Ao começar os seus investimentos na bolsa de valores e buscar papéis de empresas para investir, você encontrará diversos tipos de ações. Cada um possui características e formas de funcionamento diferentes, que impactam sua decisão.

Então, para que seus aportes sejam realmente fundamentados, você precisa conhecer esses fatores. Assim, é possível avaliar qual é o tipo mais adequado para os objetivos pretendidos com esse investimento.

Quer entender melhor o assunto? Neste conteúdo, você aprenderá o que são as ações e conhecerá 6 principais tipos de papéis disponíveis na bolsa de valores.

Confira a seguir e se informe!

O que são as ações?

Antes de conhecer os tipos de ações, é preciso entender como funciona uma ação negociada na bolsa. Esses papéis representam uma pequena parcela do capital social de uma empresa de capital aberto.

Logo, quem adquire uma se torna sócio da empresa escolhida, sendo dono de uma fração de seu capital social. Nesse cenário, o acionista tem direito a participar dos resultados obtidos pela empresa enquanto mantiver os ativos.

Como a ação representa uma parte do capital social, quando o valor de mercado de uma companhia se eleva, o preço do papel sobe. Por outro lado, se a empresa passa por dificuldades ou em situações nas quais o cenário não é favorável, poderá haver queda na cotação.

Assim, os acionistas também arcam com os riscos atrelados ao negócio. Afinal, as ações são negociadas na bolsa de valores e o preço de compra e de venda sofre influência da lei de oferta e procura, podendo trazer lucro ou prejuízo.

Para emitir os ativos, uma empresa realiza um procedimento chamado de IPO — initial public offering, ou oferta pública inicial. A partir dele a companhia abre o seu capital para os acionistas e passa a negociar suas ações na bolsa de valores.

Após o encerramento do IPO, as ações são negociadas no mercado secundário, entre os próprios investidores, sem envolvimento da empresa. A negociação é uma das formas de obter lucro com os papéis — buscando, por exemplo, vendê-los por um preço vantajoso.

Também é possível ter ganhos com proventos, como os dividendos — partes do lucro que a empresa obtém e distribui com investidores. Geralmente, o investimento em ações é focado no longo prazo. Contudo, também existem estratégias de especulação no curto e curtíssimo prazo.

6 Tipos de ações disponíveis na bolsa de valores

Agora que você já sabe o que são as ações e como o investimento funciona, deve conhecer os seus diferentes tipos.

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!




A seguir, confira os 6 principais!

1. Ações ordinárias

As ações ordinárias também são representadas pela sigla ON. Esse tipo de papel garante mais direitos ao acionista em relação às decisões importantes na gestão da empresa.

Conheça suas características:

Direito a voto em assembleias

Quem detém ações ON tem direito a votar nas assembleias deliberativas da companhia. O voto acontece de forma proporcional ao número de ações da empresa que o investidor possui.

Ou seja, quem tem 1 papel, terá direito a 1 voto e quem possui 1000 papéis, terá direito a 1000 votos, por exemplo.

Por esse motivo, quanto maior o número de ações da companhia, mais relevância o acionista terá em relação às decisões das empresas. Dessa maneira, as ações ordinárias possibilitam buscar controle em relação aos rumos do negócio.

Tag along

As ações ordinárias também dão direito ao chamado tag along. Ele é uma ferramenta que serve de proteção para os acionistas minoritários caso ocorra a venda da empresa ou a mudança do controle acionário.

Quando essas situações ocorrem, os acionistas minoritários podem vender suas ações por um preço equivalente a, pelo menos, 80% do montante pago aos majoritários. Essa importância é uma estipulação mínima garantida pela lei, mas as empresas podem determinar uma porcentagem maior.

Ticker

O ticker das ações é o nome que se dá ao código utilizado para sua negociação na bolsa de valores. Desse modo, ao buscar os papéis no home broker, o investidor os encontrará pela representação do ticker.

