Busca de Artigos no blog

TSLA34: Tudo sobre ações da Tesla

TSLA34
TSLA34

A Tesla é uma organização pioneira no ramo de carros elétricos — e figura entre as empresas de maior relevância do mercado estadunidense. Assim, quem tem interesse em se expor aos resultados dessa companhia pode se interessar pelo TSLA34.

Afinal, por meio desse ativo, é possível investir na Tesla via bolsa de valores brasileira (B3). Dessa forma, você não precisa se limitar aos aportes diretos feitos via instituições estrangeiras e pode aproveitar mais praticidade para compor sua carteira de investimentos.

A seguir, você entenderá o que é TSLA34 e conhecerá as principais formas de investir na Tesla sem sair do Brasil. Boa leitura!

Qual é a história da Tesla?

Antes de conhecer o TSLA34 e as oportunidades que esse tipo de investimento oferece, é importante entender a história da Tesla. A empresa americana foi fundada em 2003 por Martin Eberhard e Marc Tarpenning. Na época, seu nome era Tesla Motors.

O nome carrega em si elementos que simbolizam seus valores e visão. A primeira palavra é uma referência a Nikola Tesla, engenheiro que contribuiu com o desenvolvimento de sistemas de energia elétrica.

Já a palavra Motors remete aos carros da Tesla, os quais são movidos por eletricidade. Além das inovações e do apelo sustentável, a fabricante ainda tinha o objetivo de oferecer veículos com boa performance e design arrojado.

Pioneira no ramo de carros elétricos, em 2004 a Tesla recebeu US$ 6,5 bilhões de investimento de Elon Musk — empresário conhecido mundialmente. Três anos depois, a fabricante lançou seu primeiro veículo, que teve uma boa recepção no mercado.

Contudo, apesar do sucesso do carro elétrico, em 2008, a empresa foi impactada pela crise econômica dos Estados Unidos. Nesse contexto, Elon Musk fez novos aportes no negócio e se tornou sócio majoritário. No mesmo ano, os fundadores deixaram a organização.

Abertura de capital e trajetória no mercado

Em 2010, aconteceu um dos eventos mais marcantes da marca: sua abertura de capital. A bolsa de valores escolhida pela empresa foi a National Association of Securities Dealers Automated Quotations (NASDAQ), uma das bolsas de valores dos EUA. Na época, a oferta pública inicial arrecadou em torno de US$ 226 milhões.

Com o passar do tempo, a empresa Tesla foi expandindo sua atuação ao redor do mundo, além de integrar outros nichos. Por exemplo, com as mudanças, a fabricante também oferece soluções ligadas a energia solar e limpa. Assim, em 2017, o termo Motors foi retirado de seu nome, passando a ser apenas Tesla Inc.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Após apresentar bom desempenho em quatro trimestres seguidos, em 2020, as ações da Tesla apresentaram aumento de valor e volume de negociações. Esse cenário fez com que a marca integrasse o S&P 500, índice que acompanha as 500 empresas mais relevantes do mercado estadunidense.

O que é o TSLA34?

Você conferiu a trajetória de uma empresa que ficou conhecida pelo seu foco em inovação e tecnologia. Agora é o momento de conhecer o TSLA34, BDR (brazilian depositary receipt) atrelado às ações da Tesla.

Logo, o primeiro passo pra entender o funcionamento desse ativo é saber o que são BDRs. Trata-se de certificados de depósito valores mobiliários negociados na B3 e lastreados em ativos do exterior — como ações, fundos de investimento, títulos de dívidas etc.

Nesse caso, uma instituição financeira adquire os ativos em uma bolsa internacional, os mantém em custódia e emite os certificados atrelados a eles. Depois, os BDRs são negociados na B3, bastando acessar o home broker do seu banco de investimentos para fazer o aporte.

Em relação ao TSLA34, vale destacar que ele é formado por ações da Tesla, as quais são negociadas por meio do ticker TSLA na NASDAQ. Essa bolsa de valores é a segunda maior dos EUA e do mundo, contando com ações de diversas empresas do setor tecnológico.

Assim, o BDR TSLA34 pode ser uma alternativa a quem tem interesse em investir na empresa de forma indireta. Por meio dele, não será preciso lidar com as burocracias de outro país nem se preocupar com a conversão de moedas.

Quais são suas principais características?

Até aqui, você percebeu que o TSLA34 é um ativo negociado na bolsa de valores brasileira lastreado nas ações da Tesla. No entanto, é essencial conhecer as características desse BDR, a fim de compreender se ele é alinhado à sua estratégia.

O primeiro ponto que você deve observar é que o TSLA34 é um certificado lastreado em ações de uma gigante tecnológica do mercado norte-americano. Esses ativos fazem parte da renda variável, não existindo garantias em relação ao seu desempenho.

Outro ponto relevante se relaciona aos proventos. A Tesla adotou uma política de reinvestir os lucros obtidos — visando o crescimento da empresa. Logo, ela não paga dividendos aos acionistas. Como resultado, o TSLA34 também não contará com essa distribuição.

A tributação é mais um tema que merece atenção. Na venda dos BDRs com lucro, o investidor deve recolher o Imposto de Renda (IR). A alíquota é de 15% sobre o ganho de capital nas operações comuns. Já no caso de day trade (compra e venda em um mesmo dia), a alíquota é de 20%.

Como investir na Tesla?

Você já viu que se expor a empresas do mercado internacional envolve riscos, mas também traz oportunidades. Para saber se o TSLA34 vale a pena para a sua carteira, você deve conhecer seu perfil de investidor, definir objetivos financeiros e ter uma estratégia de alocação definida.

Caso acredite que a empresa Tesla é adequada ao seu portfólio, o próximo passo é entender como realizar os aportes na empresa. Como você viu, uma das opções é por meio de BDRs negociados na bolsa de valores brasileira.

A aquisição desse ativo funciona de modo similar à compra de ações. Então você precisará de uma conta em um banco de investimentos e de acesso ao home broker. Depois, basta localizar o código TSLA34, definir a quantidade de BDRs desejados e enviar a ordem de compra.

Outra forma de se expor à Tesla é via investimento direto. Nesse caso, será necessário abrir conta em uma instituição financeira dos Estados Unidos habilitada a intermediar operações na NASDAQ — como a Avenue. Será necessário enviar alguns documentos, além de realizar uma transferência internacional de dinheiro.

Nesse momento, é válido se atentar às diferenças na legislação, bem como à conversão do real em dólar. Já a forma de adquirir ações é semelhante ao processo utilizado no Brasil, enviando ordens de compra por meio da conta na corretora de valores do exterior.

Como você viu, é possível investir em companhias de outros países na hora de compor a sua carteira. Assim, o TSLA34 representa a oportunidade de se expor à Tesla sem sair do Brasil, possibilitando a participação, de forma indireta, nos resultados de uma das maiores empresas do mundo.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o funcionamento dos BDRs ou sobre investimento no mercado internacional, deixe um comentário!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
2 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.