Renova Invest Facebook

USAL11: o fundo com exposição a large caps americanas

Já pensou em investir nas maiores companhias norte-americanas, sem precisar negociar diretamente no mercado internacional? Isso é possível por meio do USAL11 — um investimento que apresenta em seu portfólio empresas reconhecidas no mundo inteiro.

Por meio dele, é possível se expor ao dólar, de forma simples e prática. Além disso, por ser um exchange traded fund (ETF), essa modalidade contribui para a diversificação da sua carteira. Por isso, vale a pena saber mais sobre esse fundo.

Neste post, você entenderá o que é o USAL11 e como ele funciona. Assim, ficará mais fácil avaliar se vale a pena realizar esse investimento e se expor a large caps americanas.

Confira!

O que é e como funciona um ETF?

Para começar, você deve saber o que é e como funciona um ETF. O fundo de índice, como é chamado em português, é um tipo de fundo de investimento. Ou seja, um veículo financeiro de investimento coletivo.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Desse modo, ele funciona como um condomínio de investimentos no qual o investidor deve adquirir uma ou mais cotas para participar dos resultados. Ademais, quem realiza o manejo da carteira do fundo é um gestor profissional.

Existem diversos tipos de fundos de investimento, sendo que eles se diferenciam conforme o seu foco. No caso de um fundo de índice, a proposta é replicar a carteira teórica de um indicador de referência no mercado, a fim de obter resultados equivalentes a ele.

Para isso, o gestor aloca os recursos do fundo nas mesmas alternativas e em proporções semelhantes às do indicador. A forma de rendimento do investidor acontece, principalmente, por meio da valorização das cotas, caso o ETF apresente um desempenho positivo com o tempo.

O que é o USAL11 e como ele funciona?

Sabendo o que é e como funciona um ETF, é o momento de conhecer o USAL11 — ticker do ETF Trend CRSP U.S. Large Cap. Esse fundo de índice oferece exposição às large caps (empresas de grande porte) norte-americanas ao replicar o CRSP US Large Cap Index.

Em maio de 2022, esse indicador representou 85% do valor de mercado das ações dos Estados Unidos. Ele está dividido entre empresas de saúde, tecnologia, varejo, finanças e outros setores.


O USAL11 foi lançado na bolsa de valores brasileira (B3) em 9 de fevereiro de 2022, sob a gestão da XP Allocation Asset Management — sendo o primeiro ETF internacional dessa gestora. Assim como outros ETFs no Brasil, ele não paga dividendos.

Quais as principais características desse ETF?

Entendeu o que é e como funciona o USAL11? Para aprofundar os conhecimentos, você deve conhecer as características desse ETF. Primeiramente, ele é um fundo disponível para o público em geral. Ou seja, todo investidor interessado pode adquirir cotas a qualquer momento.

Ainda, como você viu, a carteira do ETF é composta majoritariamente por large caps. No entanto, ela também conta com mid caps e mega caps — empresas de porte médio e mega, respectivamente.

Em maio de 2022, o USAL11 contava com ações de companhias conhecidas no mundo todo, como:

Em relação às taxas cobradas pelo fundo, há apenas a incidência da taxa de administração. Essa quantia se refere à remuneração da equipe administrativa e gestora do fundo. Como o ETF tem gestão passiva, não é feita a cobrança de taxa de performance.

Quais vantagens e riscos de investir no USAL11?

Agora que você conheceu as principais características desse ETF, é importante saber quais são as vantagens e os riscos de investir nessa modalidade.

Acompanhe!

Vantagens

A primeira vantagem de investir em ETFs como o USAL11 é diversificar a carteira de maneira acessível. Isso porque, ao adquirir uma cota, você inclui uma cesta de investimentos em seu portfólio — e tende a pagar um preço mais baixo do que se investisse em cada alternativa separadamente.

Além disso, o USAL11 permite que você se exponha ao mercado norte-americano, dolarizando a carteira sem precisar negociar na bolsa estrangeira. Afinal, as cotas desse fundo estão disponíveis na B3 e as negociações de compra e venda se dão em reais.

Vale lembrar que internacionalizar a carteira é uma estratégia para proteger seus investimentos de crises internas no país. No caso de investimentos norte-americanos, tenha em mente que se trata de um mercado com histórico de resultados resilientes e crescimento consistente.

Desvantagens

As desvantagens do USAL11 se assemelham às de qualquer outro ETF. Ao investir nesse veículo, você se expõe ao risco de mercado — ficando sujeito ao preço praticado no momento de vender a cota. Logo, há chances de prejuízo por conta da volatilidade.

Também existe o risco de liquidez. Ele está relacionado à velocidade com que um investimento pode ser transformado em dinheiro. Como os ETFs são negociados na bolsa de valores, a venda das cotas depende da existência de investidores interessados em comprá-las.

Vale a pena investir no USAL11?

Ao conhecer o USAL11, é possível que você tenha dúvidas se vale a pena investir nesse ETF. Na prática, para responder essa questão é necessário analisar fatores individuais.

Inicialmente, você deve identificar o seu perfil de investidor, que é uma ferramenta para descobrir a sua tolerância aos riscos. Como o USAL11 é um ETF de exposição à renda variável, ele costuma ser mais interessante para perfis que suportam maiores riscos (moderado e arrojado).

Além disso, é importante definir o objetivo com o investimento. De modo geral, os ETFs tendem a se encaixar em metas de longo prazo. Isso porque o horizonte mais longo ajuda a diluir os riscos ligados à volatilidade de curto prazo.


Após analisar esses fatores, se você concluir que a modalidade é adequada para o seu portfólio, pode adquirir cotas por meio da B3. Para isso, é necessário ter uma conta em um banco de investimentos para ter acesso ao home broker da instituição e ingressar no ambiente de negociação da bolsa.

Na plataforma, busque pelo ticker USAL11, escolha o número de cotas que pretende adquirir e emita a ordem de compra. Então basta aguardar o prazo de liquidação para que as cotas apareçam em sua carteira.

Neste conteúdo, você descobriu o que é o USAL11 e viu como avaliar se vale a pena investir nesse fundo. Dessa maneira, não deixe de considerar os fatores individuais e avaliar esse veículo financeiro para entender se o ETF se encaixa em sua estratégia.

Precisa de ajuda para investir? Acesse o site da Renova Invest e agende sua reunião com um de nossos assessores!

 

Você conhecia esse mecanismo de segurança da bolsa de valores? Para conhecer mais sobre o mercado financeiro, acompanhe nossos conteúdos no YouTube, Instagram e LinkedIn!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.