Valora Hedge Fund- conheça o FII VGHF11
Valora Hedge Fund- conheça o FII VGHF11

Valora Hedge Fund: conheça o FII VGHF11

Na hora de investir nos fundos imobiliários (FIIs) é possível escolher alternativas consolidadas ou aproveitar fundos novos. Assim como acontece com empresas que passam a ser listadas na bolsa, FIIs também trazem essa oportunidade — e um exemplo é o VGHF11.

Chamado de Valora Hedge Fund FII, ele se tornou disponível no mercado em 1º de março de 2020. Sua estreia na bolsa trouxe possibilidade para quem desejasse participar da oferta pública inicial. Mas, agora, qualquer investidor pode ter acesso ao FII via bolsa de valores.

Para tomar boas decisões de investimento, no entanto, é preciso considerar com cuidado todas as características desse fundo. Por isso, continue a leitura para conhecer o fundo VHGF11 e acompanhar dados importantes sobre ele!

O que é o fundo imobiliário VGHF11?

O Valora Hedge Fund – negociado na bolsa sob o ticker VGHF11 – é um fundo de investimento que foca em títulos e ativos imobiliários. Por causa disso, é considerado um fundo de papel. A gestora é a empresa Valora Gestão, enquanto o administrador é o Banco Daycoval.

A oferta pública inicial (IPO) na bolsa de valores aconteceu em março de 2020. O prospecto do fundo trazia um investimento mínimo inicial exigido de 2500 cotas. Como cada cota foi negociada a R$ 10,00, o investimento mínimo inicial do investidor que participou do IPO foi de R$ 25 mil.

Como funciona o fundo imobiliário VGHF11?

A lâmina do fundo VGHF11 prevê que, no mínimo, 2/3 do portfólio deverá ser investido em alternativas como:

Quanto aos dividendos, o prospecto previa a distribuição de parte dos resultados entre os cotistas de maneira mensal. Para quem investe, pode ser uma forma de obter uma renda passiva e até usá-la para reinvestimento.

Além disso, você deve saber que esse fundo funciona na modalidade de condomínio fechado e tem prazo indeterminado. Logo, para converter suas cotas em dinheiro será necessário vendê-las na bolsa – negociando com outros investidores.

Qual é a estratégia adotada pelo FII?

A gestão do VGHF11 tem uma proposta ativa, o que significa que existe a busca pela criação e pela manutenção de uma carteira que maximize a possibilidade de retorno. A intenção é superar o índice que serve como benchmark.

Além disso, a gestão foca em realizar uma análise completa, com acompanhamento dinâmico do portfólio. Dependendo das condições macroeconômicas, a previsão é adotar uma estratégia híbrida de investimento.

Qual é a composição do investimento?

A composição do fundo é diversificada quanto à alocação de carteira. Segundo as informações apresentadas, a expectativa é direcionar 45% para CRI, 30% para cotas de outros FIIs, 15% para cotas de FIDCs e debêntures do setor imobiliário e 10% para outros fundos.

Dessa maneira, você pode ver que a estratégia não consiste em investir diretamente em imóveis. Como um fundo de papel, ele prioriza a aplicação em valores mobiliários de renda fixa ligados ao setor.

Qual é o nível de risco que ele apresenta?

Os fundos de investimentos imobiliários pertencem à renda variável e, por causa disso, apresentam riscos de mercado significativo. Dependendo do comportamento da economia, o rendimento pode ou não se consolidar.

No caso do VGHF11, há também o chamado risco de liquidez. Como não é possível resgatar as cotas em dinheiro, os investidores ficam sujeitos ao mercado secundário e às suas condições. Se não houver um grande volume de negociação, a venda pode não acontecer no momento desejado.

Há, ainda, o risco de crédito associado aos emissores dos títulos, principalmente. Como os CRIs e as debêntures não têm cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), há uma exposição maior ao risco nesse sentido.

Qual é a taxa de administração do FII?

Pensando nos custos do investimento, a taxa de administração é uma das principais cobranças. A previsão é que ela seja de 0,90% ao ano, sobre o patrimônio do fundo.

Também há uma taxa anual de 0,05% sobre o patrimônio líquido para os serviços de custódia e mais 0,03% ao ano para a escrituração. Para completar, serão cobrados 0,10% ao ano de remuneração ao administrador. Isso dá origem a uma taxa total de 1,08% ao ano.

Também há a previsão de cobrança de taxa de performance de 20% sobre o resultado extra obtido pelo gestor. O benchmark utilizado será o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é a taxa de inflação da economia brasileira.

Como é o histórico de resultados?

Antes de adquirir cotas de um fundo, é comum que o investidor procure o histórico para ter uma base sobre o que é possível esperar. Mesmo que não traga garantias sobre o retorno, é uma ferramenta útil para a análise.

Mas, no caso do VGHF11, não há informações nesse sentido. Como vimos, o IPO do fundo aconteceu recentemente na bolsa. Por isso, é preciso investir ciente de que não há uma base comparativa ou de acompanhamento quanto à performance. A leitura atenta da lâmina do fundo auxilia na sua decisão.

Para quem ele pode ser adequado?

Saber como escolher um fundo imobiliário é essencial antes de adicioná-lo à carteira. Então, faz sentido verificar se vale a pena investir no VGHF11. Em termos de estratégia e classificação, ele é uma alternativa de risco médio.

Portanto, costuma ser mais recomendado para investidores moderados ou arrojados. No entanto, é necessário considerar que se trata de um fundo jovem e que ainda não está consolidado.

Como a volatilidade inicial pode ser elevada, é válido ponderar o risco. Logo, ele pode ser adequado para quem estiver disposto a correr um pouco mais de risco e, principalmente, desejar investir em longo prazo. Não deixe de se guiar pelo seu perfil e objetivos na hora de escolher.

Agora você conhece o fundo imobiliário VGHF11 — um FII de papel lançado na bolsa de valores no primeiro trimestre de 2021. Conhecendo suas características e os riscos em potencial, é possível tomar uma decisão informada e com maiores chances de sucesso!

Aproveite para compartilhar este post em suas redes sociais e apresente a oportunidade para os seus contatos!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


whatsapp icon chatbot Renata

Quer fazer seus investimentos renderem mais?

Clique aqui e fale com os nossos Assessores

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.