Os objetivos de quem investe podem ser variados, sendo que muitos investidores buscam obter dividendos mensais. Nesse sentido, a ideia é compor a carteira com alternativas que permitam receber uma renda passiva constante.

A chance de ter esse tipo de retorno é possível com os aportes em ações ou fundos de investimento imobiliário (FII). No entanto, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre como funciona essa forma de ganho.

Para compreender o que são dividendos mensais, acompanhe as informações reunidas a seguir. Neste post, você verá 5 dicas essenciais de como receber esses proventos!

O que são dividendos?

Os dividendos são uma forma de ter retorno quando você investe em alternativas específicas da renda variável, como as ações e fundos imobiliários. Eles representam parte do lucro das companhias e fundos — que são distribuídos entre acionistas e cotistas.

A distribuição acontece de forma proporcional à quantidade de ações e cotas que cada investidor possui. Além disso, os recebimentos podem ser mensais, trimestrais, semestrais ou anuais, dependendo das escolhas da empresa ou FII.

O recebimento de dividendos é um ponto que atrai muitos investidores. Afinal, é uma forma de aumentar o retorno com os aportes realizados. Além disso, é uma possibilidade de obter uma renda passiva frequente.

Além dos dividendos, é possível obter lucro com a valorização das ações ou cotas. Ao vendê-las por um preço maior que o de compra, há ganho de capital. Contudo, muitos investidores não desejam vender seus ativos. Assim, os dividendos podem ser atrativos para quem deseja manter os investimentos na carteira.

Como funcionam os pagamentos de dividendos nas ações?

Agora você já conhece o conceito de dividendos. Então é preciso entender de que forma funciona o pagamento desses tipos de proventos. Em relação às ações, vimos que a distribuição de dividendos é feita aos acionistas de acordo com número de papéis que possuem.

Esse pagamento é obrigatório para as companhias listadas na bolsa de valores pelo menos uma vez por ano, quando houver apuração de lucro. Mas elas ficam livres para definir a porcentagem a ser distribuída — a informação deve constar no estatuto da empresa.

Também é possível ter uma distribuição diferente da regra mínima. Há empresas que realizam a distribuição de parte dos lucros a cada mês, trimestre ou semestre, por exemplo. O dinheiro é recebido pelo investidor em sua conta do banco de investimentos.

Além dos dividendos, há outros proventos que podem ser distribuídos aos acionistas. Por exemplo, juros sobre capital próprio ou bônus em ações adicionais. Contudo, o dividendo é o mais frequente e tem o benefício de não envolver cobrança de Imposto de Renda (IR) sobre o valor recebido.

Como funcionam os pagamentos de dividendos nos FIIs?

Depois de acompanhar como é feito o pagamento de dividendos com as ações, vale saber como se dá o recebimento de dividendos com os fundos de investimento imobiliários. Diferentemente de outros fundos de investimentos, os FIIs oferecem essa forma de retorno.

O investimento costuma atrair pessoas interessadas em renda passiva porque FIIs são obrigados a distribuir a maior parte dos seus lucros, quando existirem, com os cotistas. E a frequência mínima é semestral. Assim, a distribuição pode ser maior e mais frequente do que em ações, por exemplo.

O pagamento dos proventos pode ser mais constante nos FIIs de tijolo que focam em aluguel. Nesse caso, há fluxo de caixa todo mês vindo dos imóveis locados. Assim, pode ser uma alternativa para investidores lucrarem com a locação imobiliária sem adquirir imóveis diretamente.

5 Dicas para receber dividendos mensais

Agora você já sabe o que são e como funciona a distribuição de dividendos. Então, que tal descobrir como receber dividendos mensais com os investimentos? Acompanhe as 5 dicas abaixo!

1. Diversifique sua carteira

A primeira atitude que pode ajudar a receber dividendos frequentes é diversificar seu portfólio. Isso ajuda a equilibrar os riscos e aumentar a possibilidade ganhos. Logo, pode valer a pena considerar empresas de setores diferentes e FIIs com portfólios de imóveis e localizações variadas.

Além da diluição de riscos, diversificar permite que você tenha um fluxo de recebimento de companhias e fundos diferentes. Assim, mesmo que nem todos façam distribuição mensal, é possível que a cada mês haja pagamento de certas empresas ou fundos.

2. Faça aportes frequentes

Apesar de ser atrativo o recebimento de uma renda passiva, você não pode se esquecer dos aportes. É fundamental ter disciplina para realizar novos investimentos e aumentar seu potencial de retorno com dividendos.

Quanto mais recursos você investe, maiores poderão ser os dividendos — especialmente no longo prazo. Para isso, faça um controle financeiro, eliminando gastos desnecessários para que você tenha mensalmente a possibilidade de investir em ações, FIIs ou outros investimentos.

3. Realize uma análise fundamentalista das ações

Se a sua ideia é receber dividendos mensais com as ações, é necessário avaliar as companhias antes de adquirir os papéis. Fazer uma análise fundamentalista ajuda a descobrir se uma empresa tem saúde financeira e é considerada uma boa pagadora de proventos.

Nesse tipo de análise, é preciso considerar a situação atual, histórico e perspectivas de crescimento do negócio. Com isso, é possível entender se há a possibilidade de lucros maiores da companhia, por exemplo — o que pode se refletir nos dividendos aos acionistas.

Avalie, ainda, o indicador dividend yield (DY), que representa a relação entre os dividendos distribuídos em um período e o preço corrente da ação. A partir do DY, você tem uma ferramenta para comparar companhias de um mesmo segmento e fazer escolhas mais conscientes.

4. Examine a lâmina do fundo

Outro ponto relevante é analisar o FII. Para isso, examine a lâmina do fundo. Ela traz as principais informações do veículo — como o histórico e as estratégias adotadas. Nos fundos imobiliários também é possível avaliar o dividend yield.

5. Direcione seus investimentos para o longo prazo

Para obter dividendos mensais de FIIs e ações, considere ter o foco no longo prazo. Inclusive, reinvestindo os dividendos durante o período de acumulação de capital. Essa é uma estratégia para potencializar o retorno com a renda passiva.

Você acompanhou 5 dicas de como ter ganhos com o recebimento de dividendos mensais. Além de considerar seu perfil de investidor e objetivos, é preciso ter disciplina para fazer os aportes e manter o foco no longo prazo. Com isso, aumentam as chances de bons resultados por meio de uma renda passiva.

Gostou deste post? Você busca mais dicas de investimentos? Então siga a nossa página no Facebook e acompanhe nossos conteúdos atualizados!

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!