atributos assessor de investimentos
atributos assessor de investimentos

Como ser um assessor de investimentos? 7 Atributos essenciais!

Aproveitar o mercado financeiro como investidor não é o único caminho possível. Você também pode ser um profissional da área, construindo uma carreira de sucesso. Para tanto, é preciso saber como ser um assessor de investimentos.

Além de conhecer o processo para estar habilitado, conforme determinam os órgãos competentes, é fundamental entender quais são as habilidades importantes que você deve ter. Assim, é possível avaliar seu perfil e desenvolver as competências indispensáveis.

Neste artigo, você poderá conferir quais são 7 atributos essenciais de quem deseja saber como se tornar assessor de investimento. Descubra!

O que faz um assessor de investimentos?

Um passo inicial importante para ser um assessor de investimentos é compreender o que faz esse profissional. O chamado agente autônomo de investimentos (AAI) tem como principal função apoiar os investidores que desejam saber onde aportar seus recursos.

Um assessor não faz recomendações ou análises e nem realiza a gestão do patrimônio. Ele é o responsável por tirar dúvidas, apresentar os investimentos do mercado e facilitar o encontro de oportunidades. Portanto, tem uma função muito relevante.

Quais são 7 características essenciais para o profissional?

O processo para ser um assessor de investimentos começa com a sua preparação em relação às qualidades profissionais, como habilidades que devem ser desenvolvidas.

Para entender melhor, veja 7 atributos que são fundamentais a esse profissional!

1. Amplo conhecimento técnico

Como você viu, as funções do assessor consistem em apresentar produtos e ativos financeiros, tirar dúvidas e fornecer informações confiáveis para o investidor. Para que isso seja possível, é preciso dispor de um alto nível de conhecimento técnico.

Deve-se entender muito bem os mercados de negociação, as operações e as estratégias que podem ser usadas. Também é necessário compreender os diferentes tipos de perfil de investidor e como os investimentos se alinham com cada objetivo e prazo.

Não menos relevante, o assessor de investimentos deve conhecer bastante os produtos e ativos disponíveis na instituição vinculada, como o banco de investimentos. Assim, é possível garantir uma atuação que seja consistente com as funções esperadas.

2. Ética profissional reforçada

Embora o conhecimento técnico seja importante, ele não é a única qualidade destacável de um assessor competente. O agente autônomo de investimento também precisa apresentar um alto nível de ética, já que sua atuação influencia o patrimônio e a conquista de objetivos de outras pessoas.

É necessário observar e aplicar todas as boas práticas previstas para a profissão, como nunca fazer recomendações de investimentos ou promessas sobre os resultados. Além de evitar problemas com os órgãos fiscalizadores, isso ajuda a obter uma reputação positiva no mercado.

3. Habilidade em atuar como autônomo

O processo para ser um assessor de investimentos exige, ainda, capacidade de trabalho como autônomo. A profissão oferece a liberdade de trabalhar de maneira mais livre, fazendo seus horários. Mas isso demanda também mais responsabilidades.

É fundamental estar pronto para criar os próprios horários e para exercer o autogerenciamento. Apesar de esse parecer ser um sonho profissional, é preciso ter um alto nível de disciplina, de modo a garantir que os resultados sejam alcançados conforme o previsto.

4. Espírito empreendedor

Por falar em autonomia e liberdade, convém notar que, de certa maneira, um agente autônomo de investimento atua como um empreendedor. A carreira está em suas mãos e ela depende de ações como captar e fidelizar clientes, traçar estratégias e se destacar entre os concorrentes.

É por isso que ter espírito empreendedor pode ajudar a ter sucesso na área. Essa é uma característica que favorece alcançar um alto nível de comprometimento e o foco na evolução contínua.

5. Organização

Pelos outros atributos que são necessários, você já tem uma ideia que a rotina do assessor de investimentos costuma ser intensa e dinâmica. É preciso conseguir cumprir todos os compromissos, atendendo às necessidades dos clientes com qualidade.

Tudo isso só é possível com um alto nível de organização, o que permite sincronizar atividades e garantir o cumprimento no prazo. Essa característica também é determinante para exercer a liberdade, a autonomia e o empreendedorismo.

6. Tino comercial

Quando se pensa no sucesso de um assessor de investimentos, duas estratégias essenciais se destacam: aumentar o número de clientes e ampliar o volume de recursos assessorados. Ambos os pontos levam a mais ganhos e são dois aspectos que exigem tino comercial.

Quem demonstra essa característica consegue ter uma percepção maior a respeito das oportunidades, por exemplo. Além disso, é alguém que pode atuar para conseguir se posicionar melhor e, assim, atingir os objetivos de negócio.

7. Bom relacionamento interpessoal

Não menos importante, um assessor de investimentos de sucesso deve ser capaz de criar bons relacionamentos interpessoais. Isso significa estabelecer uma relação de confiança com o cliente, saber ouvi-lo e atendê-lo com qualidade.

Tal comportamento é fundamental para conquistar novos clientes, para manter os que já existem e para conquistar maior satisfação. Isso pode dar origem a indicações para outros investidores, o que favorece o crescimento da assessoria de investimentos e da sua própria carteira.

Como ser um assessor de investimentos?

Agora que você sabe de quais características deve dispor, é o momento de entender como se tornar um assessor de investimento, de fato. Em paralelo ao desenvolvimento dessas qualidades, é preciso atender às obrigações previstas pela Comissão de Valores Mobiliário (CVM).

Em primeiro lugar, você deve obter a certificação Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias). Essa é uma das principais instituições do mercado financeiro e realiza uma prova para atestar capacidades técnicas e éticas.

Depois, é preciso registrar-se junto à CVM e, então, associar-se a uma assessoria de investimentos. Ela deve estar vinculada a uma instituição financeira. Você pode, por exemplo, estar ligado ao maior banco de investimentos da América Latina — o BTG Pactual digital.

Ao longo do exercício da profissão, é importante buscar se manter atualizado e mais capacitado. Assim, é possível se consolidar no mercado.

Ciente dessas características e dos demais passos, você sabe, exatamente, como ser um assessor de investimentos. Desse modo, poderá atuar em um mercado que está em expansão e que oferece boas oportunidades.

Se quiser a ajuda de quem tem experiência no assunto, entre em contato conosco da Renova Invest e veja como podemos auxiliá-lo!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


whatsapp icon chatbot Renata

Quer fazer seus investimentos renderem mais?

Clique aqui e fale com os nossos Assessores

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.