Quais as desvantagens de investir em BDR? Descubra!
Quais as desvantagens de investir em BDR? Descubra!

Quais as desvantagens de investir em BDR? Descubra!

Investir no exterior pode ser uma boa oportunidade para investidores que desejam expor seus patrimônios a outras economias. Para isso, existem algumas alternativas, como adquirir BDRs. Antes de fazer os aportes, no entanto, é importante conhecer as desvantagens de investir em BDR.

Com as mudanças nas regras propostas pela CVM, a modalidade está ainda mais acessível aos investidores em geral. Em 2020, os certificados passaram a não ser mais restritos aos investidores qualificados e se tornaram opções para todos. Será que vale a pena para você?

Neste artigo, você saberá mais sobre o tema e conhecerá as 5 principais desvantagens de investir em BDR. Continue a leitura e confira!

O que é BDR?

Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são certificados de depósitos de valores mobiliários emitidos e negociados na bolsa de valores brasileira. Eles representam, normalmente, Ações de empresas com capital aberto no exterior.

Quem adquire esses certificados está colocando na carteira um investimento com lastro em ativos internacionais. Ou seja, você não compra diretamente a Ação da companhia, mas pode participar dos resultados dela.

Para serem oferecidos no Brasil, os BDRs são emitidos pelas instituições depositárias. São elas que adquirem as Ações de empresas estrangeiras e as colocam sob custódia. Assim, os ativos ficam bloqueados e podem ser usados para emissão do certificado correspondente.

Como os certificados funcionam?

O BDR funciona, basicamente, como um recibo de Ação. Isso significa que você não tem o ativo em si, mas o certificado que permite se expor ao cenário fora do Brasil. Ou seja, seus resultados com o investimento dependem da performance dos papéis de empresas em bolsas internacionais.

Se as Ações se valorizarem no exterior, seus BDRs também valorizarão. Caso contrário, os recibos sofrerão com a desvalorização. Então, mesmo que não sejam as Ações em si, os certificados estão lastreados nelas e suas oscilações acompanham as movimentações dos ativos correspondentes no exterior.

A cotação do BDR também depende da variação da moeda em que a Ação é originalmente negociada. Dessa forma, é possível se expor ao câmbio. Se o Dólar se valorizar em frente ao Real, por exemplo, o certificado de uma empresa da bolsa americana pode ficar mais caro.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é a responsável pela segurança institucional do investimento. É necessário que a instituição depositária siga regras específicas para assegurar que os BDRs correspondam às Ações que estão bloqueados sob custódia.

Também cabe à instituição depositária repassar para os investidores nacionais as informações relevantes sobre as empresas. Afinal, eles precisam avaliar os negócios para decidir o que fazer com seus investimentos.

5 Principais desvantagens de investir em BDR

Todo investimento tem suas desvantagens, e com o BDR não é diferente. Conheça algumas delas a seguir:

1.      Investimento de maior risco

Lembre-se de que o BDR é um ativo de renda variável. Assim, o principal risco está relacionado às oscilações do mercado. Você terá exposição às variações da bolsa e da Ação à qual o certificado está ligado.

Por isso, em algum momento, o BDR pode valer menos do que quando foi adquirido. Para reduzir o risco, é importante analisar as empresas e conhecer a economia do país ao qual pertence o ativo.

2.      Investidor não compra a Ação

Como você viu, o BDR não é a Ação em si, mas um certificado lastreado no papel. Ou seja, você estará investindo em títulos representativos. Por isso, pode não ter as mesmas vantagens do que alguém que adquire diretamente o papel na bolsa de valores correspondente.

3.      Liquidez costuma ser menor

Na comparação com o investimento direto em Ações, a liquidez do BDR costuma ser mais baixa. Isso significa que você pode ter um pouco de dificuldade para encontrar compradores, caso resolva vender seus certificados.

4.      Limitação aos BDRs que são emitidos

Quem investe diretamente no exterior pode adquirir qualquer Ação do seu interesse. No entanto, isso não é possível por meio do BDR. Afinal, nem todos os papéis internacionais estão disponíveis por meio dos certificados.

Significa que o investidor fica restrito aos BDRs que são negociados no Brasil. Portanto, se o seu interesse é investir em uma empresa que não possui certificados disponíveis no mercado nacional, será necessário abrir conta em uma instituição internacional.

5.      Recebimento de dividendos não é direto

Investir em BDR não significa que você receberá dividendos. Em primeiro lugar, há companhias internacionais que não dividem o lucro. Além disso, assim como as empresas brasileiras, elas também podem ser afetadas por momentos de crise, por exemplo.

Há, ainda, mais um detalhe importante: a distribuição dos dividendos para os brasileiros pode envolver o desconto de uma taxa da instituição depositária.

Quando vale a pena investir em BDR?

Apesar de apresentar desvantagens, os BDRs podem despertar o interesse de diversos investidores. Afinal, todo investimento também oferece benefícios. A decisão de investir ou não dependerá do seu perfil e objetivos.

Esse tipo de investimento pode valer a pena para quem tolera riscos maiores e busca acessibilidade e facilidade para investir no exterior. Atrelar sua carteira ao mercado internacional é uma forma de diversificar a carteira e se expor a economias mais fortes.

Alternativas para investir no exterior

O BDR não é a única opção para acessar o mercado internacional sem sair do Brasil. Existem diferentes formas de investir no exterior sem a burocracia de ter que abrir conta em uma instituição financeira internacional.

Conheça algumas alternativas além dos BDRs:

Fundos de investimentos

Alguns fundos de investimento têm ativos estrangeiros na sua carteira. A composição do portfólio depende de cada gestão, mas eles podem ter uma porcentagem variável dos recursos aportados em ativos de outros países.

ETF

O Exchange Traded Fund (ETF) é um tipo específico de fundo que acompanha índices econômicos. Quem deseja investir em ativos do exterior pode adquirir cotas que seguem índices internacionais. Por exemplo, algum que replique o S&P 500, do mercado norte-americano.

COE

Os Certificados de Operações Estruturadas (COE) são compostos por diversos ativos. Assim, alguns incluem Ações ou demais ativos estrangeiros. Com ele também é possível ter acesso ao mercado internacional sem sair do Brasil.

Agora que você sabe as vantagens e desvantagens de investir em BDR, pode analisar se o investimento está de acordo com as suas expectativas. Para isso, não deixe de analisar o seu perfil e os seus objetivos!

Gostou do conteúdo? Aproveite para conferir o que é e por que utilizar a análise fundamentalista!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.