Renova Invest Facebook

Como montar uma carteira sustentável? Confira 3 dicas!

Como montar uma carteira
Como montar uma carteira

Com o passar do tempo e os avanços científicos, surgem novas necessidades na sociedade. E isso impacta a dinâmica do mercado financeiro. Nesse sentido, uma das demandas tem sido a sustentabilidade — o que reflete na busca de investidores por uma carteira sustentável.

Uma vez que a preservação do meio ambiente se faz urgente, o próprio mercado cria mecanismos para incentivar empreendimentos e investidores a adotar posturas sustentáveis. O intuito é promover um desenvolvimento que busque amenizar impactos negativos à natureza e sociedade.

Mas você sabe como deve agir se quiser montar uma carteira pautada no padrão de sustentabilidade? Para responder a essa e outras perguntas, confira as 3 dicas deste artigo!

Vamos lá?

O que é investimento sustentável?

Antes de pensar em uma carteira sustentável, é necessário ter clareza com relação ao que significa fazer um investimento voltado à sustentabilidade. Ele é feito com base na perspectiva de que as empresas sustentáveis podem estar mais bem posicionadas para o desenvolvimento.

Assim, a prática de investimentos sustentáveis busca combinar abordagens tradicionais de investimento com as novas demandas ambientais, sociais e de governança. É possível notar essa tendência de posicionamentos de instituições globais e até mesmo em investidores pessoas físicas.

Esse tema tem ganhado atenção porque os desafios ambientais são pautas globais há bastante tempo. Com isso, novas posturas têm sido exigidas de Governos e empresas — impactando também atitudes de cidadãos e investidores individualmente.

O que é uma carteira sustentável?

Agora que você compreende o que são investimentos sustentáveis, é possível aprofundar seus conhecimentos e pensar a respeito do conceito de uma carteira sustentável. Podemos dizer que essa é uma carteira de investimentos cujo principal objetivo é alocar seu dinheiro em ativos sustentáveis.

Uma das principais estratégias para alcançar essa meta é buscando investimentos ESG. Saiba mais!

Investimentos ESG

ESG é a sigla para environmental, social and governance. Assim, esses investimentos seguem políticas de responsabilidade ambiental, social e de governança. O intuito é fazer com que o desenvolvimento aconteça de acordo com os critérios de sustentabilidade.

Pelo significado da sigla é possível notar que o termo sustentabilidade vai além da preocupação com o meio ambiente. Ele também significa a atenção para uma melhor qualidade de vida das pessoas —sem gerar o esgotamento dos recursos naturais.

Portanto, esse é um conceito bastante abrangente, que envolve educação e responsabilidade social. Por conta disso, empresas que seguem os padrões ESG costumam apresentar boa governança, se destacando em relação aos concorrentes e podendo apresentar melhores resultados.


INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO Investir fora do Brasil

INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO Investir fora do Brasil

Aprenda a como investir no exterior de forma prática


No caso dos investidores que optam por alocações ESG, eles buscam montar uma carteira sustentável e incentivar o desenvolvimento de empreendimentos que beneficiam o meio ambiente e a sociedade. Ao mesmo tempo, esses investidores têm a chance de conquistar bons resultados financeiros — especialmente no longo prazo.

Quais as vantagens de buscar investimentos ESG para o portfólio?

Como você observou, os investimentos ESG podem trazer oportunidades interessantes para composição de uma carteira sustentável e com potencial de lucros. Mas que tal saber mais sobre as vantagens dessa prática?

Confira o que uma carteira sustentável pode proporcionar!

Incentivar o desenvolvimento consciente

Quando você realiza aportes em uma empresa que tem na base de seus valores os critérios ESG, esse é um incentivo para uma relação mais consciente com a natureza e de melhores práticas de gestão e responsabilidade social.

Logo, permite contribuir para a adoção de um novo olhar sobre o futuro — incentivando o desenvolvimento consciente.

Aumentar as chances de bons resultados

Apesar do foco em critérios de sustentabilidade, os investimentos ESG não significam deixar o potencial de ganhos de lado. Na verdade, como você viu, empresas que são sustentáveis podem apresentar melhores resultados.


Afinal, quando um empreendimento tem práticas inadequadas com a natureza e sociedade, pode sofrer sanções, escândalos sociais ou desvalorização e perda de interesse por parte do consumidor. Tudo isso impacta o retorno dos investidores. Por outro lado, empresas que se consolidam por suas práticas sustentáveis podem apresentar resultados mais sólidos.

Reduzir riscos

Companhias ESG precisam prezar pela transparência na gestão. Isso faz com que esse tipo de investimento tenha maior confiança dos investidores. Portanto, essas alternativas podem ajudar na mitigação de riscos no portfólio.

Negócios que possuem maior qualidade na gestão e se preocupam com fatores ambientais também tendem a ter menos problemas com multas ou outras punições. Além disso, cada vez mais consumidores buscam empresas com esses compromissos sociais — que tendem a se destacar no mercado.

3 Dicas para compor uma carteira de investimentos sustentável

Depois de entender o que são investimentos sustentáveis e a importância dos critérios ESG no cenário atual, é hora de conhecer as principais dicas para compor uma carteira sustentável.

Para isso, confira 3 orientações a seguir!

1. Conheça a estratégia ESG

Para compor uma carteira sustentável é necessário ter clareza com relação ao objetivo e estratégia dessa composição. Nesse sentido, não deixe de entender os principais critérios de sustentabilidade que envolvem as empresas e fundos negociados no mercado:

  • meio ambiente: o investimento sustentável deve priorizar empresas que utilizem os recursos naturais de maneira responsável. Por exemplo escolhendo matérias-primas sustentáveis ou o uso de processos não predatórios;
  • social: no aspecto social, é importante que o negócio apresente boas condições de trabalho para os empregados, cumprindo a legislação e promovendo a segurança no trabalho;
  • governança: é fundamental que a condução do negócio esteja de acordo com os pilares de sustentabilidade. Isso pode ser percebido na composição do conselho administrativo, nas políticas inclusivas, na transparência com investidores e consumidores, etc.

2. Estude as alternativas e diversifique

Outro ponto importante é conhecer as possibilidades e diversificar a carteira na composição dos ativos sustentáveis. É possível buscar individualmente por ações de empresas com essas características, mas também existem outras opções, como:

  • fundos de investimentos ESG;
  • fundos de índice (ETFs) focados em sustentabilidade;
  • títulos de dívida que captam recursos para financiar projetos de sustentabilidade — como os green bonds.

3. Considere seu perfil de investidor

Por fim, sempre considere seu perfil investidor ao compor uma carteira sustentável. É fundamental que você identifique sua tolerância aos riscos para escolher o tipo de investimento mais alinhado às suas características e necessidades enquanto investidor.

Como vimos, estruturar uma carteira sustentável pode ser uma boa forma de diversificar os investimentos e buscar melhores resultados para o portfólio. Se fizer sentido para você, siga nossas 3 dicas simples para investir com foco em boas práticas para o meio ambiente e sociedade!

Gostou destas informações? Para ter acesso a mais conteúdos como estes e acompanhar as principais tendências do mercado, nos siga nas redes sociais. Estamos no Instagram, Facebook, LinkedIn e Youtube!

Veja também

botão de concordância

0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.