Expor o seu capital ao cenário internacional pode ajudar a diminuir os riscos e aumentar o potencial de ganhos. Porém, em vez de focar na aquisição direta, é possível recorrer a investimentos feitos na bolsa de valores brasileira (B3). É o caso dos BDRs, como o BIYG39.

Ele é lastreado em um ETF dos Estados Unidos ligado ao segmento financeiro. Entretanto, antes de investir, é fundamental ponderar quais são as vantagens e os riscos associados à escolha. Assim, você terá condições de compor o portfólio com maior segurança.

Quer saber mais sobre essa alternativa? A seguir, você conhecerá o BIYG39, o BDR do ETF iShares U.S. Financial Services. Continue a leitura!

O que é BDR?

Um dos investimentos de renda variável disponíveis na bolsa de valores é conhecido pela sigla BDR, que significa brazilian depositary receipt. No Brasil, o investimento é mais conhecido por certificado de depósito de valores mobiliários.

Trata-se de um investimento que apresenta exposição indireta a ativos que são negociados no mercado internacional. Para que isso seja possível, uma instituição depositária fica responsável por adquirir os ativos no mercado externo, como ações, ETFs ou títulos de dívida (bonds).

Em seguida, a instituição emite certificados lastreados nos ativos internacionais para que sejam negociados no mercado brasileiro. Com isso, quem investe em BDR tem direito de participar dos resultados do investimento internacional.

O que é ETF?

Como você viu, o BDR pode ter lastro em diferentes ativos, incluindo o ETF. Sigla para exchange traded fund, ou fundo de índice, esse é um tipo de fundo de investimento que apresenta uma estratégia de gestão passiva.

Na prática, o seu funcionamento é o mesmo de outros fundos. Os investidores devem adquirir cotas de participação e os recursos são movimentados por um gestor profissional.

A diferença do fundo de índice é o seu objetivo, que consiste em replicar a carteira teórica de um indicador de mercado. O resultado do fundo, antes de taxas e impostos, é equivalente ou muito próximo ao do índice selecionado.

O que é o BDR BIYG39?

Sabendo como funciona um BDR e um ETF, é possível entender um BDR de ETF. Ele se baseia na compra de cotas de investimento do fundo de índice no exterior, as quais servem de lastro para o certificado emitido na bolsa de valores brasileira. É assim que funciona o BIYG39.

Além disso, vale saber que esse BDR está ligado ao desempenho do setor de serviços financeiros dos Estados Unidos, seguindo a composição da carteira do índice utilizado. Continue a leitura e entenda melhor o que o BIYG39 pode oferecer!

Estreia do BDR BIYG39

A negociação desse BDR teve início na B3 na primeira semana de maio de 2021. Porém, originalmente, o ETF no qual esse BDR é lastreado foi criado em 2000.

Funcionamento do ETF iShares U.S. Financial Services

O BIYG39 tem lastro no ETF iShares U.S. Financial Services, negociado pelo ticker IYG na NYSE Arca, uma das bolsas americanas. Ele utiliza como referência o índice Dow Jones U.S. Financial Service Index.

O indicador é composto por empresas que são classificadas como parte do setor financeiro, de acordo com as categorias definidas pela Dow Jones. Por isso, inclui diversos fornecedores de serviços financeiros, incluindo:

  • bancos de investimento;
  • bancos comerciais;
  • operadoras de cartão de crédito;
  • gestoras de ativos;
  • entre outras.

Em julho de 2021, o índice era composto por mais de 100 empresas distintas. A carteira internacional também era composta por companhias de portes variados.

Vantagens de investir em BDR

O investimento em BDR tem como uma das principais vantagens o acesso ao mercado internacional. É possível expor seu capital ao cenário externo, o que pode favorecer a diversificação de investimentos.

Dessa maneira, o seu capital não ficará exposto apenas às condições internas. Em vez disso, há como aproveitar as condições do mercado externo, que tem alto nível de descorrelação com o cenário interno.

Ao mesmo tempo, isso acontece de forma prática e mais eficiente por possibilitar o acesso ao investimento pela B3. Então não é necessário abrir conta em uma instituição financeira do exterior ou converter seu dinheiro atual para a moeda de destino.

Com o BIYG39, especificamente, você consegue ter acesso a ações dos Estados Unidos sem precisar estar presente na bolsa americana. Por esse motivo, é possível acompanhar o desempenho do setor financeiro norte-americano, além de aproveitar eventuais dividendos pagos pelo fundo lastreado.

Riscos de investir em BDR

Também é preciso considerar os riscos do BDR. Nesse sentido, o principal é o risco de mercado. As ações da carteira do ETF e, consequentemente, suas cotas podem sofrer alterações no preço, o que afeta a cotação do BDR.

Porém, só há consolidação de prejuízo se você vender o certificado por um preço menor que o de compra. Mesmo assim, as oscilações devido ao comportamento do mercado existem e devem ser consideradas.

Além disso, o BIYG39 oferece exposição cambial. Logo, mudanças no valor da moeda, como a queda do dólar, podem afetar a sua performance.

Como fazer o investimento em BDR?

Antes de investir em um BDR, é fundamental considerar duas características importantes. A primeira é o perfil de investidor. Afinal, o investimento tende a ser mais alinhado para quem tem tolerância moderada ou arrojada ao risco, por ser uma escolha de renda variável.

Também é necessário avaliar os objetivos financeiros que você apresenta. O BDR — como o BIYG39 — costuma fazer mais sentido para quem está disposto a investir em longo prazo.

Depois de avaliar a decisão, é importante abrir uma conta em um banco de investimentos para ter acesso ao home broker e, assim, poder negociar a alternativa na bolsa de valores. Escolha uma instituição que apresente boa estrutura e condições atraentes para toda a sua carteira.

Caso surjam dúvidas ou você precise de uma orientação extra, é possível recorrer a uma assessoria de investimentos. O serviço conta com um time capacitado para apresentar alternativas, esclarecer o funcionamento e os riscos envolvidos para que o investidor crie uma estratégia mais eficiente.

Agora você sabe quais são os pontos principais do BIYG39 e pode decidir se ele é um bom investimento para a sua carteira. Lembre-se de considerar suas características e pense na diversificação de portfólio como uma estratégia que pode melhorar seus resultados.

Se precisar de ajuda para entender essa e outras alternativas, fale conosco da Renova Invest e conheça nossa assessoria!