Em um país com atividades empreendedoras cada vez mais em alta, é esperado que existam nomes notáveis entre as quase 19 milhões de companhias ativas, certo? Tratam-se das empresas de grande porte, que acumulam uma maior quantidade de dinheiro e atraem os investidores.

Como será que essas empresas suprem suas necessidades bancárias? Nesse sentido, é interessante conhecer o corporate banking ou segmento de banco corporativo. Ele é voltado a atender empresas públicas e privadas que movimentam muito dinheiro e lidam com processos legais diversos.

Saiba mais sobre o papel do corporate banking no atendimento das large corporations (grandes empresas) e entenda qual sua importância!

O que é o corporate banking?

Existem alguns segmentos de bancos no Brasil. O mais famoso é o Banco Comercial (em inglês, Commercial Bank). Ele é uma instituição financeira voltada ao fornecimento de banking services (serviços bancários) básicos ao brasileiro. Por exemplo, conta corrente e poupança.

Além dele, há o Banco de Investimentos. Ele atende pessoas físicas e jurídicas. Conforme o nome indica, esse tipo de instituição fornece produtos voltados aos investidores. Por fim, temos o menos conhecido pela população em geral: o corporate banking.

Apesar de ser o segmento mais lucrativo, ele é voltado apenas para companhias públicas e privadas de grande porte. Por conta do maior volume financeiro, elas necessitam de serviços especiais e, até mesmo, personalizados.

É possível que uma instituição financeira oferte mais de um segmento por vez. Logo, existem bancos no mercado que atendem segmentos de Banco Comercial, de Investimentos e Corporativos ao mesmo tempo. Contudo, encontram-se também bancos exclusivamente corporativos.

Como ele funciona corporate banking e quais serviços oferece?

Por lidarem com grandes quantias de dinheiro e com responsabilidades legais diversas, os corporate bankings precisam fornecer serviços diferenciados.

Além de um atendimento dedicado e ágil, alternativas como opções especiais de crédito e investimento também estão inclusas.

Alguns dos serviços fornecidos por esse tipo de instituição financeira serão abordados a seguir!

Captação de recursos

Independentemente do porte de uma organização, é comum que ela busque por alternativas na hora de financiar seus projetos. Porém, nem sempre as grandes empresas se interessam por empréstimos bancários.

Nesse momento, o corporate banking intervém, aplicando estratégias de captação de recursos capazes de satisfazerem as necessidades da companhia. Uma delas é a emissão de títulos de dívida. Ou seja, as Debêntures. Outra é por meio da emissão de Ações.


De maneira geral, os bancos corporativos contam com a expertise necessária para ajudar os clientes a atingirem seus objetivos. Logo, eles têm boas práticas de corporate financing (finanças corporativas). E, para isso, tendem a considerar as necessidades individuais.

Crédito corporativo

Como apontado, não é sempre que as grandes empresas buscam por empréstimos. Contudo, essa é uma possibilidade — também abordada pelo serviço de corporate banking.

O crédito corporativo, ou os financiamentos, são feitos com condições especiais para os clientes. Afinal, por movimentarem uma grande quantidade de dinheiro, contam com condições melhores. Entre elas, é possível citar juros menores e maiores prazos de pagamento.

Assessoria operacional

Administrar uma empresa de grande porte tende a ser desafiador. Pense, por exemplo, em processos de Mergers and Acquisitions (M&A ou fusões e aquisições). Eles se tratam de fusões entre companhias ou aquisições que visam melhores resultados.

Esse tipo de operação movimenta altos volumes financeiros, dados e informações sigilosas. Assim, além de profissionalismo, é preciso investir em segurança. O corporate banking também pode ajudar nesse sentido.

Eles lidam com as questões burocráticas dos vastos processos envolvidos nos M&A, como Valuation e Due Dilligence, entre outros.


O primeiro diz respeito à avaliação de receitas, custos, projeções financeiras e custos das empresas envolvidas. Já o segundo diz respeito à observação de oportunidades, risk management (gestão de risco) e outras questões relacionadas à transação.

Investimentos

Uma parte do dinheiro das empresas que não é utilizado para transações imediatas pode ser investido.  Em vista disso, os profissionais dos bancos corporativos podem ofertar serviços de Investment Banking (Bancos de Investimento).

Assim, minimizam as chances de que o dinheiro em caixa dos clientes se desvalorize. É possível que as empresas invistam tanto em renda fixa quanto variável.

Soluções financeiras em geral

Como o papel desse tipo de serviço é facilitar a vida dos donos e gestores de grandes organizações, os corporate bankings ofertam diferentes tipos de serviços gerais. Um exemplo prático inclui a facilitação de transações nacionais e internacionais.

Pequenas e médias empresas podem contar com o corporate banking?

Conforme percebido, a ideia é dedicar uma instituição ou setor da instituição somente às grandes companhias, levando personalização a elas. Portanto, as empresas de médio e pequeno porte não costumam ser atendidas por esse tipo de segmento.

No caso delas, o indicado é buscar por bancos com que ofertem contas jurídicas. Existem muitos no país e, certamente, um deles será interessante para o negócio.

Por que vale a pena conhecer essa área do mercado financeiro?

As grandes empresas são frequentes alvos dos investidores. Em especial, aquelas que são registradas como companhias abertas na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ao realizar a Oferta Pública Inicial de Ações (Initial Public Offering), a empresa inicia a captação de recursos na bolsa.

Portanto, isso significa que é possível investir nelas, tornando-se sócio e aproveitando os benefícios dessa decisão. Claro, para que isso realmente seja proveitoso para o investidor, é preciso que ele conheça seu perfil e objetivos — além de avaliar a companhia.

Em meio a todo esse processo, entender como as grandes empresas lidam com seus próprios serviços bancários pode ajudar. Desse modo, o investidor consegue compreender mais sobre os movimentos do mercado financeiro.

Por isso, conhecer o segmento de bancos corporativos pode ser interessante, trazendo uma visão mais ampla ao investidor sobre o funcionamento e a dinâmica das organizações em que investe ou pode vir a investir.

Por fim, os investidores que já são ou têm planos de se tornarem grandes empresários podem um dia aproveitar os serviços do corporate banking. Como você pode ver, há diversos motivos para buscar manter-se informado sobre o tema!

Conhece uma ou mais pessoas que podem se beneficiar do tema abordado neste conteúdo? Então que tal compartilhá-lo em suas redes sociais e levar essas informações até eles?