Renova Invest Facebook

Merval: principais índice da bolsa de valores da Argentina

O índice Merval é muito importante para o mercado de valores mobiliários da América Latina. Por ser ligado à bolsa de valores da Argentina, ele demonstra resultados da terceira maior bolsa do continente. Logo, esse indicador tem relevância internacional.

Contudo, diversos investidores podem não conhecer o índice Merval. É o seu caso? Então saiba que entender o funcionamento dele, o que o indicador representa e como acompanhar seus resultados pode trazer novas oportunidades para sua carteira de investimentos.

Ficou interessado no indicador? Confira a seguir como funciona o índice Merval e suas principais características!

O que é Merval?

Para entender o que é Merval você precisa conhecer a bolsa de valores da Argentina. Em 2017 o mercado de valores mobiliários do país uniu suas principais bolsas: a Bolsa de Comércio de Buenos Aires e o Mercado de Valores.

Assim surgiu a ByMA, sigla para o termo Bolsas y Mercados Argentinos. Essa instituição unificada serviu para compor o mercado de valores Argentino e integrar todos os ativos, títulos e derivativos negociados.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

O índice Merval representa uma carteira teórica de ações negociadas na ByMA. No entanto, ele já era formado antes mesmo da unificação da bolsa, servindo como um termômetro do mercado argentino.

Vale ressaltar que a ByMA é a terceira maior bolsa de valores da América Latina em capitalização, ficando atrás apenas da B3, do Brasil, e da BMV, do México. Logo, o Merval também tem relevância para o cenário internacional.

Desde 2019 o índice Merval é calculado e mantido pela S&P Dow Jones índices, uma instituição de relevância mundial. Ela também é responsável pelo S&P 500 — um dos índices mais importantes do mercado global, representando ações das duas maiores bolsas dos EUA e do mundo.

Como o Merval é composto?

Agora que você já sabe que o índice Merval segue os resultados das principais ações de empresas listadas na ByMA, é preciso entender como ele é composto. Esse indicador possui uma metodologia própria para selecionar os papéis que fazem parte de sua carteira teórica.

A metodologia envolve quatro critérios distintos. Confira como cada um deles se aplica:


  • peso do fator de investimento: esse é um indicador calculado pela própria S&P, considerando informações públicas e financeiras. Para entrar na carteira do Merval, a ação deve ter um peso de, pelos menos, 5%;
  • histórico de negociações: os papéis com possibilidade de ser considerados na carteira do índice Merval precisam ter sido negociados em, no mínimo, 95% dos pregões nos últimos 6 meses;
  • capitalização de mercado: para compor o Merval, as ações precisam ter uma capitalização de mercado ajustada de, pelo menos, 2,5 bilhões de pesos argentinos.
  • liquidez: esse requisito exige uma taxa média mínima de negociação diária nos últimos seis meses de 2,5 milhões de pesos. Ainda, a taxa anualizada precisa estar acima de 10%.

O índice Merval tenta manter, ao menos, 20 ações em sua carteira teórica, desde que elas cumpram todos os requisitos citados acima. Ademais, os papéis também possuem pesos de representação no resultado do indicador, de acordo com critérios próprios da metodologia da S&P.

Quais são as empresas que compõem o índice?

Após conhecer a metodologia de composição do índice Merval, pode ser interessante saber quais são as empresas que estão na carteira teórica dele, certo? Antes, é fundamental entender que esse índice é revisto a cada 6 meses, em março e setembro.

A ideia é avaliar se todas as empresas da carteira continuam cumprindo as exigências para compor o índice e verificar se deve haver inclusões ou exclusões. Por isso, é importante que o investidor busque informações atualizadas sobre as ações da carteira.

Entre as empresas com maior capitalização presentes no índice Merval de dezembro de 2021 estão:

  • Mirgor S.A.: uma empresa de tecnologia que fabrica e distribui eletrônicos e partes de automóveis;
  • Ternium S.A.: companhia responsável pela fabricação de produtos em aço, que também tem atuação no Brasil e no México;
  • Telecom Argentina: é a maior companhia de telefonia local do norte da Argentina, sendo responsável pela transmissão de sinal de cidades importantes, entre elas Buenos Aires;
  • YPF: empresa estatal Argentina responsável pela exploração e produção de gás natural e petróleo;
  • Grupo Financiero Galicia: essa empresa é uma holding de serviços financeiros de Buenos Aires. Ela é o quinto maior prestador de serviços bancários da Argentina e o seu maior banco privado.

Por que é importante conhecer o índice Merval?

Como você já viu, o índice Merval é o principal indicador do mercado de ações da Argentina. No entanto, ele não é relevante somente para os investidores argentinos — também pode influenciar estrangeiros, como os brasileiros.

Um dos motivos para essa influência é que diversos setores de companhias brasileiras têm ligação com outros mercados da América Latina. Isso acontece porque os movimentos de importação e exportação são constantes e o Brasil é um influente comprador e vendedor de produtos na região.

Portanto, quando o mercado argentino está valorizado e com alto investimento, é comum sentir reflexos em empresas brasileiras que têm ligação com o país vizinho. Ademais, os investidores brasileiros também podem querer realizar investimentos voltados ao mercado argentino.

Logo, é possível avaliar a possibilidade de aportar em empresas desse país para se expor aos seus resultados e se beneficiar dessa economia. Então acompanhar o índice Merval pode trazer novas oportunidades de investimento.

Como investir na bolsa da Argentina?

Se você ficou interessado em investir na bolsa da Argentina após conhecer todos esses detalhes sobre o índice Merval, saiba que essa possibilidade existe. A primeira maneira de se expor à bolsa da Argentina é o investimento direto, por meio de instituições financeiras do país vizinho.

Para tanto, é preciso abrir uma conta em um banco de investimentos argentino, fazer câmbio para pesos argentinos e transferir valores. O aporte direto, portanto, é mais burocrático.

Nesse sentido, também há a possibilidade de se expor ao mercado da Argentina por meio de alternativas de investimentos no Brasil. As principais possibilidades são os brazilian depositary receipts (BDRs), lastreados em ações listadas na ByMA.

Esses certificados representam ativos estrangeiros, como as ações de companhias da Argentina, e têm as suas variações conforme esse lastro. Além deles, é possível acessar o mercado argentino indiretamente via ETFs — ou fundos de índice — expostos à Argentina.

Ambas as alternativas são acessíveis por meio da B3. Assim, você pode investir a partir de uma conta de um banco de investimentos brasileiro.

Entendeu como funciona o índice Merval e quais são os principais detalhes sobre esse indicador? Se você ficou interessado no aporte, lembre-se de avaliar todas as características de cada papel e acompanhar o mercado argentino para encontrar oportunidades!

Quer entender melhor essas alternativas de investimento? Então conte com a Renova Invest!


Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
2 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.