Se você busca meios de diversificar a carteira e se expor a condições de mercados nacionais e internacionais, pode se interessar pelo investimento em exchange traded funds (ETFs). Porém, antes de alocar seus recursos, vale a pena conferir a lista de ETF da B3 e saber como eles funcionam.

Afinal, são dezenas de alternativas que contemplam diferentes perfis de investidor e objetivos financeiros. Conhecê-las, então, é essencial para escolher as alternativas mais adequadas para a sua carteira.

Neste artigo, você conferirá a lista de ETFs da bolsa para auxiliar em suas decisões de investimentos. Acompanhe!

O que é um ETF?

O fundo de investimento é um veículo financeiro que funciona coletivamente, na forma de condomínio. Assim os investidores adquirem cotas de participação e os recursos levantados são movimentados por um gestor profissional, com base na abordagem aprovada.

Entre as classificações de fundos de investimento estão os ETFs ou fundos de índice. Como você verá a seguir, eles têm uma estratégia específica de alocação de recursos, que o diferencia dos demais.

Como funcionam os ETFs?

Um dos principais pontos que destacam os ETFs dos demais fundos de investimento é a composição de seu portfólio, que se baseia na carteira teórica de um índice de mercado. Ou seja, um fundo de índice busca replicar um indicador, investindo nos ativos na mesma proporção.

Um ETF de um índice de ações como o Ibovespa, por exemplo, adquire os papéis que fazem parte do indicador. Se a carteira do índice for atualizada, o ETF também aplicará essas mudanças por meio da compra e venda de ativos.

Vale destacar que as cotas dos ETFs são negociadas na bolsa de valores. Isso significa que o investimento pode ser feito pelo home broker da instituição financeira, como um banco de investimentos.

Como é composta a lista de ETFs da B3?

Por conta de suas características de funcionamento, os ETFs têm ganhado popularidade no mercado brasileiro. O primeiro fundo de índice listado na B3 surgiu em 2004 e o segundo foi listado apenas em 2008.

No entanto, até o final do primeiro semestre de 2021 a B3 já contava com mais de 40 ETFs disponíveis, sendo que 11 deles entraram na lista em 2021. De acordo com a própria B3, os ETFs já movimentavam mais de R$ 150 bilhões, entre janeiro e maio de 2021.

A seguir, você verá a lista de ETFs da B3 e conheça todos os fundos de índice disponíveis até junho de 2021.

ETFs de Renda variável

Os ETFs de renda variável priorizam ativos e derivativos desse mercado, como ações ou fundos imobiliários. Confira!

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

Saiba tudo sobre ETFS - a forma de sostificar os seus investimentos

ACWI11

Um dos novos ETFs da B3 em 2021 é o Trend ETF MSCI ACWI (ACWI11). Ele tem exposição ao fundo alvo iShare MSCI ACWI, que replica o índice MSCI ACWI.

O indicado é formado por mid caps e blue chips de quase 50 países emergentes e desenvolvidos. A gestão é da XP Investimentos e a administração é do Banco BNP Paribas.

ASIA11

O Trend ETF MSCI Asia ex-Japão (ASIA11) replica o índice MSCI AC Asia ex Japan, que representa os mercados da Coreia do Sul, China, Hong Kong, Taiwan e Índia. Ele é gerido pela XP Investimentos e administrado pelo Banco BNP Paribas.

BBSD11

O BB ETF S&P Dividendos Brasil Fundo de Índice (BBSD11) replica o índice S&P Dividendos Brasil. Portanto, foca em ações que são boas pagadoras de dividendos, considerando os critérios definidos na estratégia. A gestão e a administração são feitas pelo BB DVTM.

BBOV11

Entre os ETFs brasileiros está o BBB ETF Ibovespa (BBOV11). Ele replica o Índice Bovespa, o principal indicador de ações do mercado brasileiro. O BB Gestão de Recursos é gestor e administrador do fundo.

BOVA11

O iShares Ibovespa Fundo também é atrelado ao Ibovespa, pois replica sua carteira teórica. Nesse caso, a gestora é a BlackRock Brasil e o administrador é o Banco BNP Paribas.

BOVB11

Outra ETF que replica o Ibovespa é o Bradesco Ibovespa Fundo de Índice (BOVB11). Aqui, a gestão é feita pelo Bradesco Asset Management, enquanto a administração é do Banco BNP Paribas.

BOVV11

Se você se interessa em investir no Ibovespa também pode escolher o IT Now Ibovespa Fundo de Índice (BOVV11). O Itaú Unibanco é gestor e administrador do fundo.

BOVX11

Como outros ETFs listados, o Trend Ibovespa (BOVX11) replica a carteira do Ibovespa. A diferença fica para a gestão e a administração: a primeira é da XP Asset e a segunda é do Banco BNP Paribas.

BRAX11

O iShares IBrX-Índice Brasil Fundo de Índice (BRAX11) segue o IBrX100, composto pelas 100 ações mais negociadas da bolsa brasileira. A gestora é a BlackRock Brasil e o administrador é o Banco BNP Paribas.

