BIGF39
BIGF39

BIGF39: Conheça o BDR do ETF iShares Global Infrastructure

O mercado de renda variável oferece diversas oportunidades para os investidores, inclusive no exterior. Você sabia que é possível ter acesso a investimentos atrelados ao mercado internacional na própria bolsa de valores brasileira? Uma das oportunidades para isso é o BDR BIGF39.

Essa modalidade de investimento passou por mudanças recentes, aumentando a acessibilidade desses investimentos. Dessa maneira, é possível encontrar mais alternativas para diversificar a sua carteira e conquistar os seus objetivos.

Quer saber mais sobre o BDR do ETF iShares Global Infrastructure? Continue a leitura e conheça o BIGF39!

O que é BDR de ETF?

A sigla BDR se refere a brazilian depositary receipt, ou certificado de depósito de valores mobiliários, em português. Ele é emitido em território nacional por instituições brasileiras, mas representa ativos estrangeiros.

Portanto, para que possam ser negociados na bolsa de valores brasileira, a B3, eles devem ser emitidos por uma instituição financeira nacional. Nesse caso, a depositária compra ativos internacionais, que são bloqueados e ficam sob a responsabilidade de um agente custodiante.

Assim, os certificados podem ser emitidos e negociados entre os investidores no pregão da B3. Vale saber que os BDRs podem representar diferentes ativos, como ações de empresas estrangeiras, títulos de dívida ou cotas de ETF (exchange traded fund).

Já os ETFs, ou fundos de índice, são fundos de investimento que replicam o desempenho de índices do mercado financeiro. No Brasil, um indicador bastante conhecido é o Ibovespa. Porém, existem outros indicadores, inclusive internacionais, que podem ser utilizados como benchmark no ETF.

Novas regras sobre os BDRs

Um ponto importante sobre os BDRs são as mudanças que aconteceram em 2020. Até setembro daquele ano, apenas investidores qualificados tinham acesso a esses investimentos. Isso englobava quem tinha mais de R$ 1 milhão comprovadamente investidos ou certificações financeiras específicas.

No entanto, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que é a responsável por fiscalizar e organizar a emissão de BDRs no Brasil, alterou as regras. Agora, os certificados são acessíveis a qualquer investidor.

Além disso, aconteceram outras mudanças. Por exemplo, o lote mínimo para a compra de BDR na bolsa foi reduzido para 1 unidade, ampliando ainda mais a acessibilidade da opção para os pequenos investidores.

Outro ponto alterado trata dos ativos que podem ser utilizados. Até 2020, os certificados eram lastreados apenas em ações de organizações com capital aberto do exterior. As mudanças nas regras possibilitaram investir em empresas nacionais que abriram capital fora do Brasil.

As novas definições também passaram a permitir a emissão de BDRs em títulos de dívidas da renda fixa e cotas de fundos de índice negociados no exterior — como é o caso do BIGF39.

O que é o BIGF39?

O BIGF39 é um BDR lastreado no ETF iShares Global Infrastructure, da gestora global BlackRock. Esse fundo de índice tem como benchmark o índice S&P Global Infrastructure Index. No Brasil, o Banco B3 é a instituição depositária.

Por ser lastreado em um ativo dos EUA, a cotação do BIGF39 sofre influência da cotação do dólar, além de oscilar de acordo com as variações do preço do ETF ao qual está atrelado. Assim, é possível ter proteção contra a flutuação da moeda e obter retorno referente a valorização do dólar.

No entanto, cabe ressaltar que as negociações são feitas em reais, pois são realizadas na B3. Isso traz mais facilidade, já que não é preciso ter conta no exterior ou fazer operações de câmbio. Com relação aos custos, eles variam de acordo com a taxa de administração do ETF, além de eventuais taxas de corretagem.

Ademais, o fundo pode distribuir dividendos para seus cotistas. Nessa situação, a instituição depositária brasileira é a responsável por receber e repassar os proventos aos cotistas.

Um ponto de atenção, aqui, é que os dividendos são tributados nos Estados Unidos. Dessa maneira, a alíquota vem descontada do valor que o investidor receberá. Também existem custos com IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e com a tarifa cobrada pelo banco depositário.

O que é o ETF iShares Global Infrastructure?

Agora que você sabe mais sobre os BDRs, vale conhecer mais detalhes sobre o ETF ao qual o BIGF39 está atrelado. O iShares Global Infrastructure é negociado na Nasdaq sob o código IGF. Como você viu, ele utiliza um indicador global de infraestrutura como índice de referência.

Inclusive, o IGF é um dos fundos de índice mais antigos desse segmento. Com uma ampla posição em empresas do setor, o investimento oferece uma visão bastante completa sobre a área de atuação.

Para isso, o fundo detém posições diversificadas em três setores: energia, transporte e utilidades. Após categorizar empresas elegíveis nas três áreas, o fundo seleciona as maiores ações de acordo com a capitalização de mercado. O reequilíbrio do índice ocorre semestralmente.

Como ter acesso ao BIGF39?

Ficou interessado em investir no BDR BIGF39? Para isso, é necessário ter conta em um banco de investimentos. Assim, você terá acesso ao home broker e poderá fazer as negociações na bolsa de valores.

Após acessar a plataforma, busque pelo código BIGF39 e escolha a quantidade de cotas que você deseja adquirir. Lembre-se de que é possível comprar a partir de uma unidade do BDR. Depois, confira as informações e envie uma ordem de compra.

Após a liquidação, o certificado passará a compor a sua carteira de investimentos. Vale destacar que os BDRs são ativos de renda variável e, por isso, não têm rentabilidade garantida. Por esse motivo, você estará exposto à volatilidade do mercado e precisa ter tolerância aos riscos.

Dessa forma, é fundamental analisar o seu perfil de investidor antes de investir, assim como os seus objetivos financeiros. Se restarem dúvidas, vale consultar um assessor de investimentos para entender melhor o funcionamento e os riscos do investimento.

Gostou de conhecer o BDR BIGF39? O ativo pode ser uma oportunidade de diversificar a sua carteira com investimentos internacionais. Afinal, ele proporciona uma alternativa prática para quem deseja se expor às empresas do exterior e ao mercado de infraestrutura global.

Precisa de auxílio para escolher o melhor investimento para o seu portfólio? Entre em contato conosco e converse com um de nossos assessores!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


whatsapp icon chatbot Renata

Quer fazer seus investimentos renderem mais?

Clique aqui e fale com os nossos Assessores

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.