O que é e como funciona uma carteira administrada
O que é e como funciona uma carteira administrada

O que é e como funciona uma carteira administrada?

Investir exige muito conhecimento acerca do funcionamento do mercado financeiro e suas alternativas de investimento. No entanto, você sabia que existem formas mais simples e práticas de fazer o seu dinheiro trabalhar por você? É o caso da carteira administrada.

Um dinheiro mal investido pode representar perdas significativas no longo prazo ou aquém das possibilidades. Nesse sentido, contar com o auxílio de uma administração profissional pode elevar as chances de retornos maiores e uma carteira alinhada às suas necessidades.

Neste artigo, você entenderá o que é e como funciona uma carteira administrada. Continue a leitura e confira!

O que é carteira administrada?

A carteira administrada é um serviço executado por profissionais capacitados e habilitados para atuar no mercado financeiro. A gestão do capital é feita de acordo com as necessidades dos investidores e segue diretrizes definidas em contrato.

O serviço pode ser oferecido para clientes de forma personalizada ou por meio de um fundo de investimento, por exemplo. Nesse caso, diversos investidores podem alocar seus recursos em um mesmo veículo por meio da compra de cotas.

Como funciona?

O funcionamento de uma carteira administrada é bastante simples. No caso personalizado, as empresas de gestão profissional de portfólios analisam o perfil do investidor e encontram as melhores alternativas para rentabilizar os investimentos

No entanto, esse serviço é menos comum e, em geral, exige maior capital por parte dos investidores para remunerar o gestor. Por outro lado, os gestores também podem estruturar um fundo de investimento.

Nesse caso, as alocações são feitas de forma que o investidor possa usufruir da rentabilidade dos ativos selecionados. O gestor é remunerado por meio de uma taxa de administração, sem necessidade de comissões ou corretagens, por exemplo.

Isso faz com que a rentabilidade do portfólio possa ser potencializada sem conflitos de interesse. O profissional busca as melhores oportunidades e os resultados são entregues para os investidores que possuem cotas dos fundos.

O rebalanceamento do portfólio também faz parte do serviço. Assim, sempre que for necessário, o gestor faz a realocação do capital de acordo com a estratégia da carteira e as oportunidades do mercado. O objetivo é obter os melhores resultados para os investidores.

Qual a diferença do gestor de carteira para outros profissionais?

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) define diversas diretrizes para as empresas e os profissionais que atuam no mercado de investimentos. Tais exigências visam garantir a segurança dos investidores que buscam esses serviços.

Cada tipo de registro garantido pelo órgão regulador tem responsabilidades e liberdades diferentes. O assessor de investimentos, por exemplo, atua junto a instituições financeiras com o objetivo de resolver as dúvidas dos clientes e orientá-los sobre as alternativas disponíveis no mercado.

Já o consultor de investimentos tem como principal característica o fato de atuar de maneira independente. Isso significa que ele não costuma estar associado a gestoras, corretoras ou bancos de investimento.

Outro agente integrante do mercado financeiro é o analista de investimentos. Ele elabora análises sobre as condições do mercado financeiro e pode fazer recomendações de investimentos para o investidor.

Por fim, o gestor de investimentos atua em gestoras e são responsáveis pelos fundos de investimento. Ele é responsável por fazer análises e tomar decisões em relação à carteira do fundo. Para isso, ele deve seguir uma estratégia específica.

Ademais, a gestão de fundos pode ser ativa ou passiva. No primeiro caso, o gestor realiza a compra e venda de títulos, ativos e derivativos, de acordo com as oportunidades do mercado. O objetivo é superar o rendimento de um benchmark.

Já a gestão passiva foca em acompanhar a rentabilidade de um indicador de referência, sem a finalidade de superá-la.

Quais as vantagens de contar com uma carteira administrada?

Existem diversas vantagens de contar com esse serviço. Em primeiro lugar, cabe ressaltar que o investidor contará com o apoio de um gestor profissional. Com isso, ele não precisará se preocupar com a tomada de decisão sobre os ativos individualmente.

Isso ajuda a mitigar os riscos causados por falta de conhecimento ou experiência, por exemplo. Além disso, a carteira administrada em um fundo de investimento permite que você invista em diversas alternativas por um valor menor do que o necessário se o aporte fosse feito individualmente.

Assim, é possível ter acesso a uma carteira diversificada de forma prática e acessível. A diversificação permite investir também com redução de riscos específicos, o que pode ajudar a potencializar a rentabilidade e a conquistar os seus objetivos.

E as desvantagens dessa alternativa?

Antes de fazer um investimento, é importante conhecer também suas desvantagens. No caso da carteira administrada, podemos citar a menor liberdade para movimentar cada ativo de forma individual.

Isso significa que quem gosta de organizar seus investimentos por conta própria pode não encontrar a melhor solução nesse serviço. Afinal, na estratégia da gestão, cada título, ativo ou derivativo cumpre papel diferente na carteira.

Alterar os investimentos e as quantidades de forma aleatória, de acordo com a vontade de cada investidor, poderia prejudicar esse plano. Consequentemente, poderia haver redução nos ganhos dos clientes.

Também vale citar os custos como uma desvantagem. Como você já sabe, existe a taxa de administração da carteira. O modelo de remuneração é uma porcentagem sobre o patrimônio alocado do investidor.

Essa taxa pode interferir diretamente na rentabilidade do fundo de investimento. Por isso, é importante analisar se ela está em conformidade com a estratégia do fundo e com os resultados entregues por ele.

Vale a pena contar com uma carteira administrada?

Depois de conhecer as características da carteira administrada fica mais fácil decidir ou não pelo serviço, certo? Para tomar a melhor decisão, é necessário analisar o seu perfil de investidor e os seus objetivos pessoais.

Além do mais, é possível ter, por exemplo, uma pequena parcela do seu capital investido em uma alternativa administrada. Entre as alternativas estão os fundos de investimento e os ETFs (exchange traded funds).

Para isso, você pode entrar em contato com a equipe da Renova Invest para saber mais sobre as alternativas de carteira administrada e gestão ativa do portfólio. Nossos profissionais estão preparados para apresentar as opções disponíveis no mercado.

Agora você sabe mais sobre a carteira administrada e pode analisar se ele faz sentido para você. O serviço apresenta vantagens e desvantagens que devem ser consideradas em sua decisão. Avaliando essas questões, é possível definir fazer escolhas adequadas às suas necessidades.

Quer aprender mais sobre as alternativas de investimento encontradas no mercado financeiro? Entre em contato conosco e converse com um de nossos assessores!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.