DIVO11

O IT NOW IDIV Fundo de Índice (DIVO11) segue o Índice de Dividendos (IDIV), composto pelos ativos que se destacaram pelo pagamento de dividendos ou juros sobre capital próprio. Nesse caso, o Itaú Unibanco é gestor e administrador do ETF.

DNAI11

O IT NOW MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50 (DNAI11) segue o índice MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50. O indicador é composto pelas 50 principais empresas de sequenciamento genético, tanto para saúde quanto para o agronegócio. A gestão e a administração são do Itaú Unibanco.

ECOO11

O iShares Índice Carbono Eficiente Brasil (ECOO11) busca refletir o Índice de Carbono Eficiente (ICO2), formado por empresas do indicador IBrX50 que atendem a critérios quanto à emissão de gases do efeito estufa. A gestora é a BlackRock Brasil e o administrador é o Banco BNP Paribas.

EMEG11

O Trend ETF MSCI Mercados Emergentes (EMEG11) replica o índice MSCI Emerging Markets. O indicador busca representar mercados emergentes, como países da América do Sul, da Ásia e do Oriente Médio. A XP Asset é a gestora e o Banco BNP Paribas é o administrador.

ESGB11

O ESG BTG (ESGB11) se baseia no indicador S&P/B3 Brazil ESG. Esse índice é focado em empresas que atendam a critérios de sustentabilidade previstos pela metodologia ESG, sendo composto por mais de 90 ativos. É gerido e administrado pelo BTG Pactual.

EURP11

O Trend ETF MSCI Europa (EURP11) é um fundo espelho do ETF iShares Core MSCI Europe (IEUR) O índice utilizado é o MSCI Europe, formado por mais de 1000 companhias europeias. A gestão é da XP Asset e a administração é do Banco BNP Paribas.

FIND11

O IT Now IFNC Fundo de Índice (FIND11) se baseia no Índice Financeiro (IFNC). O indicador busca representar o desempenho das empresas do setor financeiro, considerando intermediários de diferentes setores. Esse ETF é gerido e administrado pelo Itaú Unibanco.

GOLD11

Investir no Trend ETF LBMA Ouro (GOLD11) é uma forma de investir em ouro. Ele segue o ETF internacional iShares Gold Trust ETF (IAU), que reflete o preço do metal precioso no mercado. O índice utilizado é o LBMA Gold Price. O fundo é gerido pela XP e administrado pelo Banco BNP Paribas.

GOVE11

O IT Now IGCT Fundo de Índice (GOVE11) busca representar o desempenho do Índice de Governança Corporativa Trade (IGCT). Com isso, foca em ativos de empresas com elevado nível de governança. A gestão e a administração são de responsabilidade do Itaú Unibanco.

HASH11

O Hashdex Nasdaq Crypto Index FI (HASH11) é o primeiro ETF de criptomoedas que faz parte da lista da B3. Ele reflete o Nasdaq Crypto Index (NCI), que considera as criptomoedas mais negociadas no mercado. A gestão é da BlackRock Brasil e a administração é do Banco Genial.

HTEK11

O IT Now Morningstar XT US Healthcare (HTEK11) é baseado no índice internacional Morningstar Us Exponential Technologies Healthcare. O indicador é composto por 50 empresas ligadas à tecnologia na área de saúde. É gerido e administrado pelo Itaú Unibanco.

ISUS11

O IT Now ISE Fundo de Índice (ISUS11) replica o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Esse indicador é formado pelas empresas com níveis mais elevados de sustentabilidade. Tanto a gestão quanto a administração são do Itaú Unibanco.

IVVB11

O iShares SP500 (IVVB11) toma como base o Standard & Poor’s 500 (S&P 500), índice composto pelas 500 empresas mais negociadas nos Estados Unidos. A BlackRock Brasil é a gestora e o Banco BNP Paribas é o administrador.

MATB11

O IT Now IMAT Fundo de Índice (MATB11) acompanha o Índice de Materiais Básicos (IMAT). O indicador é composto por ativos das empresas que atuam no segmento de materiais básicos. A gestão e a administração são realizadas pelo Itaú Unibanco.

MILL11

O IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50 (MILL11) espelha a carteira do índice MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50. Esse indicador reúne as principais empresas consumidas pela geração conhecida como millennials. O Itaú Unibanco é o gestor e administrador do ETF.

NASD11

O Trend ETF Nasdaq 100 (NASD11) espelha o ETF Invesco QQQ Trust (QQQ), que se baseia no indicador Nasdaq 100 Index. A carteira é formada pelas 100 maiores empresas, domésticas e internacionais, negociadas na bolsa Nasdaq. A XP Asset é a gestora e o Banco BNP Paribas é o administrador.

PIBB11

O IT Now PIBB IBRX-50 Fundo de Índice (PIBB11) toma por base o índice IBrX50, composto pelas ações das 50 empresas mais negociadas e representativas da bolsa brasileira. A gestão e a administração são realizadas pelo Itaú Unibanco.

