Lucro operacional: o que é e como funciona?
Lucro operacional: o que é e como funciona?

Lucro operacional: o que é e como funciona?

Saber o que é e como funciona o lucro operacional de uma empresa pode lhe ajudar a fazer boas escolhas nos investimentos – especialmente na renda variável. Afinal, quem investe em ações precisam entender a qualidade das empresas nas quais está investindo.

Diversos pontos precisam ser analisados antes de decidir comprar um ativo de uma empresa. E entre os principais fundamentos a serem avaliados está justamente o lucro operacional.

Se você investe, mas nunca analisou o lucro operacional de uma companhia antes, este é o momento de conhecê-lo em detalhes e passar a utilizá-lo em suas avaliações.

Acompanhe a leitura do artigo para entender um pouco sobre o lucro operacional e descubra qual a importância deste indicador para os investidores!

O que é lucro operacional?

Lucro operacional é o lucro advindo unicamente da operação de um negócio. Para obtê-lo, devem ser descontadas as despesas administrativas, operacionais e comerciais.

Tal indicador pode ser encontrado no demonstrativo de resultado do exercício – também chamado de DRE – de uma companhia. O DRE é uma espécie de relatório dos resultados contábeis de uma empresa.

O lucro operacional não pode ser confundido com o lucro bruto. Neste último, somente são descontadas as despesas variáveis – que são aquelas que podem ter relação com as vendas realizadas ou a compra de matéria-prima para produção, por exemplo.

Como é calculado o lucro operacional?

Para calcular o lucro operacional, é utilizado a seguinte fórmula:

  • Lucro operacional = Lucro Bruto – Despesas operacionais – Receitas operacionais

Dentro das despesas operacionais são incluídas: as despesas administrativas, despesas comerciais e despesas diversas. Entenda a seguir o que seria cada uma delas:

Despesas administrativas

São aquelas essenciais ao negócio, como: salário dos líderes de setores, aluguel do escritório, compra de material da empresa, dentre outras.

Despesas comerciais

São, normalmente, gastos relacionados a propagandas, manutenção de pontos de vendas, salário dos vendedores, dentre outros.

Despesas diversas

São aquelas que não são sutilizadas nem nas atividades comerciais e nem na administração do negócio. Mas que existem no dia a dia – e que precisam ser consideradas.

Qual a diferença entre lucro operacional bruto e lucro operacional líquido?

Quando falamos em lucro operacional é importante fazer uma distinção: para evitar erros em sua análise, é preciso conhecer a diferença entre o lucro operacional bruto e o líquido.

Cada um deles é importante não só para a gestão estratégica e contábil de uma empresa, mas também para o investidor entender melhor os resultados de uma companhia. Ambos são mais conhecidos apenas como: lucro bruto e lucro líquido.

Enquanto os lucros operacionais se concentram nas despesas, tanto o lucro bruto quanto o líquido se concentram nos custos, que são todas as despesas que afetam o trabalho ou produção da empresa diretamente.

Além disso, os custos podem ser divididos em:

  • custos variáveis: são aqueles que diminuem ou aumentam os gastos conforme aumenta ou diminui a produção;
  • custos fixos: são aqueles que existem mensalmente, e não costumam variar de acordo com o aumento ou queda da produção ou venda de uma empresa.

Para saber o lucro de uma companhia, a fórmula mais utilizada é:

  • Lucro = Receita – Custos

Essa é a fórmula geral. Para saber o lucro bruto de uma empresa, deve-se subtrair os custos variáveis da receita total, ficando assim:

  • Lucro bruto = Receita – Custos variáveis

O lucro líquido, por sua vez, pode ser encontrado da seguinte forma:

  • Lucro líquido = Receita – Custos totais (fixos + variáveis)

Qual a diferença entre lucro operacional, EBIT e EBITDA?

Todo investidor que for analisar as empresas na qual deseja investir pode se deparar com outros dois termos, que podem confundir qualquer análise: EBIT e EBITDA. Mas, o que são eles?

O EBIT nada mais é que o indicador que mede a qualidade do lucro operacional. Inclusive, no mercado financeiro, muitos se referem ao lucro operacional apenas como EBIT – que se refere, por sua vez, ao lucro antes dos juros e impostos.

Este indicador pode ser encontrado com facilidade em sites que trazem informações sobre as empresas listadas na bolsa de valores. E pode ser acompanhado através das divulgações de resultados das companhias.

Já o EBITDA representa a geração operacional do caixa de uma empresa. Ou seja, se refere ao quanto uma companhia gera de recursos apenas em suas atividades operacionais – sem considerar os impostos e seu efeitos financeiros.

Por que é importante calcular o lucro operacional?

Conhecer o lucro advindo das operações permite que o investidor avalie a capacidade de geração de caixa de uma empresa. Em outras palavras, revela a capacidade de geração de lucro do empreendimento.

O lucro operacional costuma ser um dos primeiros indicadores financeiros que investidores experientes e instituições que fornecem crédito para pessoas jurídicas solicitam. E, como faz parte do Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) de uma organização, pode ser analisado com facilidade.

O lucro operacional também tem a capacidade de indicar o quanto a empresa lucraria se ela se concentrasse apenas em sua atividade-fim – sem que seja necessário nenhum tipo de área de apoio. Ela traz, ainda, informações sobre a saúde do negócio, geração de caixa e possibilidade de lucros.

Dessa forma, se você pretende investir em uma empresa no mercado financeiro, pode valer a pena entender e analisar o lucro operacional antes de decidir se o investimento vale ou não a pena.

Por que vale a pena avaliá-lo?

Como você viu, aqueles que investem em ações – principalmente mirando o longo prazo – precisam saber o que estão comprando. Portanto, lembre-se de que quem adquire ações na bolsa se torna um sócio da companhia. E fazer avaliações superficiais sobre uma empresa pode colocar seu investimento em risco.

Assim, fazer uma boa análise de fundamentos das empresas de seu interesse – avaliando, inclusive, o lucro operacional – é fundamental. Afinal, o lucro operacional poderá lhe indicar se a organização pode ou não ser uma boa escolha de investimento.

Saber o que é e como funciona o lucro operacional, portanto, lhe ajudará a entender mais sobre as empresas nas quais deseja investir. Por isso, vale a pena utilizar essas informações para fazer escolhas com maior segurança na bolsa de valores.

Gostou de saber mais sobre esse assunto? Então continue aprendendo sobre outros temas do mercado financeiro e confira agora o que é aluguel de ações e como aluga-las na bolsa!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.