Investir em ativos disponíveis no mercado internacional é uma prática que pode ser positiva para a sua carteira. Todavia, abrir uma conta em outro país pode ser um processo desgastante — visto que é preciso lidar com burocracias e taxas de conversão da moeda.

Por isso, alternativas de exposição internacional disponíveis no mercado brasileiro podem ser consideradas mais vantajosas. Uma dessas opções é o BFCG39, um BDR de ETF que permite o investimento a partir de sua conta no Brasil.

Desse modo, neste artigo você conhecerá as principais características do BFCG39 e verá se vale a pena investir em BDRs. Saiba mais!

O que é e como funciona um BDR?

Antes de você conhecer mais sobre o BFCG39, é interessante entender essa modalidade de ativos. Assim, BDR é a sigla para brazilian depositary receipts. Eles consistem em certificados de investimentos internacionais disponíveis na bolsa de valores brasileira, a B3.

Para que eles sejam negociados, é preciso que uma instituição depositária do Brasil adquira os ativos no mercado internacional. Após esse momento, ela os mantém sob custódia e emite os BDRs vinculados a eles.

Desse modo, os investidores do Brasil podem negociá-los por meio de sua conta de investimentos. Com isso, conseguem diversificar sua carteira com alternativas de outros países e, consequentemente, internacionalizam seu capital.

Esses certificados se dividem em duas categorias: patrocinado e não patrocinado. Na primeira, a empresa internacional busca a instituição depositária brasileira para dar início aos trâmites. Com os não patrocinados, a iniciativa não tem participação de companhias de outros países.

Inicialmente, os BDRs eram alternativas exclusivas para investidores qualificados — que são aqueles com mais de 1 milhão de reais em capital investido ou com certificado profissional no mercado financeiro. Porém, existem oportunidades disponíveis para todos desde 2020.

Outra alteração que aconteceu foi em relação aos ativos que os BDRs representam. Durante suas primeiras ofertas, eles eram lastreados apenas em ações. Mas agora há outras modalidades — como os BDRs de ETFs — categoria do BFCG39.

Quais as características de um BDR de ETF?

Como você viu, o BFCG39 é um BDR de exchange traded fund (ETF), ou fundo de índice, em português. Ou seja, são certificados emitidos no Brasil com lastro nas cotas de um ETF disponível no mercado internacional.

Desse modo, o investidor se expõe a esses ETFs ao adquirir BDRs que os representam no Brasil. Os fundos, por sua vez, acompanham índices de referência internacional. Logo, você pode participar dos resultados deles sem precisar lidar com maiores burocracias e taxas de conversão.

O que é o BFCG39?

Agora que você entendeu o que são BDRs de ETFs, pode questionar se o BFCG39 é uma boa alternativa para investir. Para decidir isso, é preciso conhecer suas principais características e lógica de funcionamento.

INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Invista em ações

Saiba mais!

O que significa BFCG39?

O First Trust Natural Gas, identificado pelo ticker BFCG39, consiste em um BDR que representa as cotas do ETF norte-americano que acompanha o índice ISE Revere Natural Gas, ticker (FCG). No Brasil, sua instituição depositária é a própria B3.

Quando foi lançado?

O lançamento do BFCG39 se deu a partir de uma parceria entre a B3 e a First Trust, gestora do fundo. Na ocasião foram disponibilizados outros 12 BDRs de ETFs geridos pela empresa.

Assim, desde o dia 15 de setembro esse certificado está disponível para negociação na bolsa brasileira. Todavia, o First Trust Natural Gas é uma alternativa restrita para investidores qualificados.

Qual o seu índice de referência?

Como você viu, o índice que o ETF usa como referência é o ISE Revere Natural Gas Index. Ele tem como foco acompanhar empresas públicas cuja maior parte da receita se dê a partir da exploração de gás natural.

O índice iniciou suas atividades em 2000 e, em 2021, era composto por cerca de 40 companhias. Entre elas estavam a Southwestern Energy Company, a Marathon Oil Corporation e a Occidental Petroleum Corporation.

Esse BDR de ETF paga dividendos?

Uma característica interessante do BFCG39 está na possibilidade de pagar proventos. Isso porque os ETFs norte-americanos pagam dividendos aos seus cotistas — diferentemente do que ocorre no Brasil.

Todavia, por representarem um ativo internacional, as regras tributárias são diferentes. No mercado dos Estados Unidos, por exemplo, há a incidência de uma alíquota de 30% sobre os dividendos — o que impacta os dividendos repassados pelos BDRs.

Quando vale a pena investir em BDRs?

E então, você considera que o BFCG39 apresenta características interessantes? Ele pode ser uma alternativa para aqueles interessados em se expor ao mercado internacional. Mas, afinal, quando vale a pena fazer esse investimento em BDRs?

Não existe uma resposta geral para essa pergunta. A decisão é pessoal e deve ser baseada em diversos aspectos. O primeiro deles é o seu perfil de investidor. Essa questão é determinante para entender sua tolerância aos riscos.

Por serem negociados na bolsa de valores, os BDRs estão suscetíveis às oscilações do mercado no qual estão inseridos. Desse modo, o investimento costumam ser mais adequado para investidores arrojados e moderados.

O segundo aspecto imprescindível a considerar são os seus objetivos. Para isso, é importante traçar um planejamento financeiro e de investimentos para entender se BFCG39 ou os demais BDRs estão alinhados a essa estratégia.

Por último, vale considerar as vantagens e os riscos dos certificados. Como pontos positivos estão a exposição ao mercado internacional, a possibilidade de alcançar novos potenciais de rentabilidade e a diversificação do portfólio.

Todavia, como você entendeu, também há riscos envolvidos. Uma instabilidade nas empresas que compõem o índice ou na economia de seus países pode impactar os resultados. Por isso, é essencial analisar as principais características desse investimento.

Como investir em BDRs?

Agora que você conheceu o BFCG39 e o mercado de BDRs, é o momento de entender como investir nesses certificados. Caso eles estejam alinhados à sua estratégia, é preciso ter uma conta em um banco de investimentos para acessar a bolsa de valores.

Será por meio do home broker que você conseguirá encontrar os BDRs, negociá-los e acompanhar sua rentabilidade. Para o First Trust Natural Gas, é preciso fazer a busca pelo ticker BFCG39 no home broker e dar início ao processo.

Os BDRs de ETFs, como o BFCG39, apresentam-se como opções para investidores com objetivo de se expor ao mercado internacional. Por isso, é importante entender as principais características e o funcionamento delas para avaliar se há alinhamento com a sua estratégia.

Quer saber mais sobre o mercado de investimentos? Fale com um de nossos assessores!