QBTC11

O QR CME CF Bitcoin Reference Rate (QBTC11) pode ser indicado para quem busca a diversificação de investimentos pelas criptomoedas. Ele replica o índice CME CF Bitcoin Reference Rate — composto por contratos futuros de bitcoin. A gestora é a QR Asset e a administradora é a Vórtx.

SAET11

Mais uma alternativa que reflete o Ibovespa é o Safra Ibovespa Fundo de Índice (SAET11). Esse ETF tem o Banco Safra como gestor e administrador.

SHOT11

O IT Now S&P Kensho Moonshots (SHOT11) replica a carteira do índice S&P Kensho Moonshots. O indicador é composto por companhias de tecnologia com alto potencial de inovação. A carteira tem cerca de 50 ativos, todos com pesos iguais. É gerido e administrado pelo Itaú Unibanco.

SMAC11

O IT Now Small Cap Fundo de Índice (SMAC11) replica a carteira do índice Small Caps (SMLL). É formado pelas empresas de menor capitalização que são mais negociadas na bolsa. O Itaú Unibanco é o gestor e o administrador.

SMAL11

O iShares B3 Small Cap Fundo de Índice (SMAL11) também se baseia no índice SMLL. A diferença é que a gestora é a BlackRock Brasil e o administrador é o Banco BNP Paribas.

SPXI11

O IT Now SPXI (SPXI11) é um fundo espelho do Vanguard S&P 500 ETF (VOO), o qual replica o indicador internacional S&P 500. O Itaú Unibanco é gestor e administrador do ETF.

TECK11

O IT Now NYSE Fang+ (TECK11) acompanha o indicador NYSE FANG+ Index. Esse índice é composto por empresas de destaque em segmentos de tecnologia, comunicação e consumo. O fundo é gerido e administrado pelo Itaú Unibanco.

XBOV11

O Caixa ETF Ibovespa Fundo de Índice (XBOV11) é mais um ETF da B3 que replica o Ibovespa. Porém, ele é gerido e administrado pela Caixa Econômica Federal.

XFIX11

O Trend IFIX (XFIX11) replica o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX), composto pelas cotas dos principais fundos imobiliários do mercado. É gerido pela XP Asset e administrado pelo Banco BNP Paribas.

XINA11

O Trend ETF MSCI China (XINA11) oferece exposição ao mercado chinês, pois espelha o iShares MSCI China ETF (MCHI). Esse ETF usa o indicador MSCI China, formado por mais de 600 ativos das maiores empresas chinesas. A gestão é da XP e a administração é do Banco BNP Paribas.

ETFs de Renda fixa

Também é possível contemplar ETFs de renda fixa em sua carteira de investimentos. Confira quais são eles!

B5MB11

O ETF Bradesco IMA-B 5+ Fundo de Índice (B5MB11) segue o índice IMA-B 5+, da ANBIMA. Trata-se de um indicador composto por títulos públicos atrelados à inflação e de prazo igual ou superior a 5 anos. O gestor é o Bradesco Asset Management e o administrador é o Banco Bradesco.

B5P211

O IT Now B5P2 (B5P211) replica o índice IMA-B 5 P2, que é formado por títulos do Tesouro Nacional atrelados à inflação, mas com prazo menor que 5 anos. A gestão e a administração são do Itaú Unibanco.

FIXA11

O Mirae Asset Renda Fixa Pré Fundo de índice (FIXA11) se baseia no indicador S&P/BM&F One-Day Interbank Deposit 3Y Futures Index. Ele é composto por contratos ligados ao certificado de depósitos interbancários (CDI). O gestor é o Mirae Asset Global Investimentos e o administrador é o Banco BNP Paribas.

IB5M11

O IT Now IB5M (IB5M11) tem sua composição baseada no IMA-B5+, como é o caso do B5MB11. Porém, ele é gerido e administrado pelo Itaú Unibanco

IMAB11

O IT Now IMA-B (IMAB11) reflete a carteira do indicador IMA-B, que é composto por títulos do Tesouro atrelados à inflação. O Itaú Unibanco é o gestor e o administrador do ETF.

IMBB11

O ETF Bradesco IMA-B Fundo de Índice (IMBB11) também se baseia no desempenho do IMA-B. Aqui, a gestão é do Bradesco Asset Management e a administração é feita pelo Banco Bradesco.

IRFM11

O IT Now IRF-M (IRFM11) se baseia na carteira do índice IRF-M P2. O indicador é composto por títulos públicos prefixados com e sem juros semestrais. Tanto a gestão quanto a administração do ETF são feitas pelo Itaú Unibanco.

Com essa lista de ETF, você conhece as alternativas disponíveis na bolsa brasileira para guiar a sua decisão. Assim, é possível identificar os mais adequados à sua estratégia.

Por fim, lembre-se de que, cada vez mais, surgem novos ETFs no mercado brasileiro. No site da B3 você pode acompanhar a lista atualizada de ETF disponível ao investidor.

Tem dúvidas sobre o investimento em ETFs na B3? Deixe seu comentário para que possamos ajudar!