Geralmente, eles são indicados por quatro letras, que representam a empresa emissora, e um número — que representa uma característica do papel. Nas ações ordinárias, o ticker é finalizado pelo número 3.

Logo, quem quer comprar uma ação da Petrobras, por exemplo, encontrará o ticker PETR3 referente a uma ação ordinária.

Vantagens e desvantagens

Após conhecer essas características das ações ordinárias, você deve saber suas vantagens e desvantagens. Lembre-se que os investidores terão objetivos diferentes, então não há uma escolha certa em todos os casos.

A primeira vantagem das ON é a possibilidade de participação em decisões importantes sobre o futuro da empresa. Nesse sentido, como há direito ao voto em assembleias, o acionista poderá influenciar nos rumos da companhia.

Entretanto, isso pode não fazer tanto sentido para quem detém poucos papéis. Como o voto é proporcional ao número de ações, quem possui apenas algumas unidades não terá tanta influência nas votações.

Ademais, uma desvantagem que pode basear suas decisões de investimento é a menor liquidez. Ou seja, a facilidade com que o investimento é transformado em dinheiro. Nesse cenário, as ações ordinárias costumam ter um menor volume de negociações na comparação com os papéis preferenciais.

2. Ações preferenciais

O segundo tipo de ações que você conhecerá são as preferenciais, também representadas pela sigla PN. Esses papéis não garantem o direito de voto em assembleia aos acionistas, mas há outros fatores importantes.

Acompanhe as principais características:

Preferência no pagamento de proventos

Como o nome indica, as ações preferenciais dão direito aos acionistas à preferência no pagamento de proventos por parte das empresas.

O tipo mais conhecido deles são os dividendos, que representa, como você viu, a divisão de lucro das companhias pagos aos seus acionistas periodicamente. Essa distribuição de lucro é feita de forma obrigatória, também determinada pela lei.

Entretanto, não há um percentual mínimo para essa distribuição. Cada empresa pode definir suas regras — que devem estar elencadas no seu estatuto social.

É definido um dividendo fixo ou mínimo em que os detentores de ações preferenciais deverão receber. Logo, eles têm preferência em relação a quem possui ações ordinárias, que também pode receber um montante menor.

Preferência no reembolso de capital

O estatuto social da empresa também pode garantir a preferência no reembolso de capital caso haja liquidação da companhia. Ou seja, se houver falência ou outro problema relacionado, os acionistas preferenciais receberão o reembolso antes — se for o caso.

Afinal, é preciso saber que os primeiros reembolsados serão os credores do negócio, depois os acionistas preferenciais e, então, os ordinários. Para isso, é preciso que haja a liquidação da empresa e que exista valores a serem distribuídos.

Ticker

Como você viu no tópico anterior, o ticker representa um código da ação na plataforma de negociação da bolsa de valores, o home broker. Enquanto as ações ON terminam com o número 3, os papéis PN terminam com o número 4.

Como no exemplo anterior, o investidor que deseja adquirir ações preferenciais da Petrobras, deverá buscar no home broker o código PETR4.

Vantagens e desvantagens

Como você percebeu, as ações preferenciais não dão direito a voto em assembleias deliberativas das empresas. Então essa pode ser considerada uma desvantagem para quem busca ter mais controle nos rumos do negócio.

Porém, acionistas minoritários geralmente não possuem um poder de decisão tão grande, de modo que possa fazer mais sentido adquirir as ações PN. Em especial, porque elas garantem a preferência no pagamento de dividendos que pode ser superior aos das ações ordinárias.

Logo, quem tem uma estratégia de investimento para recebimento de renda passiva, por exemplo, deve considerar essa vantagem.

Finalmente, as ações PN também são conhecidas por serem mais líquidas. Ou seja, seu volume de negociações costuma ser maior que o dos papéis ON. Apesar de não ser uma regra, pode ser mais fácil transformar o investimento em dinheiro.

3. Units

As units são outro tipo de papéis negociados na bolsa de valores e também são conhecidas como certificados de depósito de ações. Elas se caracterizam como um pacote de papéis composto por mais de um tipo de ação.

Quem compra uma unit, na verdade, adquire um conjunto de diversas ações da mesma empresa, mas com diferentes tipos. Logo, a unit contém papéis ordinários e preferenciais emitidos pela companhia.

A proporção entre ações ordinárias e preferenciais em um unit depende das regras estipuladas pela própria empresa. Mas é importante saber que sempre haverá os dois tipos no mesmo certificado para que ela seja caracterizada assim.

Então uma unit pode fornecer o direito às características e vantagens das ações ON e das ações PN. O investidor terá participação de voto em assembleia proporcionalmente aos papéis ordinários da unit e preferência no recebimento de proventos, de acordo com a quantidade de ativos preferenciais.

Já em relação ao ticker, as units são identificadas pelo número 11 ao final do código. Contudo, o investidor deve ter atenção redobrada ao negociá-las. Isso porque os ETFs e os fundos imobiliários também são identificados com esse número.

4. Small caps

Além dos tipos de ações que você conheceu, existe também outra classificação. Ela não considera os direitos adquiridos, mas sim o valor de mercado da empresa emissora. Então, é importante destacar que nos grupos dessa divisão você pode encontrar papéis ON, PN e units.

As ações de small caps são aquelas que representam companhias com menor capitalização. Apesar de não haver uma definição padronizada, costumam ser considerados small caps negócios que têm um valor de mercado de até US$ 3 bilhões.

Com essa característica, elas costumam ser de empresas mais novas, que não são líderes no seu setor. Também podem representar empresas maiores, mas de setores que são considerados menores e de nicho específicos, o que impacta no valor de mercado.

Devido a esses fatores, as small caps costumam ter uma alta volatilidade. Ou seja, a cotação das ações apresenta maior oscilação que os outros tipos. Outra característica diz respeito ao maior potencial de crescimento.

Isso porque a empresa ainda pode aumentar muito sua participação no setor — diferente de companhias que já são grandes e consolidadas. Ao mesmo tempo, as small caps envolvem maiores riscos do que os outros tipos que você conhecerá a seguir.

5. Mid caps

As mid caps reúnem os papéis de empresas com uma capitalização maior que US$ 3 bilhões. Entretanto, elas ainda não são consideradas grandes corporações no mercado. Assim, representam um meio termo entre as small caps e as maiores empresas da bolsa.

Por estarem em um segundo patamar, têm características medianas entre os dois grupos. Logo, são empresas mais sólidas, mas podem não ser líderes de segmento. Além disso, as mid caps costumam apresentar menor volatilidade que as anteriores e ter taxa de crescimento um pouco mais limitada.

6. Large caps

Por fim, há as large caps — que também são conhecidas por blue chips. O termo se refere às fichas azuis de pôquer (as mais valiosas do jogo). Como você deve imaginar, essa classificação diz respeito aos papéis de empresas com maior capitalização no mercado.

Assim, elas são companhias consideradas grandes organizações e muito influentes em seu setor, já consolidadas na área. Por isso, também são chamadas de ações de primeira linha, pois representam as principais empresas da bolsa.

De modo geral, elas são negócios mais resilientes e que não apresentam tanta oscilação de preço. Ao mesmo tempo, têm um crescimento reduzido em relação às small caps. Entretanto, como já estão consolidadas em seus setores, podem ter lucros constantes e distribuir mais dividendos.

Pronto! Agora você já conhece 6 tipos de ações disponíveis para investidores na bolsa de valores e viu as características de cada um deles. Lembre-se de que é muito importante fazer uma análise antes de qualquer investimento e contar com a ajuda de profissionais para esclarecer suas dúvidas.

Quer ter auxílio de uma assessoria de investimentos para sanar suas dúvidas sobre os tipos de ações? Então entre em contato com os assessores da Renova Invest!