Busca de Artigos no blog

Carteira Recomendada de Ações Internacionais [Julho 2024]

Globo, trazendo o mapa internacional em evidência.
Globo, trazendo o mapa internacional em evidência.

Investir no exterior é uma forma de diversificar riscos e acessar oportunidades que não existem no mercado brasileiro. Se esta é uma estratégia que te interessa, acompanhe nesta página a Carteira Recomendada de Ações Internacionais, atualizada todos os meses.

A carteira é elaborada pelo BTG Pactual, e você pode acessá-las tanto via acesso direto ao mercado americano quanto via BDRs, no Brasil. Se você quiser saber mais, confira este artigo sobre o que são os BDRs.

Confira a seguir.

Objetivo da Carteira

A carteira recomendada de ações internacionais oferece as melhores oportunidades de investimento no exterior e é composta por BDRs. O processo de seleção dos BDRs é realizado pelo time de analistas e estrategistas de Research do Banco BTG Pactual, com base em uma análise conjunta dos fundamentos das companhias e do cenário econômico global.

O objetivo da carteira é superar o BDRX, nosso principal benchmark, o índice de referência da B3 para os BDRs.

Destaques do mês

O mercado passou o último mês absorvendo dados mistos de atividade nos EUA. Alguns indicadores de sentimento ainda reforçam um ambiente de crescimento sólido no 2T24, enquanto certos indicadores de atividade real frustraram no curto prazo (como as vendas no varejo).

Esse cenário tem limitado o apetite ao risco nos mercados, especialmente de ações, e aumentado a pressão sobre a curva de juros, reforçando o cenário de cortes no segundo semestre.

Mercado de trabalho e consumo

Não obstante, o mercado de trabalho permanece saudável, com o payroll registrando um aumento de 272 mil empregos em maio, em um ambiente ainda favorável para manter-se em patamar elevado, aliado a uma taxa de desemprego de 4,0%, nível historicamente baixo.

Adicionalmente, o consumo avançou 0,26% m/m em maio, com contribuição do setor de bens (0,59% m/m) e serviços (0,10% m/m), demonstrando uma dinâmica ainda sólida no curto prazo, porém mais tímida do que o verificado no 1T24 e 4T23.

Prevemos que a demanda doméstica continuará normalizando, com crescimentos mais graduais nos próximos meses, em linha com a exaustão da poupança excedente das famílias, especialmente as de menor renda. Consequentemente, revisamos nossa projeção do PIB do 2T24 para 2,09% t/t anualizado e, somado à revisão baixista do 1T24, ajustamos gradualmente nossa estimativa em 2024 para 2,48%.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Inflação

A inflação, por sua vez, mostrou-se significativamente mais benigna em maio. O deflator do PCE, índice de inflação ao consumidor acompanhado pelo Fed, apresentou deflação de -0,01% m/m em maio, próximo às nossas estimativas (+0,02% m/m). O núcleo avançou 0,08%, também em linha com nossa projeção, ficando abaixo do ritmo médio dos últimos três meses (+0,28% m/m).

Os resultados confirmam a melhora da tendência já sinalizada pelo CPI e evidenciam uma suavização nas principais métricas acompanhadas pelo Fed e pelo mercado, especialmente nas taxas de serviços subjacentes. Antecipamos números baixos para junho e julho, projetando um PCE abaixo da meta na métrica de 3 meses anualizado.

Política monetária

No âmbito da política monetária, entramos no semestre que será marcado pelo ciclo de corte de juros. O Fed reconheceu a retomada do progresso da inflação no curto prazo, mas optou por adotar uma postura cautelosa, não assumindo que essa seja uma tendência garantida.

Na reunião de junho, o FOMC revelou que ainda vislumbra um crescimento sólido da economia americana, projetando 2,1% em 2024 e 2,0% em 2025 e 2026. Contudo, dado o incremento altista nas projeções do núcleo do PCE de 2024 (de 2,4% para 2,8%) e de 2025 (de 2,2% para 2,3%), o comitê elevou a projeção mediana da taxa de juros de 4,6% para 5,1%, sugerindo espaço para apenas um corte de juros este ano.

Powell destacou que os membros do FOMC podem alterar a projeção durante a reunião caso um dado importante seja divulgado, como ocorreu com o CPI apresentado recentemente, embora a maioria não tenha atualizado suas projeções – o que deixa em aberto se a visão apresentada é, de fato, a mais consistente após o CPI de maio mais baixo.

Considerando o posicionamento do banco central, bem como a evolução dos dados recentes (emprego, inflação e crescimento) e nossas projeções, ainda vislumbramos espaço para um início de corte de juros em setembro, seguido de outro ajuste em dezembro, além de quatro cortes adicionais em 2025.

Composição da carteira

Decidimos substituir a Rio Tinto (-3%) por Disney (+3%) em nossa carteira para aumentar a duration do nosso portfólio.

