Profissão trader
Profissão trader

Profissão trader: é possível viver de mercado?

Um assunto que tem recebido destaque nos últimos tempos é a possibilidade de se tornar um trader e viver de mercado. Com isso, cada vez mais pessoas têm se interessado em saber mais sobre o assunto para se tornar um profissional na bolsa de valores.

No entanto, nem todos acreditam que é possível viver de operações de curto prazo no mercado financeiro. Afinal, dedicar-se às operações especulativas não é uma tarefa tão simples e conseguir atuar de maneira profissional depende de vários fatores.

Se você tem interesse no tema e quer saber mais sobre a possibilidade de se tornar um trader e viver de mercado, continue a leitura! Vamos lá?

Afinal, o que é um trader?

Primeiro, é importante entender que o termo trader se refere à pessoa física ou jurídica que realiza operações de compra e venda de ativos e derivativos na bolsa de valores. A ideia é aproveitar as oscilações de preço para obter lucros no curto e no curtíssimo prazo.

Assim, o seu objetivo é diferente dos investidores, que visam o longo prazo. Além disso, devido às características da estratégia, o trader também é conhecido como especulador. Nesse caso, as operações podem ser feitas como forma de obter renda extra ou se transformar em uma profissão.

O que faz um trader?

Um ponto essencial para entender o que faz um trader é compreender que as operações que ele realiza são diferentes dos investimentos. Ele faz diversas negociações na bolsa em um período mais curto, sendo que existem diversas formas de operar no mercado financeiro.

No caso do day trade, por exemplo, as operações podem ocorrer em um intervalo de alguns minutos ou horas, sempre finalizando no mesmo pregão. Já no swing trade, elas podem se estender por poucas semanas ou meses.

Ainda, há o position trade, que pode levar meses ou até mais de um ano para ser finalizado. Desse modo, o prazo varia conforme as análises do especulador e as suas preferências. Mesmo em operações mais longas, o objetivo é sempre lucrar com a variação de preço dos ativos ou derivativos.

Ou seja, o especulador mantém a posse apenas até conseguir os resultados que busca. Para isso, ele pode usar diferentes estratégias, inclusive visando lucrar com a queda da bolsa.

Quais são as vantagens e riscos envolvidos nos tradings?

Para entender melhor as operações de curto prazo na bolsa, saiba que existem diversas vantagens e riscos envolvidos. Conheça alguns fatores relevantes:

Ganhos

O primeiro benefício é a possibilidade atrativa de ganho. Se as operações forem eficientes, o trader pode encontrar rendimentos maiores e mais rápidos em comparação a outras alternativas mercado.

Flexibilidade

Outro ponto positivo para quem busca atuar como trader em tempo integral é a flexibilidade. Como é possível realizar trades de qualquer lugar, a rotina é dinâmica e você pode organizar seus horários com autonomia.

Lucro na queda

Também existe a possibilidade de lucrar com o mercado em baixa. Isso significa que os traders podem ter lucros não apenas em períodos de alta da bolsa. Na venda descoberta, por exemplo, os traders podem buscar ganhos quando o mercado sofre queda, aumentando as oportunidades.

Alavancagem

A especulação também oferece a oportunidade de operar com mais dinheiro do que se tem em conta por meio da alavancagem. Nela o trader pode contar com o uso de garantias para fazer aportes, visando lucros maiores. Todavia, os riscos também são potencializados nessas operações.

Custos

Os custos podem ser uma desvantagem na rotina do trader. Dependendo das taxas cobradas pela sua instituição financeira, o custo final de todas as operações pode ser significativo. Também é necessário ter atenção com o Imposto de Renda.

A alíquota para o day trade, por exemplo, é de 20% sobre o lucro obtido, e não há faixa de isenção para um volume de vendas de até R$ 20 mil no mês. Porém, é possível considerar eventuais prejuízos para abater do imposto.

Riscos

As operações de curto prazo envolvem riscos consideráveis. Quem pretende ganhar dinheiro com trading deve ter cuidado e manter uma estratégia eficiente para não amargar apenas prejuízos.

O que preciso saber para ser um trader?

Está pensando em operar na bolsa? O primeiro passo para se tornar um trader é manter seu conhecimento sobre o mercado financeiro atualizado. Independentemente da estratégia que você utilizará, é importante se aprofundar no assunto.

Você pode, por exemplo, buscar informações sobre análise técnica e tendências do mercado em livros, cursos ou por meio da instituição financeira. Também é importante ter conhecimento sobre gestão de risco para reduzir a exposição aos perigos do mercado.

Na bolsa de valores, os preços se comportam de acordo com a lei da oferta e demanda. Entretanto, acontecimentos inesperados também podem impactar nas operações. O trader precisa, então, entender que a possibilidade de perda faz parte da rotina e é necessário saber gerenciá-la.

Outro fator relevante é ter controle emocional. Essa questão pode prejudicar — e muito — o desempenho do trader. Portanto, é importante ter em mente que operar no curto prazo na bolsa exige racionalização.

É possível ser trader e viver de mercado?

Agora que você sabe o que é o trader, o que ele faz e quais são as vantagens e riscos envolvidos nas operações de curto prazo, é possível analisar a possibilidade de viver de mercado. Afinal, a resposta para essa pergunta é muito particular.

De acordo com uma pesquisa encomendada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a dois pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), são poucas as pessoas que conseguem, de fato, viver de trade.

O estudo mostra que apenas 9% das pessoas que começaram a comprar e vender mini índice entre 2013 e 2015 conseguiram algum lucro com as operações. Um dos motivos para isso é que, para ter ganhos realmente satisfatórios, é necessário ter em mente que a atividade não depende de sorte.

É essencial se dedicar para conhecer e estudar o mercado, além de considerar diversos outros critérios para que as chances de lucro sejam maiores. Mas se você gosta de especular, é possível ter sucesso caso esteja disposto a se aprofundar no assunto.

Além disso, você pode ter investimentos de longo prazo, que ajudarão a acumular patrimônio ao longo do tempo, e também fazer as operações buscando ganhos no curto prazo. Contudo, ter o trade como profissão talvez não seja tão simples quanto muitos imaginam.

Conhecer as possibilidades do trader e o que é preciso para viver de mercado é importante para analisar se a estratégia vale a pena. Lembre-se de que o mercado financeiro oferece diversas oportunidades de investimento e especulação. Então é preciso avaliá-las com atenção para tomar as melhores decisões.

Agora que você sabe mais sobre o assunto, que tal complementar a leitura? Conheça as diferenças entre operar vendido ou comprado na bolsa!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.