As demonstrações financeiras são documentos fundamentais para qualquer empresa. Afinal, elas são extremamente relevantes para a tomada de decisão da alta gestão e sua equipe.

Contudo, a importância não se restringe apenas às organizações e seus colaboradores. Os investidores que investem em Ações para o longo prazo também podem tirar bom proveito dos relatórios contábeis – que trazem informações sobre as companhias por trás dos ativos.

É exatamente esse tema que será abordado neste conteúdo. Portanto, se você deseja entender o que são e como analisar as demonstrações financeiras, continue a leitura!

O que são as demonstrações financeiras?

Demonstração financeira é o nome dado a uma variedade de relatórios contábeis desenvolvidos pelas organizações. Eles podem ter diversas funções, como:

  • registrar dados sobre a posição patrimonial da empresa;
  • analisar o fluxo financeiro da companhia;
  • apurar impostos;
  • conferir os lucros ou prejuízos acumulados;
  • organizar entradas e saídas etc.

Todas as informações financeiras citadas são imprescindíveis à tomada de decisão empresarial. Ao conhecê-las, os gestores e líderes se tornam capazes de mitigar problemas, otimizar processos e orientar suas equipes, por exemplo.

Por que os relatórios contábeis são relevantes para investidores?

Como você viu no início do conteúdo, as demonstrações financeiras não se limitam ao norteamento interno de uma companhia. Ou seja, além da utilidade citada anteriormente, elas também são importantes para os investidores.

Por meio da análise dos documentos financeiros, é possível conhecer melhor as empresas de capital aberto na bolsa de valores. Isso ajuda os investidores a identificar as melhores alternativas para aportes.

Avaliar a situação financeira da empresa, portanto, é especialmente relevante para investidores de longo prazo no mercado de ações. Mas lembre que é importante conhecer seu perfil de investidor e seus objetivos antes de escolher os ativos que comporão sua carteira.

O ideal é que você alinhe as informações sobre a sua forma de investir com as análises feitas das empresas. Então poderá identificar quais companhias se adéquam à sua estratégia de investimentos.

Quais são as principais demonstrações financeiras?

Até aqui, você viu o que são as demonstrações financeiras e conheceu sua importância. Os documentos são produzidos por empresas de todos os setores. Também devem ser valorizados por companhias de diferentes portes.

Afinal, além de serem usados na intenção de guiar os próximos passos da equipe, eles são úteis para equilibrar a saúde financeira da empresa.  Os diagnósticos baseados em dados reais tornam mais efetiva a tomada de decisões no negócio.

Entre os relatórios contábeis, existem quatro que são mais conhecidos entre os investidores. A seguir, apresentaremos mais detalhes sobre eles!

Balanço patrimonial

O balanço patrimonial é considerado a demonstração financeira mais importante de uma empresa. Seu grande foco é a análise patrimonial, que aponta o posicionamento financeiro do negócio.

É comum realizá-lo no final do ano, mas nada impede que os contadores o realizem quando acharem necessário. Durante o trabalho, eles conferem todos os fatores organizacionais capazes de gerar lucro. Além disso, organizam a liquidação das obrigações com terceiros.

Existem dois conceitos especialmente importantes no documento: os ativos e os passivos. No primeiro, listam-se bens e direitos. Já no segundo, analisam-se os valores a serem pagos. A diferença entre ambos é chamada de patrimônio líquido.

No balanço patrimonial, é possível verificar como está a relação entre os ativos e os passivos. Portanto, a saúde financeira da empresa. Se há mais ativos, a organização tem condições de arcar com suas despesas. Se há mais despesas do que bens e direitos, ela pode estar com dificuldades financeiras.

Como você pode ver, antes de um investimento, é sempre interessante analisar o balanço patrimonial da companhia. Desse modo, você saberá qual o posicionamento financeiro do negócio.

Demonstração do resultado do exercício (DRE)

O DRE é um grande responsável pela tomada de decisões estratégicas em uma organização. Ele reúne muitas informações financeiras relevantes da companhia, como seu exercício líquido.

Logo, o investidor que analisa o documento pode conhecer dados sobre as receitas, os custos e as despesas. Os resultados do exercício DRE apresentam, ainda, os prejuízos e os lucros das operações realizadas dentro de um determinado período.

De forma similar ao que foi dito no balanço patrimonial, é comum realizar a demonstração de resultados do exercício uma vez ao ano. Contudo, a decisão também depende da equipe contábil.

Demonstração do fluxo de caixa

A entrada e saída financeira de uma empresa diz muito sobre seus processos, não é? Ao saber quanto a companhia ganhou e gastou em um período específico, é possível compreender mais sobre a sua saúde financeira.

Além dessas informações, a demonstração do fluxo de caixa aponta as origens dos recursos e para onde eles foram direcionados. Em consequência, tanto os gestores quanto os investidores interessados na companhia podem utilizar os dados.

Notas explicativas

Por fim, outros documentos importantes no aspecto financeiro de uma empresa são as notas explicativas. Elas falam sobre a situação patrimonial do negócio. Algumas de suas funções incluem:

  • demonstrar ajustes de exercícios prévios;
  • apresentar as metodologias contábeis usadas;
  • informar as obrigações a longo prazo;
  • incluir mais informações relevantes à gestão e aos investidores;
  • apontar investimentos realizados em outras sociedades etc.

Como analisar as demonstrações financeiras?

Agora você já conhece as principais demonstrações financeiras. Além disso, viu a importância de buscar conhecimento na hora de fazer uma boa análise de fundamentos de uma empresa antes de investir.

Os dados financeiros são essenciais para avaliar a solidez e a confiança da empresa e decidir se vale a pena adquirir Ações dela. Contudo, é preciso também saber analisar os documentos contábeis apresentados.

Uma dica é tentar identificar as tendências. Ao analisar relatórios contábeis de períodos mais longos, o processo se torna simplificado. Desse modo, você será capaz de entender de forma mais geral a saúde financeira do negócio em que deseja investir.

Além disso, é recomendado usar mais de um tipo de demonstração entre as opções apresentadas. Tal atitude permitirá que você acesse um panorama completo da empresa, pois os dados de um documento só podem dar uma visão limitada.

Finalmente, é interessante cruzar as informações obtidas com a realidade do mercado financeiro para entender o contexto da companhia. Em períodos de crise, por exemplo, é esperado algum impacto nas finanças dos negócios.

Neste conteúdo, você viu que as demonstrações financeiras são documentos essenciais às companhias. Uma vez que o investidor aprenda a analisá-las adequadamente, ele pode passar a nortear sua tomada de decisões com mais efetividade!

E você, já utilizou algum relatório contábil na hora de guiar seus investimentos? Deixe seu comentário abaixo e sinta-se livre para compartilhar qualquer dúvida conosco!