Nosso otimismo com a Disney está baseado em três pilares:

  1. Crescimento das operações de streaming: A expansão contínua das plataformas de streaming da Disney, como Disney+, representa um significativo catalisador, com aumento constante na base de assinantes, receitas recorrentes e ganhos de participação de mercado em relação as plataformas tradicionais de mídia.
  2. Reestruturação corporativa: A empresa está implementando uma reestruturação estratégica, focada na otimização de custos operacionais e maior eficiência operacional dos seus parques temáticos.
  3. Desconto no múltiplo Preço/Lucro: O valuation da Disney, em termos de múltiplo Preço/Lucro, apresenta um desconto de mais de 60% em relação à Netflix para 2024.

Em contraste, a Rio Tinto, apesar de se beneficiar de preços resilientes do minério de ferro, apresenta uma elevada exposição à economia chinesa, e nesse momento estamos privilegiando companhias em nosso portfólio com maior exposição geográfica aos EUA.

Empresa Valor Mercado (US$ bi) Setor BDR EUA (%)
Microsoft 3,322 Tecnologia MSFT34 MSFT 14%
Apple 3,230 Tecnologia AAPL34 AAPL 7%
Nvidia 3,039 Tecnologia NVDC34 NVDA 8%
Alphabet 2,259 Comunicação GOGL34 GOOG 10%
Amazon 2,011 Consumo discricionário AMZO34 AMZN 8%
Meta Platforms 1,279 Comunicação M1TA34 META 8%
TSMC 902 Tecnologia TSMC34 TSM 4%
Eli Lilly 860 Saúde LILY34 LLY 5%
Tesla 631 Consumo discricionário TSLA34 TSLA 2%
Exxon Mobil 516 Energia EXXO34 XOM 5%
Mastercard 410 Financeiro MSCD34 MA 5%
Thermo Fischer 211 Saúde TMOS34 TMO 3%
Disney 181 Comunicação DISB34 DIS 3%
Pfizer 159 Saúde PFIZ34 PFE 4%
Goldman Sachs 151 Financeiro GSGI34 GS 5%
Progressive Corporation 122 Financeiro P1GR34 PGR 3%
Emerson Eletric 63 Indústria E1MR34 EMR 3%
Simon Property 49 Imobiliário SIMN34 SPG 3%
Fonte: BTG Pactual e Bloomberg

Veja, também, as mudanças na carteira recomendada neste mês.


Fonte: BTG Pactual e Bloomberg
Empresa Peso
(Junho/24)
Peso
(Julho/24)
Variação (%)
Microsoft 14% 14% 0,0%
Apple 7% 7% 0,0%
Nvidia 8% 8% 0,0%
Alphabet 10% 10% 0,0%
Amazon 8% 8% 0,0%
Meta Platforms 8% 8% 0,0%
TSMC 4% 4% 0,0%
Eli Lilly 5% 5% 0,0%
Tesla 2% 2% 0,0%
Exxon Mobil 5% 5% 0,0%
Mastercard 5% 5% 0,0%
Thermo Fischer 3% 3% 0,0%
Disney 0% 3% +3,0%
Pfizer 4% 4% 0,0%
Goldman Sachs 5% 5% 0,0%
Progressive Corporation 3% 3% 0,0%
Rio Tinto 3% 0% -3,0%
Emerson Eletric 3% 3% 0,0%
Simon Property 3% 3% 0,0%

Quanto rende a Carteira Recomendada de Ações Internacionais

Em junho, a carteira recomendada de ações internacionais teve uma alta de +12,7%, (vs. BDRX com +12,8%).

Desde o início (14/07/2021), a carteira recomendada apresentou um retorno de 9.8 p.p acima do BDRX.

Ano Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Ano BDRx Acumulado Acumulado BDRX
2021 -0,5% 4,5% 3,4% 6,6% -3,6% 2,7% 13,4% 16,6% 13,4% 16,6%
2022 -10,7% -4,5% -4,9% -2,2% -1,4% 1,3% 6,6% -1,9% -6,5% 2,5% 5,2% -5,4% -21,0% -28,1% -10,4% -16,1%
2023 5,3% -0,7% 1,1% 2,1% 4,8% -1,2% 1,8% 4,7% -2,0% -3,5% 6,7% 4,5% 25,7% 26,9% 12,6% 6,5%
2024 5,1% 7,8% 4,0% 0,6% 6,2% 12,7% 42,0% 41,1% 60,0% 50,2%
Fonte: BTG Pactual e Bloomberg, (*) rentabilidade considerando o último preço de fechamento

Mais carteiras para você explorar

As Carteiras Recomendadas podem ser elaboradas com diferentes objetivos. Selecionamos outras 5 carteiras para você conhecer neste mês.

A escolha de qual carteira seguir depende de critérios como seus objetivos financeiros e do seu perfil de risco.

Está na dúvida sobre qual é a melhor opção para investir? Agende uma reunião com nosso time de especialistas e faça uma avaliação gratuita da sua carteira de investimentos.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.