Renova Invest Facebook

Dividendos sintéticos: o que são e como funcionam?

Dividendos sintéticos: o que são e como funciona?
Dividendos sintéticos: o que são e como funciona?

Como você já sabe, dividendos é um termo financeiro que se refere a uma parcela dos lucros de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas, sendo uma das principais formas para rentabilizar os investimentos no mercado acionário. Mas, você já ouviu falar em dividendos sintéticos?

Os dividendos sintéticos representam uma das estratégias do investidor no mercado de opções, sendo amplamente utilizada durante períodos de desempenho negativo na bolsa de valores.

Neste artigo, vamos explicar esse conceito, como funciona e os riscos envolvidos nessa operação.

O que são dividendos sintéticos?

O dividendo sintético é uma estratégia em que o investidor realiza o lançamento coberto das opções de ações que compõem sua carteira.

Dessa forma, o investidor lança opções de compra sobre suas próprias ações, buscando obter ganhos através do prêmio recebido do comprador da opção lançada, mesmo em períodos de baixa performance da bolsa de valores.

Essa estratégia combina a posse de ações com o uso do mercado de opções para gerar retornos adicionais.

Como funciona?

Primeiramente, é importante entender como funciona a venda coberta no mercado de opções. Nesse sentido, essa estratégia envolve a venda de opções de compra (também conhecidas como “call”) sobre ativos que o investidor já possui em sua carteira.

Por isso, chamamos de “coberta”, pois o investidor já possui o ativo que entregará caso o comprador da opção decida exercer o direito de compra.

Quando o investidor vende uma opção de compra de um determinado ativo, ele está oferecendo a outra pessoa a oportunidade de comprar esse ativo no futuro, a um preço e quantidade acordados no contrato da opção.

Sendo assim, para garantir esse acordo, o comprador da opção deve pagar um prêmio ao investidor vendedor. Vale ressaltar que, o comprador paga para ter o direito de compra do ativo, mas ele não é obrigado a fazer isso. Assim, ao fim do contrato, ele tem a escolha de exercer o direito de compra ou não.

Dessa forma, o prêmio pago é visto como dividendos sintéticos, já que é uma renda extra gerada pela ação que ele já tem em sua carteira e que, possivelmente, continuará sendo sua após o término do contrato da opção.

No final do contrato, podem acontecer duas situações. Sendo a primeira, se o comprador da opção decidir exercer seu direito de compra, o vendedor entrega o ativo pelo preço estabelecido no contrato. Além disso, o vendedor ainda mantém o prêmio que recebeu ao vender a opção inicialmente.

Em outro cenário, se o comprador optar por não exercer seu direito, o vendedor apenas fica com prêmio que recebeu ao vender a opção, e a ação permanece em sua carteira.

Para que serve os dividendos sintéticos?

Os dividendos sintéticos são estratégias utilizadas para tornar mais lucrativa a rentabilidade de investimentos em ativos que ficam parados por um longo período na carteira de um investidor.

Essa tática pode potencializar as estratégias de Buy and Hold adotadas por alguns investidores. Ou seja, adquirir um ativo com o objetivo de mantê-lo a longo prazo, buscando aumentar seu rendimento e valorização no futuro.

No entanto, em curtos prazos, as ações podem não gerar resultados satisfatórios, especialmente quando não pagam dividendos. Nesse contexto, os dividendos sintéticos entram como uma maneira de gerar renda a partir dessas ações no curto e médio prazo.

Quais as vantagens dos dividendos sintéticos?

As estratégias que utilizam o dividendo sintético oferecem algumas vantagens. São elas:

Geração de renda

O principal benefício do dividendo sintético é a geração de renda a partir de uma ação da carteira do investidor, mesmo se as ações não estiverem indo muito bem no mercado. Isso ajuda a melhorar os resultados da sua carteira.

Proteção de carteira (hedge)

Uma outra vantagem é o seu uso como uma estratégia de proteção, chamada de “hedge”, para a carteira de investimentos. Já que, como a venda coberta é feita antes de uma possível recessão nos preços das ações, você mantém os ativos na sua carteira e ainda recebe o prêmio da venda.

Quais os riscos?

É importante ressaltar que também existem riscos envolvidos nesta operação. Confira:

Chances de perdas

Como vimos antes, quando alguém compra uma opção de compra, está adquirindo o direito de, ao final do contrato, comprar as ações pelo preço e quantidade previamente acordados no contrato.

Assim, se as ações valorizarem mais do que o esperado, o investidor que comprou a ação pode decidir exercer esse direito de compra. Neste caso, ele terá que comprar as ações pelo preço estabelecido no contrato, mesmo que o preço atual de mercado seja maior.

Dessa forma, o investidor que vendeu a opção de comprar pode ter um ganho limitado. Já que ele terá que vender as ações por um preço abaixo do valor de mercado.

Falta de liquidez

Com a estratégia de dividendos sintéticos, pode haver problemas de liquidez, já que você está comprometendo as ações que foram oferecidas no contrato.

Isso significa que você se compromete a vender essas ações ao comprador da opção, caso ele decida exercer o direito de compra no futuro. Assim, você não pode vender essas ações até o vencimento do contrato, o que faz com que elas não tenham liquidez.

Perguntas frequentes

O que são dividendos sintéticos?

O dividendo sintético é uma estratégia em que o investidor vende opções de ações que já possui em sua carteira.

Como funciona o dividendo sintético?

O investidor vende opções de compra relacionadas às ações que ele possui em sua carteira. Ao vender essas opções, ele recebe um prêmio dos compradores. Quando o investidor vende uma opção de compra de um determinado ativo, ele está oferecendo a outra pessoa a oportunidade de comprar esse ativo no futuro.

Quais são as vantagens dos dividendos sintéticos?

As vantagens dos dividendos sintéticos incluem a geração de renda a partir de uma ação da carteira do investidor e a proteção da carteira (hedge).

Quais são os riscos?

Os principais riscos do dividendo sintético são as chances de perdas e a falta de liquidez.

Como posso implementar a estratégia de dividendo sintético?

Para implementar a estratégia de dividendos sintéticos, o investidor deve possuir ações em sua carteira e ter conhecimento sobre o mercado de opções.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.