Quem acompanha os mercados internacionais já deve ter ouvido a respeito do índice Nasdaq 100. Afinal, ele está entre os indicadores financeiros mais importantes junto com o S&P 500 e Dow Jones. Mas você sabia que é possível operar o índice Nasdaq no mercado futuro norte-americano?

Esse indicado reúne as 100 maiores empresas não financeiras dos Estados Unidos, grande parte delas companhias de tecnologia. Logo, expor seu capital a ele pode ser interessante para quem está pensando em diversificação internacional.

Quer saber mais sobre o assunto? Então aproveite este conteúdo para aprender sobre o índice Nasdaq, como ele é composto, e como operá-lo no mercado futuro estadunidense.

Não deixe de acompanhar!

O que é o Índice Nasdaq e sua composição?

Antes de saber como se expor a esse índice, é importante entender mais sobre ele. A sigla Nasdaq significa National Association of Securities Dealers Automated Quotation System — ou traduzido Sistema de Cotação Automatizada da Associação Nacional de Corretores de Títulos.

Além disso, a Nasdaq é a segunda maior bolsa de valores dos Estados Unidos. Trata-se de um mercado totalmente automatizado, onde estão listadas mais de 2800 empresas. Entre elas, estão empresas de tecnologia, eletrônica, informática, telecomunicação entre outras.

O Índice Nasdaq, por sua vez, é um indicador financeiro que funciona como espécie de termômetro dessa bolsa americana. Isso porque, como visto, ele é composto pelas 100 maiores companhias não financeiras da Nasdaq.

Entre as empresas que estão nessa listagem, destacam-se: Facebook, Apple, Amazon, Netflix, Google (Alphabet), Tesla, Nvidia, PayPal, Intel e muitas outras. Assim, quem está procurando formas de diversificar sua carteira de investimentos pode se interessar por investimentos atrelados ao índice.

Ademais, a partir do índice, o investidor que deseja saber como está o desempenho das ações da Nasdaq não precisa consultar a cotação de cada ativo. É possível conferir o Índice Nasdaq para observar o ânimo do mercado americano, como acontece com o Índice Bovespa (Ibovespa), no Brasil.

Quais as diferenças entre o Índice Nasdaq e o S&P 500?

Conhecendo o Índice Nasdaq, é possível que você esteja interessado em saber suas diferenças com o S&P 500. Afinal, como mencionado no início, eles estão entre os maiores indicadores financeiros do mercado.

A principal diferença a ser considerada diz respeito à composição de cada um deles. Como visto, o Nasdaq possui uma carteira teórica com 100 ações de companhias norte-americanas. Já o S&P 500 é composto pelas 500 ações de maior representação nas bolsas estadunidenses.

Nesse sentido, o S&P 500 fornece ao investidor uma visão muito mais ampla da economia americana. Porém, como grande parte das companhias que compõe o Nasdaq 100 são do setor de tecnologia, normalmente ele possui uma volatilidade maior que o S&P 500.


INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Invista em ações


Diante disso, ele é bastante procurado por especuladores interessados em ganhos no curto ou curtíssimo prazo. Um dos principais motivos está no fato de que a volatilidade é essencial para a utilização de estratégias especulativas, como o day trade ou swing trade.

Como realizar operações envolvendo o índice futuro Nasdaq?

Por ser um indicador econômico, não é possível investir diretamente no Índice Nasdaq. Isto é, ele não tem papéis ou cotas em negociação nas bolsas de valores. No entanto, existe um modo de se expor a ele indiretamente, como no caso do mercado futuro.

Trata-se de um ambiente da bolsa de valores onde se negocia, em data atual, as expectativas de preços sobre um ativo, commodity, moeda ou índice para uma data futura. Ou seja, os interessados negociam contratos com base em suas perspectivas sobre os preços de um ativo em data posterior.



Nesse sentido, se o operador acredita que, em data futura o ativo valorizará, ele abre uma posição comprada. Caso contrário, entendendo que os preços cairão, abrirá uma posição vendida. Ademais, nessa modalidade de contratação a liquidação é financeira.

Logo, não é preciso ter ou entregar o produto objeto da negociação. Na data de vencimento do contrato, será apurada a diferença da posição dos participantes em relação ao preço atual do ativo. Então, os lucros ou prejuízos ocorrem de acordo com a posição assumida.

Com base nessa dinâmica, muitos usam esses derivativos financeiros para especulação ou proteção de capital (hedge).Um ponto importante a ser observado é que a posição pode ser desfeita a qualquer momento, basta o participante fazer a operação contrária à sua, com a mesma quantidade de contratos.

Portanto, se estiver posicionado na compra, deverá realizar uma operação de venda e vice-versa. De toda a forma, para operar especificamente o índice futuro Nasdaq será preciso ter uma conta em uma corretora estrangeira.

Isso porque, diferentemente do S&P 500, ele não é negociado no mercado futuro brasileiro — o que pode tornar a operação mais burocrática e custosa. Caso prefira operar sem sair do Brasil, você pode avaliar os contratos de índice disponíveis na B3, a bolsa de valores brasileira.

Quais os riscos dessas operações?

Depois de verificar como se opera o Índice Nasdaq no mercado futuro americano, é importante se informar acerca dos riscos envolvidos. Como qualquer tipo de alternativa de renda variável, o maior risco de investir no índice futuro Nasdaq é o risco de mercado.

Isso significa que não é possível prever se haverá lucro ou prejuízo na operação, já que os preços oscilam de acordo com a lei da oferta e demanda.

Além disso, eventuais crises econômicas, guerras comerciais, política, notícias, entre outros aspectos podem impactar seus resultados. Afinal, esses movimentos costumam afetar os mercados. Então, trata-se de uma operação que tende a ser apropriado para aqueles que têm maior apetite aos riscos.

Também vale destacar que, no mercado futuro, existe a possibilidade de operar alavancado. Ou seja, é possível movimentar um volume financeiro maior do que o operador possui. Isso pode ser benéfico por alavancar os resultados, mas pode ocasionar grandes prejuízos.

Dessa forma, vale a pena estar atento aos riscos, bem como revisitar o seu perfil de investidor e objetivos financeiros. Assim, você terá maior facilidade em identificar se essas operações são adequadas para o seu caso.

Neste artigo você viu o que é e como operar o índice futuro Nasdaq, e agora sabe que ele pode ser usado para especular ou proteger sua carteira (hedge). Caso queira conhecer as alternativas que permitam utilizar essas mesmas estratégias no Brasil, vale consultar um assessor de investimentos.

Que tal saber mais sobre o mercado de investimentos e tirar suas dúvidas? Entre em contato com a Renova Invest e conte com a nossa assessoria!