Renova Invest Facebook

ETF URET11: com exposição ao setor imobiliário americano

ETF URET11
ETF URET11

A necessidade de diversificação do portfólio tem atraído a atenção de diversas pessoas para os investimentos estrangeiros. Afinal, eles contribuem no controle dos riscos das alternativas ligadas ao mercado nacional em momentos de crise. Uma opção que pode ajudar nesse objetivo é o ETF URET11.

Isso porque ele é um fundo de investimento atrelado a um índice do mercado imobiliário americano, mas negociado na bolsa de valores brasileira, a B3. Desse modo, o ETF pode contribuir com a proteção da sua carteira, sem que seja necessário abrir conta fora do Brasil.

Ficou interessado? A seguir você entenderá o que é um ETF e conhecerá as principais informações sobre o URET11. Confira!

O que é um ETF?

Para compreender o URET11, é importante saber o que é um ETF. Essa é a sigla para exchange traded fund ou fundo negociado em bolsa, em português. Trata-se de uma modalidade de investimento coletiva que replica a carteira teórica de um indicador de mercado.

Por conta disso, os ETFs também são conhecidos como fundos de índice. Vale saber que eles são fundos de gestão passiva. Ou seja, o gestor faz a composição da carteira do ETF baseado no portfólio do índice de referência. Como consequência, o resultado do fundo se assemelha ao retorno do benchmark.

O que são REITs?

Além de entender o conceito de ETF, é preciso saber o que são REITs. Sigla para real estate investment trusts, essa é uma classificação usada para se referir às empresas norte-americanas cujo foco da operação é o setor de imóveis.

Os REITS podem ser divididos em três categorias:

  • equity ou capital próprio: companhias que investem em imóveis físicos;
  • mortgage ou hipoteca: organizações que compram títulos de dívidas atrelados ao mercado;
  • hybrid ou híbridos: empresas que investem tanto em imóveis quanto em títulos ligados ao setor imobiliário.

O que é o URET11?

Agora que você conhece o ETF e sabe o que são REITs, fica mais fácil compreender o URET11. Esse é o código de negociação de um fundo de índice chamado Trend ETF FTSE us REITS FDI.

O ETF URET11 estreou na bolsa de valores brasileira em fevereiro de 2022. O fundo é gerido pela gestora XP Allocation Asset Management e administrado pelo banco BNP Paribas Brasil S.A.

O objetivo desse ETF é acompanhar o FTSE Nareit Equity REITs Index, índice que lista empresas do setor imobiliário americano, proprietárias de mais de 500 mil imóveis. Portanto, o ETF URET11 aloca parte dos seus recursos em REITs do tipo equity.

Em maio de 2021, os segmentos de mercado com maior participação no índice eram: marketing, residenciais e telecomunicação. Algumas das companhias que reuniam os imóveis onde o ETF poderia investir eram: Prologis, Crown Castle, Equinix, AvalonBay Communities e Public Storage.

Quais as vantagens de investir no ETF URET11?

Depois de conhecer o URET11, é interessante saber quais são as vantagens do investimento no ETF. Desse modo, você terá mais condições de entender se essa alternativa é adequada para a sua carteira.

Um dos benefícios de investir no ETF URET11 é a diversificação geográfica. Isso porque a internacionalização permite ao investidor diluir os riscos do seu portfólio, protegendo seu patrimônio de instabilidades do mercado nacional.

Outro ponto positivo é a exposição ao dólar. Mesmo que você faça investimentos indiretos no URET11, é possível se expor à moeda americana. Dessa forma, existe a possibilidade de obter ganhos com uma potencial valorização do dólar frente ao real.

Quais os riscos de investir no ETF URET11?

Como qualquer outro investimento, o ETF também possui riscos a serem considerados na hora de avaliar essa alternativa. Um deles é o risco cambial. Afinal, ao investir no URET11, você estará exposto às variações do câmbio. Assim, o rendimento dele pode diminuir com a queda do dólar.

Há também o risco de mercado. Por estar atrelado ao mercado imobiliário americano, o URET11 se expõe às notícias e eventos que possam abalar a economia dos Estados Unidos. Portanto, os resultados do fundo são influenciados pelo cenário internacional.

Além disso, há o risco de liquidez. Ela se refere à capacidade de conversão de um investimento em dinheiro novamente. Como a venda das cotas do ETF depende de ter compradores interessados, há chances do URET11 ter alto risco de liquidez.

Vale a pena investir no ETF URET11?

Até aqui, você entendeu os principais aspectos desse ETF. Mas como avaliar se o investimento em URET11 faz sentido para sua estratégia de investimento? Sabendo o que analisar na decisão, é possível fazer escolhas embasadas.

Um ponto fundamental para isso é o seu perfil de investidor. O motivo é que os investimentos possuem riscos que os tornam mais ou menos adequados para cada perfil. Por ser uma alternativa de renda variável, o ETF costuma ser mais adequado para perfis moderados e arrojados.

Antes de investir em URET11, também é preciso analisar seus objetivos financeiros. Eles permitem entender se o investimento em ETF está alinhado com os seus planos e os prazos deles. Nesse sentido, o fundo pode contribuir melhor com planos de longo prazo, visando a diluição de riscos.

Como investir no ETF URET11?

Caso você conclua que o investimento em URET11 faz sentido para sua carteira, é importante aprender como expor parte do seu patrimônio a ele. Para negociar na B3, o primeiro passo é abrir conta em uma instituição financeira de confiança.

Em seguida, é necessário transferir o dinheiro que você deseja investir para a sua conta na instituição. Quando os recursos estiverem disponíveis, é só acessar a plataforma de investimento e procurar pelo ticker URET11.

Então você pode conferir informações sobre o ETF — como cotação das últimas negociações de compra e venda. Depois, é preciso informar a quantidade de cotas que deseja adquirir e enviar a sua ordem de compra. Após a liquidação da operação, as cotas estarão em sua carteira.

Neste artigo, você pôde conhecer o URET11 e saber que ele pode ser uma alternativa para quem deseja se expor ao mercado norte-americano por meio da B3. Entretanto, lembre-se de avaliar seu perfil e objetivos para decidir se o ETF faz sentido para a sua estratégia de investimento.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco da Renova Invest e converse com nossos assessores de investimento!

 

 

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.