de valores dos Estados Unidos.

Sobre a Alphabet

Como você viu, atualmente a detentora das ações do Google é a Alphabet. A holding foi formada em 2015 pelos mesmos fundadores do buscador, Larry e Sergey. Ela controla o Google e outras plataformas, serviços e subsidiárias da empresa.

Os empresários criaram a companhia com o objetivo de realizar uma reestruturação estratégica da marca Google. O intuito foi reduzir a quantidade de subsidiárias para permitir o crescimento dos projetos individualmente.

Com isso, muitas propostas que não se relacionavam de forma direta ao mecanismo de pesquisa passaram a ser controladas pela Alphabet. Também existem diversos projetos em uma incubadora aguardando o momento ideal para serem lançados.

No ano de 2020, a Alphabet alcançou a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado. Esse resultado já havia sido batido por outras empresas de tecnologia, como a Apple, a Amazon e a Microsoft.

Qual é o cenário das empresas de tecnologia no mercado?

O setor de tecnologia é um dos mais procurados das bolsas de valores, com a tendência de despertar a atenção de diversos investidores. Afinal, nossa vida cotidiana é marcada pelos avanços tecnológicos e, com isso, muitas pessoas podem acreditar no crescimento das empresas desse setor.

São consideradas companhias do segmento de tecnologia aquelas que produzem, criam ou fornecem produtos e serviços do ramo tecnológico. Os Estados Unidos concentram as gigantes do setor, o que inclui o Google.

Na parte sul da região da Baía de São Francisco, na Califórnia, se encontra o chamado Vale do Silício. Esse é o apelido dado à área que reúne as maiores empresas mundiais de tecnologia e de onde costumam se originar as inovações mais relevantes.

Na região também se desenvolvem muitos modelos acessíveis de financiamento para projetos de tecnologia — as chamadas startups companies. Assim, esse setor pode oferecer boas oportunidades de investimentos para quem se interessa pelo segmento.

Pela importância da tecnologia, as empresas da área podem se mostrar resilientes em certos momentos de crise. As ferramentas tecnológicas representam alternativas para lidar com dificuldades — como aconteceu diante da necessidade de distanciamento social em 2020.

Essa medida de contenção da covid-19 tornou as atividades virtualizadas, com o intermédio de recursos tecnológicos. Ademais, novas soluções do setor de tecnologia surgem com frequência, aumentando as possibilidades das empresas.

Contudo, não há garantias de resultados positivos. Afinal, a renda variável traz riscos e não é possível prever os movimentos do mercado. Por isso, antes de selecionar um investimento para a sua carteira, é imprescindível analisar o alinhamento dele ao seu perfil de investidor e objetivos.

Quais são as características das ações do Google?

Você já entendeu o que é a Alphabet, como funciona o Google e quais são as características do segmento de tecnologia, certo? Também foi possível entender mais sobre os BDRs. Agora é o momento de conhecer as particularidades das ações e BDRs da empresa.

A oferta pública inicial (IPO) do Google na bolsa Nasdaq, dos EUA, aconteceu em 19 de agosto de 2004. Os recursos arrecadados permitiram o investimento em novos projetos de crescimento. Além da presença na Nasdaq, as ações da Alphabet são listadas na Bolsa de Valores de Frankfurt.

Mas, como vimos, investir por meio dessas bolsas não é a única forma de se expor às ações do Google. Os BDRs brasileiros também permitem acompanhar os resultados dessa companhia.

Contudo, vale saber que o Google não costuma distribuir dividendos. Desse modo, a rentabilidade dos investidores ocorre com a eventual valorização no preço das ações (e dos BDRs) a longo prazo.

Quais as vantagens de investir em BDR do Google?

Ao chegar até aqui, você já pode ter identificado algumas vantagens de investir no Google por meio dos BDRs. Um benefício relevante da alternativa é a diversificação internacional. Afinal, o investimento lastreado em ativos de outro país reduz os riscos de mercado relacionados à economia nacional.

Outro ponto que merece destaque é a exposição cambial. Isso pode trazer proteção contra a desvalorização do real em relação ao dólar. Nesse caso, investir em GOGL34 pode ser uma estratégia para ter ganhos ligados ao aumento do preço da moeda norte-americana.

O benefício da praticidade também deve ser citado. Como você viu, o BDR torna possível fazer seus investimentos sem sair do Brasil. Assim, não é necessário abrir conta em uma instituição financeira estrangeira e enviar recursos ao exterior — o que resultaria em taxas de câmbio.

Quais são os riscos de investir nessa alternativa?

Com relação aos riscos, o BDR é um ativo de renda variável que está exposto às oscilações do mercado. Isso significa que não existem garantias em relação ao comportamento dessa alternativa. Portanto, ela pode oferecer lucros, mas também gerar perdas.

Ainda, existem riscos relacionados especificamente ao Google. Como qualquer outra grande empresa de tecnologia, ele está vulnerável a decisões de Governos e órgãos reguladores da internet. Assim, mudanças no mercado podem afetar o lucro da companhia.

Também podem acontecer mudanças no modelo de negócios da empresa que afetam a sua lucratividade. Para mitigar esse risco, é fundamental analisar a empresa antes de investir. Outra dica é conhecer a economia do país ao qual o ativo pertence.

Como investir em GOGL34?

Você tem interesse em se expor às ações da Alphabet, a empresa controladora do Google? O procedimento para fazer isso é simples. Contudo, não deixe de avaliar o seu perfil de investidor e objetivos financeiros antes de adicionar o BDR ao seu portfólio.

Essa tende a ser uma alternativa mais adequada aos perfis moderado e arrojado. Lembre-se de que investimentos de renda variável estão sujeitos a maior volatilidade. Além disso, o BDR GOGL34 envolve riscos internacionais.

Então é preciso avaliar com cuidado para garantir que ele é adequado à sua carteira. Após fazer todas as análises e se certificar de que essa alternativa combina com a sua estratégia, você precisará de uma conta ativa em um banco de investimentos brasileiro.

Na plataforma do banco escolhido, é possível acessar o home broker. Ele dá acesso à bolsa de valores. Nesse ambiente, basta buscar pelo código GOGL34 e identificar o BDR do Google.

Ao encontrá-lo, você poderá conferir as informações a respeito do BDR, como seu preço no mercado. Em seguida, para comprar os certificados você deve indicar a quantidade que deseja adquirir e enviar a ordem de compra.

Agora você já sabe que é possível se expor às ações do Google via BDR da Alphabet (GOGL34). A alternativa permite fazer investimentos em uma das maiores empresas de tecnologia do mundo de forma prática. Porém, é preciso avaliar seu perfil e objetivos para tomar melhores decisões!

Gostou do conteúdo? Aproveite para complementar a leitura com o nosso artigo que ajudará você a descobrir se investimentos no exterior valem a pena!

 

 

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.