Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Single Blog Title

This is a single blog caption

Conheça o fundo imobiliário BTCR11

//
Posted By
/
Comentário0
/
Categories

Existem inúmeros fundos de investimento imobiliários disponíveis no mercado. O BTCR11 é mais um destes FIIs negociados na bolsa de valores brasileira – e pode ser uma alternativa de investimento para quem deseja investir no setor imobiliário.

Esse post faz parte de uma série de artigos que a Renova Invest preparou sobre os principais fundos imobiliários negociados no mercado. Aqui, você conhecerá mais sobre o FII BTCR11.

Entao continue a leitura para saber mais sobre o fundo BTCR11 e descobrir se este é um fundo imobiliário adequado para você!

Confira!

O que são fundos imobiliários?

Antes de conhecer o BTCR11, é importante entender melhor o que são os fundos de investimento imobiliários.  Os FIIs são uma modalidade de investimento no qual um grupo de investidores investe em conjunto, visando um objetivo em comum: investir em negócios relacionados ao setor imobiliário.

Dessa forma, quem investe em FIIs tem como intuito obter retornos financeiros por meio de atividades ligadas ao mercado imobiliário, como: compra de títulos imobiliários, participação em outros FIIs, locação e venda de imóveis, construção de empreendimentos, arrendamentos, etc

Os investidores de fundos imobiliários costumam ter acesso a uma carteira diversificada no setor imobiliário – que pode ser composta por grandes empreendimentos, como hospitais, shopping center, centros comerciais. A gestão do portfólio fica a cargo de um gestor profissional.

O que é o BTCR11?

O BTCR11 é um fundo de investimento imobiliário que tem como objetivo obter rendimentos por meio de investimento em instrumentos de renda fixa ligados ao setor imobiliário. É o caso da Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e do Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) – com foco, especialmente, neste último.

Trata-se de um fundo imobiliário do tipo papel. Ou seja, os investimentos que fazem parte da carteira do FII estão relacionados a ativos de títulos e valores mobiliários do setor, e não a empreendimentos físicos – como ocorre nos fundos tipo tijolo.

Este fundo é constituído sob a forma de condomínio fechado e com prazo de duração indeterminado. Dessa maneira, caso o investidor queira se desfazer de suas cotas, terá que vendê-las no mercado secundário.

Além disso, o BTCR11 está disponível apenas para investidores qualificados – com mais de 1 milhão de reais comprovadamente investidos ou que possuem certificações para atuação no mercado financeiro.

Quais as características do BTCR11?

O nome do FII é Fundo de Investimento Imobiliário BTG Pactual Crédito Imobiliário. BTCR11 é seu código de negociação (ticker) na bolsa de valores.

Como você já sabe, o BTCR11 atua no segmento de recebíveis imobiliários. Mas, apesar de focar predominantemente em CRIs, ele aceita investimentos em produtos relacionados, como: LCIs, contratos de financiamento, contratos de compra e venda, cédulas de crédito bancário, debêntures, entre outros.

O IPO (oferta pública inicial) deste fundo imobiliário ocorreu em maio de 2018. O valor da cota no IPO era de R$100,00.

A administração do fundo fica por conta do Banco BTG Pactual – o maior banco de investimentos da América Latina. A gestão também fica a cargo dessa instituição.

O fundo visa proporcionar aos cotistas uma rentabilidade que acompanhe 100% da variação da taxa DI.  De acordo com a política de distribuição do fundo, devem ser distribuídos aos cotistas, no mínimo, 95% dos resultados obtidos.

A taxa de gestão desse fundo é de 0,80%, podendo chegar a, no máximo, 1,30% – variando de acordo com patrimônio líquido do fundo ou seu valor de mercado, caso o FII faça parte do índice de mercado IFIX.

Informações adicionais sobre o BTCR11

Em junho de 2020, o fundo contava com pouco mais de 6.300 cotistas e cerca de 4.810.097 cotas. A representação no IFIX era de 0,55%, estando na posição 47 de 120.

No mesmo período, uma cota do BTCR11 era negociada a cerca de R$88,00. O dividend yield era de 0,63%. Já o retorno em relação ao valor de IPO era de 7,07%.

Este é um fundo com gestão ativa, cujo objetivo é superar o seu benchmark – a taxa DI.

Em março de 2020, a carteira do BTCR11 continha cerca de 19 CRIs – que representavam cerca de 72% do seu patrimônio líquido. Os outros 28% estavam alocados em outros investimentos de renda fixa do setor imobiliário.

Quais as vantagens do BTCR11?

A principal vantagem de investir em fundos imobiliários é poder aportar no setor imobiliário sem precisar realizar investimentos diretos – a partir da compra de imóveis físicos.

Ou seja, investir em FII é um meio mais prático de se expor ao setor imobiliário. Afinal, o investidor não precisa se preocupar com questões burocráticas que envolvem a compra e venda ou locação de imóveis.

Outra vantagem está relacionada à diversificação da carteira. Quem compra cotas deste fundo, na verdade, está investindo em diversos CRIs e outros ativos de renda fixa.

Além disso, o fundo conta com a gestão de um gestor profissional – bastante interessante para aqueles investidores que não desejam escolher produtos e ativos individualmente para a sua carteira ou que não estejam confortáveis com esta tarefa.

Quais as desvantagens do BTCR11?

Por outro lado, investir em fundos imobiliários acaba limitando a participação do investidor no processo decisório da formação da carteira. Isso porque ele não pode escolher os ativos que farão parte do portfólio do fundo.

Outra desvantagem está no fato de o BTCR11 ser um fundo para investidores qualificados. Isto significa que não está disponível a todos os investidores.

Além disso, este fundo de investimento imobiliário apresenta riscos. Assim como outros FIIs, ele está exposto aos riscos de mercado – e podem gerar prejuízo aos investidores em determinados momentos.

Por fim, outra desvantagem do FII BTCR11 está relacionada aos custos envolvidos – como a taxa de administração. Vale ressaltar também que, ainda que invista em títulos de renda fixa, os FIIs não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Vale a pena investir?

Cada investidor tem objetivos e perfis distintos. O BTCR11 pode ser indicado para investidores qualificados que desejam se expor a títulos de renda fixa ligados ao setor imobiliário, mas que possuam também uma maior abertura a riscos.

Além disso, pode ser interessante para aqueles que desejam diversificar a carteira a partir de investimentos no segmento de imóveis.

Contudo, antes de optar por investir no BTCR11, não deixe de avaliar seus objetivos financeiros e seu perfil de investidor. Assim, será muito mais fácil tomar uma decisão sólida e alinhada às suas necessidades.

Quer saber mais sobre este FII ou conhecer outras oportunidades disponíveis no mercado? Então entre em contato conosco!

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']