BIBB39
BIBB39

BIBB39: Conheça o BDR do ETF iShares Nasdaq Biotechnology

Os ETFs (exchange traded funds) podem facilitar a diversificação das carteiras dos investidores e são bastante comuns no mercado internacional. Você já ouviu falar sobre eles?

Apesar de serem mais limitados no Brasil, é possível aproveitar alternativas que permitem exposição ao exterior, por exemplo, por meio do BDR BIBB39. Assim, é possível acessar o mercado de biotecnologia estrangeiro e forma simples e prática com ele.

Que tal saber mais sobre essa possibilidade de investimento? Continue a leitura para conhecer o BDR lastreado no ETF iShares Nasdaq Biotechnology e suas principais características!

Afinal, o que são BDRs e quem pode investir?

Antes de acompanhar as principais informações do BDR BIBB39, vale a pena entender o que é esse investimento e para quais investidores costumam ser adequados.

BDRs (brazilian depositary receipts) são depósitos de valores mobiliários emitidos e negociados no Brasil. Até setembro de 2020, eles representavam apenas ações de empresas estrangeiras com capital aberto e estavam disponíveis exclusivamente para investidores qualificados.

No entanto, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) mudou as regras para emissão e negociação desses certificados. Agora, eles não são mais restritos aos investidores qualificados — que possuem investimentos que somam, pelo menos, R$ 1 milhão ou que são certificados para atuar no mercado financeiro.

Portanto, seguindo as novas regras, qualquer investidor pode ter acesso ao investimento. Para ampliar ainda mais a acessibilidade, a CVM reduziu o lote padrão mínimo para a compra dos ativos. Assim, é possível adquirir a partir de uma unidade do BDR.

Além disso, a CVM autorizou a emissão de BDRs lastreados em cotas de ETFs negociados no exterior e em títulos de dívida da renda fixa. Por fim, as empresas nacionais que abriram capital no exterior também podem emitir os certificados no Brasil.

Como os BDRs funcionam?

O BDR funciona como um espelho do ativo ao qual está lastreado. Para que possa ser negociado na bolsa de valores brasileira (B3), uma instituição depositária deve comprar as ações, os ETFs ou os títulos de dívida no exterior.

Depois, eles devem ser mantidos sob a custódia de um agente custodiante. Assim, pode haver o registro dos ativos no programa de distribuição de certificados. Para trazer segurança às partes envolvidas, todo o processo é feito junto à CVM.

Dessa forma, os recibos de depósito bancário podem ser emitidos em território nacional e negociados por brasileiros. Nesse caso, a instituição depositária é a responsável por repassar as informações relevantes sobre os ativos internacionais.

Ela também recebe os dividendos, caso haja distribuição, e atua nas distribuições para os investidores, se for o caso.

Quais as vantagens?

Investir nesse ativo permite a dolarização de parte do patrimônio, mesmo que de maneira indireta. Como o certificado é um espelho do movimento do ETF no mercado americano, a valorização do dólar reflete no retorno obtido pelo investidor.

Assim, uma movimentação positiva da moeda pode representar maiores ganhos, mesmo que o ativo não tenha o mesmo desempenho. Sendo assim, ter BDRs no portfólio pode permitir a montagem uma carteira descorrelacionada com investimentos nacionais.

Ademais, por permitir a exposição a outros mercados, ele pode auxiliar na diversificação da carteira do investidor.

O que é o BDR BIBB39?

O BIBB39 é um BDR lastreado no ETF iShares Nasdaq Biotechnology, que segue o índice Nasdaq Biotechnology Index. O certificado é uma alternativa para quem busca ter exposição a empresas farmacêuticas e biotecnológicas dos Estados Unidos.

Para entender a composição desse investimento, portanto, é preciso saber mais sobre o ETF ao qual o BDR tem lastro. Veja a seguir!

Sobre o ETF iShares Nasdaq Biotechnology

Antes de conhecer o ETF iShares Nasdaq Biotechnology é importante entender o que é um fundo de índice. Ele tem como objetivo replicar determinado indicador do mercado global — acompanhando sua movimentação.

No caso do ETF iShares Nasdaq Biotechnology, negociado sob o código IBB, o benchmark é o Nasdaq Biotechnology Index. Assim, o IBB é composto por empresas de biotecnologia dos Estados Unidos que estão exclusivamente listadas na bolsa de valores Nasdaq.

O índice que o fundo acompanha não considera o valor de capitalização das companhias, mas sim uma metodologia ponderada. Também vale saber que o ETF foi criado em 5 de fevereiro de 2001 e tem ênfase em ações de empresas farmacêuticas.

Inclusive, esse é um diferencial para outros ETFs que utilizam o mesmo indicador de referência. No entanto, como o IBB só pode ter ações negociadas na Nasdaq, ele pode perder oportunidades por não se expor a companhias listadas em outras bolsas.

Como o BDR BIBB39 é composto?

Como você viu, o BIBB39 está ligado à movimentação do ETF iShares Nasdaq Biotechnology. Assim, ele permite acessar grandes empresas de biotecnologia e farmacêuticas listadas no mercado dos Estados Unidos — um setor que tem apresentado forte crescimento nos últimos anos.

A composição do ETF — e, consequentemente, do BDR — costuma ser alterada com frequência. Contudo, existem companhias que aparecem com frequência na composição do índice. Entre elas, estão Moderna Inc, Gilead Sciences, Astrazeneca ADR, Regeneron Pharmaceuticals Inc, e outras.

Apesar da conhecida solidez, o segmento também pode representar um maior grau de risco ao investidor. O principal motivo é a alta volatilidade no preço das ações dessas companhias. Portanto, é preciso avaliar com cautela essa possibilidade antes de fazer sua escolha.

Como investir em BDRs?

Ficou interessado em investir no BIBB39 e se expor a esse BDR de biotecnologia? Então saiba que o processo é bastante simples, pois eles são negociados na bolsa de valores brasileira — a B3. Assim, o primeiro passo é abrir conta em um banco de investimentos.

Isso permite que você acesse o home broker da instituição para buscar os ativos de seu interesse. Em seguida, basta procurar pelo código do BDR que deseja adquirir — como BIBB39. Selecione o número de certificados que você deseja comprar e envie uma ordem de compra.

Lembre-se de que é importante conhecer o seu perfil de investidor antes de fazer o investimento. Por se tratar de um ativo de renda variável, ele está exposto às oscilações do mercado e não há garantia de rentabilidade no momento do aporte.

Portanto, também é necessário ter certa tolerância ao risco. Outro ponto importante é sempre investir conforme os seus objetivos. Em geral, essa alternativa pode ser mais adequada aos planos de longo prazo.

Depois de conhecer o BDR BIBB39, é possível analisar se o investimento está alinhado às suas expectativas. O ativo pode ser uma forma de diversificação internacional da sua carteira, enquanto expõe parte do patrimônio ao setor de biotecnologia norte-americano.

Quer mais informações sobre o BIBB39 ou outros BDRs do mercado? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.