Quem busca a renda variável para investir encontra diversas alternativas no mercado nacional. Porém, mesmo sem sair do país, é possível ter o seu capital exposto a investimentos estrangeiros. Isso pode ser feito por meio dos BDRs, como o BEWQ39.

Já se imaginou investindo no mercado francês, por exemplo? Essa é a proposta do BDR do ETF iShares MSCI France que está indiretamente atrelado a ações de grandes e médias empresas francesas que não são negociadas diretamente na bolsa brasileira.

Está curioso para saber como BEWQ39 funciona? Saiba mais a respeito desse tipo de investimento e descubra se ele vale a pena!

O que é um BDR de ETF?

Considerando que o BEWQ39 é um BDR de ETF, talvez você tenha dúvidas sobre o funcionamento desses investimentos. Então confira o conceito de cada um deles:

BDR

O brazilian depositary receipt (BDR) — também conhecido como certificado de depósito de valores mobiliários — é um investimento de renda variável. Nesse caso, ele está atrelado a um investimento estrangeiro que não é negociado diretamente na B3, a bolsa de valores brasileira.

Ou seja, ao realizar um investimento em BDRs, a sua carteira estará exposta ao mercado internacional, sem precisar tirar seu capital do país. Em relação ao funcionamento, a emissão do certificado é feita por uma instituição depositária.

Ela é a responsável por adquirir o ativo estrangeiro e garantir que ele fique sob custódia. Com isso, ela emite os BDRs com lastro nos investimentos estrangeiros e os disponibiliza para negociação no Brasil.

ETF

O exchange traded fund (ETF), ou fundo de índice, é um fundo de investimento cuja estratégia é acompanhar o desempenho de um índice de referência do mercado.

Semelhante aos demais fundos de investimento, ele conta com um gestor profissional que monta e acompanha o portfólio do fundo. Ademais, o patrimônio do fundo é formado pelos recursos dos investidores, chamados de cotistas.

Para conseguir espelhar a performance do índice escolhido, o gestor investe o patrimônio do fundo nos mesmos ativos que compõem a carteira teórica do benchmark escolhido. Aqui, vale saber que o gestor não busca superar o desempenho do índice, mas apenas acompanhá-lo.

Portanto, sabendo o que são os BDRs e ETFs, já é possível concluir que um BDR de ETF é um certificado que está atrelado a um fundo de índice internacional.

O que é BEWQ39?

Todo ativo ou derivativo negociado na bolsa de valores possui um código de identificação — também chamado de ticker. Assim, BEWQ39 é o código que identifica o BDR do ETF iShares MSCI France.


Veja informações adicionais a respeito desse BDR!

Quando ele surgiu?

Primeiro, é interessante saber que, a princípio, os BDRs só podiam estar atrelados a ações de companhias estrangeiras. Contudo, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) flexibilizou as regras em 2020.

Assim, os BDRs passaram a poder ter lastro em títulos de dívida pública, ETFs e outros ativos internacionais. Com isso, a gestora de ativos BlackRock — uma das maiores no mundo — lançou diversos certificados no mercado brasileiro.

Um deles é o BEWQ39, anunciado em 29 de abril 2021 em conjunto com outros 25 BDRs da mesma gestora. No início, ele somente era negociado por investidores qualificados. Mas, em 21 de junho de 2021, a B3 noticiou a possibilidade de negociação por investidores em geral.

Qual benchmark o ETF em questão busca espelhar?

Como você viu, o BDR está atrelado ao ETF iShares MSCI France. As cotas dele são negociadas na NYSE Arca (uma das bolsas de valores dos Estados Unidos) sob o ticker EWQ. O lançamento desse ETF aconteceu em 3 de dezembro de 1996.

Na prática, o fundo tem como objetivo espelhar o desempenho do MSCI France Index. Esse índice funciona como um termômetro do mercado francês. Isso porque seu portfólio é composto por ações de empresas francesas cobrindo 85% dos papéis negociados na bolsa de valores da França.


Entre as empresas que compõem o índice, estão a L’Oréal, BNP Paribas e a Danone, por exemplo. Dessa maneira, quem investir no BEWQ39 estará indiretamente exposto aos resultados dessas companhias francesas.

Porém, lembre-se de que ao investir em BDR a exposição é indireta. Afinal, você não adquire as cotas dos ETFs, mas os certificados lastreados nelas. Como a instituição depositária é a responsável pelo aporte, ela também deve repassar informações e eventuais proventos pagos para os titulares do BDR.

Quais as vantagens e riscos de investir no BEWQ39?

Investir em BDRs como o BEWQ39 possui diversas vantagens. A primeira delas é a praticidade, pois as cotas são negociadas em reais e na B3. Por conta disso, não será preciso se vincular a uma corretora estrangeira ou ter custos com o câmbio.

Além disso, a proteção cambial e a diversificação são outras vantagens proporcionadas pelos BDRs. O BEWQ39, por exemplo, está atrelado a um ETF que tem as cotas negociadas em dólar, sendo composto por diversas ações de empresas francesas.

Logo, além de trazer proteção contra variações cambiais, a alternativa colabora com a diversificação da carteira. Porém, no que se refere aos riscos, eles são os mesmos presentes na renda variável. Isto é, o investidor não consegue prever o quanto de lucro ou prejuízo poderá realizar.

Além disso, crises econômicas no cenário global, ou no mercado francês, influenciam o desempenho do BEWQ39. Do mesmo modo, as variações cambiais podem influenciar o preço dos ativos.

Como investir no BEWQ39?

Se você acredita que o BEWQ39 é adequado para a sua estratégia de investimento, considerando o seu perfil e objetivos, é necessário saber como investir. Nesse caso, o processo é semelhante ao da compra de uma ação.

Para começar, você precisará abrir uma conta em um banco de investimentos em que confie. O próximo passo é acessar o home broker — a plataforma de negociação de ativos e derivativos na bolsa de valores.

Na sequência, digite o ticker do BDR (BEWQ39), escolha a quantidade e o preço que deseja adquirir as cotas. Após lançar a ordem, basta aguardar sua execução — caso haja um vendedor interessado. Em poucos dias, caso a transação seja concretizada, o BDR será incluído na sua carteira.

Como você acabou de ver, o BEWQ39 está atrelado ao ETF iShares MSCI France. Ele permite expor o seu capital ao mercado internacional, sem sair do Brasil. Contudo, caso tenha dúvidas sobre a alternativa, você pode procurar uma assessoria de investimentos, como a Renova Invest.

Quer conhecer outras vantagens de investir em BDRs? Aproveite e leia também o artigo 5 vantagens de investir em BDR que você deve conhecer!