Perfil de investidor: o que é e como descobrir o seu?
Perfil de investidor: o que é e como descobrir o seu?

Perfil de investidor: o que é e como descobrir o seu?

  • Post author:
  • Post category:blog

Ter objetivos e se planejar na vida são algumas atitudes que ajudam a se organizar e seguir no melhor caminho, certo? Elas também são essenciais quando se fala em investimentos. Nesse sentido, um conceito indispensável é o de perfil de investidor.

Afinal, não é adequado colocar seu dinheiro em algo que você não planejou direito e não sabe se está de acordo com o que deseja. Para tomar os devidos cuidados e aumentar suas chances de encontrar resultados mais interessantes, é válido se organizar.

Então, quem pretende começar a investir ou quer tomar melhores decisões nos investimentos que já possui – e que fará no futuro – deve saber mais sobre o assunto. E nós podemos ajudar!

Continue a leitura do artigo para entender o que é o perfil de investidor e aprender a descobrir o seu. Acompanhe!

O que é o perfil de investidor?

De forma simples, o perfil de investidor tem o intuito de mostrar a sua “personalidade” no universo dos investimentos. Isto é, ele reflete seus objetivos, necessidades e preferências — ajudando a responder à pergunta: o que eu quero ao investir?

Um dos principais fatores relacionados ao perfil é a sua tolerância ao risco. Embora ninguém deseje efetivamente correr riscos de perder dinheiro ou não encontrar os rendimentos esperados, é fato que todos os investimentos envolvem algum perigo.

Contudo, o nível de risco é diferente entre eles. Logo, existem aqueles considerados mais seguros e estáveis, enquanto outros apresentam maior risco de perda. Qual deles interessa mais a você? Como é a sua abertura para a possibilidade de prejuízo?

Dependendo das respostas para essas e outras perguntas consideradas na avaliação do perfil, você será identificado como um investidor conservador, moderado ou arrojado.

Saiba mais sobre cada um deles a seguir:

Conservador

O investidor conservador preza pela segurança. Para obtê-la, ele aceita a realidade de ter rendimentos limitados — já que as alternativas mais seguras geralmente não oferecem as rentabilidades mais atrativas.

A preferência do conservador pode se dar de acordo com vários elementos. Por exemplo, alguém que já está na fase de usufruir de seus recursos e não quer colocá-los em risco. Ou uma pessoa que começou a investir e deseja entender as especificidades do mercado antes de arriscar mais.

Além disso, um investidor conservador pode ser aquele que tem objetivos de curto prazo, médio e longo prazo e opta por buscar opções que mantenham o dinheiro disponível sem perdas, independente do horizonte de investimento.

Seja qual for o motivo, o conservador não pretende correr riscos elevados.

Moderado

Seguindo nos perfis, o investidor moderado é alguém um pouco mais dinâmico do que o conservador. Ele ainda tem apego à segurança e não se interessa em se arriscar muito. Entretanto, já aceita considerar ativos de maior risco – especialmente para o longo prazo.

Uma palavra que combina muito com o investidor moderado é o equilíbrio. Uma das formas mais comuns para manter a moderação é combinar investimentos de maior e menor segurança, evitando que a carteira enfrente um perigo significativo.

Com isso, o investidor moderado geralmente busca equilibrar a estabilidade e os rendimentos. Ou seja, a combinação de risco e segurança pode lhe render um dinheiro a mais sem gerar grande medo ou nervosismo por colocar seu capital em risco.

Arrojado

Por fim, o investidor arrojado é alguém que prioriza a rentabilidade. Para isso, como você viu, é preciso abrir mão de boa parte da segurança — já que ativos com maior possibilidade de rendimento normalmente têm maiores riscos.

Note que falamos de “possibilidade” de rendimentos. Isso porque, em investimentos arrojados (geralmente da renda variável), não é possível garantir ganhos. Assim, o investidor arrojado está à procura de lucros significativos, mas corre riscos de perdas também significativas.

E por que pessoas com perfil arrojado aceitam arriscar tanto? Muitas delas conseguem manejar os riscos buscando conhecimento e experiência no mercado financeiro ou optando por contar com uma assessoria de investimentos para buscar por melhores resultados na bolsa.

Para que serve o perfil de investidor?

Conhecer os tipos de investidor é um fator central para saber montar uma carteira de investimentos interessante e adequada às suas necessidades. Como falamos, as características dos ativos são bastante diversas entre si e cada uma delas combina melhor com algum perfil.

Um investidor conservador que aporta seu dinheiro em alternativas arriscadas sem saber que está fazendo isso corre um sério perigo de ter prejuízos e enfrentar reações emocionais intensas (como medo, ansiedade, etc).

Do outro lado, uma pessoa arrojada que escolhe apenas ativos seguros para investir pode se ver muito frustrada diante dos rendimentos limitados. E também corre o risco de ter perdas – a partir do chamado custo de oportunidade, já que seu perfil poderia encontrar lucros maiores ao investir adequadamente.

Em resumo, o perfil de investidor serve para que você se planeje da melhor forma. Ele ajuda a ter maior controle sobre suas decisões, evitando escolhas inadequadas e aumentando a probabilidade de satisfação na sua carteira.

Como descobrir o seu?

O perfil de investidor é algo tão importante que todas as instituições financeiras mediadoras de investimentos são obrigadas a aplicar um teste ou questionário inicial com os clientes que querem começar a investir. Ele é conhecido também como formulário de suitability.

Assim, você descobre o seu perfil antes de realizar suas aplicações ou operações. Além disso, é possível identificá-lo facilmente respondendo à série de perguntas a qualquer momento. O questionário está disponível no simulador de investimentos do BTG Pactual digital.

É interessante destacar que o perfil não precisa necessariamente se manter o mesmo ao longo do tempo. Os seus objetivos podem se transformar. Logo, responder ao questionário novamente ao longo da sua jornada enquanto investidor é uma forma de saber se algo mudou.

Como montar uma carteira adequada ao seu perfil?

Você viu que uma das principais funções do perfil de investidor é possibilitar a montagem de uma carteira de investimentos eficiente. Isso significa escolher um conjunto de investimentos diversificado, que considere seus objetivos e os prazos correspondentes.

E, claro, que esteja alinhada ao seu perfil de risco. Investidores conservadores, moderados e arrojados farão escolhas diferentes a depender do perfil. Muitas vezes, eles podem ter ativos semelhantes, mas em percentuais distintos na carteira.

Por exemplo, um conservador manterá a maior parte da carteira em segurança. Enquanto isso, o percentual de ativos seguros será um pouco menor para o perfil moderado e, provavelmente, bem menor para o arrojado.

É importante, por fim, destacar que não existe o melhor investimento para cada perfil de investidor. A ideia é buscar uma boa combinação entre eles. Então, vale a pena conhecer os investimentos para o perfil conservador, moderado e arrojado antes de tomar suas decisões.

Depois de conhecer mais sobre o assunto, que tal contar com ajuda especializada para montar a carteira de investimentos para seu perfil e objetivos? Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta