Renova Invest Facebook

ETF QQQ: como funciona, características e como investir!

ETF QQQ
ETF QQQ

Muitos investidores buscam alternativas presentes no mercado internacional para diversificar sua carteira e equilibrar os seus riscos. Nesse sentido, o ETF QQQ pode ser uma alternativa para atender tais objetivos.

Esse fundo de índice é negociado nos Estados Unidos e permite que os investidores possam se expor a grandes empresas do país. Contudo, é fundamental compreender o funcionamento do veículo para fazer um investimento estratégico.

Quer saber mais sobre o ETF QQQ? Acompanhe a leitura deste artigo para descobrir como esse fundo de índice se caracteriza!

O que é e como funciona um ETF?

Antes de conhecer mais sobre o QQQ, é interessante lembrar como funcionam os ETFs, não é mesmo? Desse modo, será mais fácil compreender essa modalidade financeira.

Assim, a sigla ETF representa os exchange traded funds — também chamados de fundos de índice. Eles são fundos de investimentos com gestão passiva e cotas negociadas em bolsas de valores.

A principal característica dos ETFs é espelhar o desempenho de um índice do mercado financeiro. Para isso, o gestor do veículo monta o portfólio do veículo ao replicar a carteira teórica do indicador de referência.

No Brasil, os fundos de índice não fazem repasse de dividendos. O capital que o ETF obtém por meio de proventos é reaplicado no próprio portfólio. Porém, em países como os Estados Unidos, é possível usar esses fundos estrangeiros para obter renda passiva, já que eles podem pagar proventos.

Como funciona o ETF QQQ?

Como vimos, os ETFs são um tipo de fundo de investimento que replica a performance de um indicador de mercado. Entre as alternativas disponíveis, está o QQQ, que é um ETF americano.

Quer descobrir quais são as características de funcionamento desse fundo? Continue a leitura e saiba mais!

História

O Invesco QQQ Trust, ou apenas QQQ, é um fundo de índice listado na Nasdaq — a segunda maior bolsa de valores dos Estados Unidos. Ele está em operação desde 1999 e é uma das principais alternativas para investir no mercado de tecnologia norte-americano.

Índice de referência

O ETF QQQ usa como benchmark o Nasdaq 100 Index. Esse índice é responsável por apresentar o desempenho médio das 100 maiores empresas listadas na Nasdaq que não operam no mercado financeiro norte-americano ou global.

Dessa maneira, a performance do indicador é fortemente influenciada pelas empresas de tecnologia dos Estados Unidos. Isso acontece porque muitas das maiores companhias desse setor têm suas ações negociadas na Nasdaq.


DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

Saiba tudo sobre ETFS - a forma de sostificar os seus investimentos


O lançamento do Nasdaq 100 Index aconteceu em 1985. Desde então, ele é considerado um dos principais termômetros do mercado norte-americano e internacional.

Composição da carteira

Como você descobriu, os ETFs costumam compor seu portfólio com os mesmos ativos presentes na carteira teórica do benchmark. Dessa forma, o QQQ conta com as empresas do Nasdaq 100 Index, na mesma proporção do índice.


No início de 2022, o portfólio do veículo contava com dezenas companhias em seu portfólio e mais de 158 bilhões de dólares em ativos sob gestão.

Entre as principais ações presentes na carteira do fundo, estavam:

  • Facebook (Meta);
  • Amazon;
  • Apple;
  • Netflix;
  • Google (Alphabet);
  • Tesla;

Quais as vantagens e riscos de investir no ETF QQQ?

Até aqui, você entendeu quais são as características de funcionamento do ETF QQQ. Agora, também vale saber quais são as vantagens e os riscos que esse investimento pode trazer para a sua carteira, não é mesmo?

Entenda quais são os pontos positivos e os elementos de atenção desse ETF americano!

Vantagens

O investimento internacional é um dos principais benefícios de ser um cotista do ETF QQQ, pois essa é uma forma de diluir riscos do seu portfólio. Isso acontece porque o resultado de um investimento estrangeiro tende a não ser afetado por eventuais oscilações da economia brasileira.

Além disso, esse investimento é uma maneira de dolarizar o seu patrimônio, já que o desempenho das empresas se relaciona à moeda dos EUA. E como o dólar norte-americano costuma apresentar correlação negativa com a B3 (a bolsa de valores do Brasil), esse aporte pode ajudar a equilibrar o portfólio nos períodos de crise da bolsa.

Outro ponto positivo está na exposição ao mercado de tecnologia. Esse é um dos segmentos que se fortaleceu na economia ao longo dos últimos anos. Logo, investir nas maiores companhias norte-americanas desse setor pode ser benéfico para seus resultados.

Ademais, os fundos de índice norte-americanos podem fazer repasse de dividendos aos cotistas — diferentemente dos ETFs brasileiros. No QQQ, é comum que a distribuição de lucros entre investidores aconteça a cada trimestre.

Por fim, as taxas envolvidas também são aspectos que podem ser vantajosos. Como os ETFs são fundos de gestão passiva, seus gestores fazem menos movimentações. Essa característica colabora para que a taxa de administração seja mais baixa.

Riscos e desvantagens

Ao considerar investir na alternativa, saiba que também existem riscos envolvidos. Mesmo com o potencial de valorização do portfólio, o ETF QQQ está presente na renda variável. Dessa maneira, os investidores ficam expostos à volatilidade do mercado e não tem garantias de retorno positivo.

Ainda, pode haver o risco cambial. Se o dólar americano se desvalorizar, por exemplo, isso pode refletir nos seus resultados com esse fundo.

Vale a pena investir nesse ETF?

Agora que você entendeu as principais características do ETF QQQ, é preciso saber se vale a pena fazer o investimento. Para começar, é necessário considerar o seu perfil de investidor. Devido à lógica de funcionamento e aos riscos envolvidos, essa alternativa pode ser mais adequada a investidores arrojados.

Depois de analisar o seu perfil, avalie os seus objetivos financeiros. De maneira mais comum, os ETFs funcionam em um planejamento com foco no longo prazo — especialmente em estratégias de buy and hold.

Por último, é imprescindível ponderar sobre as vantagens e desvantagens do investimento internacional. Afinal, é preciso saber se a possibilidade de abrir uma conta no exterior está contemplada em seu planejamento financeiro.

Como você acompanhou, o ETF QQQ pode ser uma oportunidade para você investir no mercado norte-americano. Portanto, é interessante analisar suas características de funcionamento para decidir se ele vale a pena para sua estratégia.

Quer entender mais sobre ETFs para investir? Conheça 3 fundos de índice de ouro e prata!

Veja também

botão de concordância

0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.