Investir em FIP (Fundo de Investimento em Participação) pode ser uma alternativa para os investidores que buscam, além de lucrar, também se envolver na tomada de decisão das empresas nas quais investem. Nesse sentido, é interessante conhecer o FIP BDIV11 .

Os FIPs, de modo geral, têm um funcionamento diferente de outros fundos. Isso porque investem em empresas menores, com foco na participação da gestão dela. Assim, seus resultados dependem do trabalho realizado pela gestão do fundo nos negócios.

Para compreender o FIP de infraestrutura do BTG Pactual, é importante conhecer mais detalhes. Dessa maneira, vale a pena conferir as informações deste conteúdo.

Boa leitura!

O que é um FIP?

O FIP, assim como outros tipos de fundos, é uma modalidade de investimento que reúne os investidores em torno de um objetivo em comum. Desse modo, ele representa uma comunhão de recursos.

Mas, apesar de suas semelhanças a outros fundos, eles contam com algumas características específicas. A principal delas é o fato do intuito dos FIPs ser a participação na tomada de decisão das companhias nas quais investem.

Assim, o fundo conta com efetiva influência na gestão e na definição estratégica dos negócios. Além disso, diferentemente de outros veículos de investimento desse tipo, eles podem investir tanto em empresas de capital aberto quanto fechado.

Enquanto as primeiras abrem seu capital para investimentos do público em geral, as segundas os limitam a poucos acionistas. Também é possível encontrar FIPs que investem em sociedades limitadas em fase de desenvolvimento.

Como o FIP funciona?

Agora que você sabe o que é FIP, é hora de conhecer algumas de suas principais características. Confira!

Composição

Esses fundos são constituídos sob a forma de condomínio fechado. Ou seja, em um formato em que as cotas só são resgatadas no término da duração do investimento. Em alguns casos, o fechamento também pode se dar por decisão da assembleia de cotistas.

Em termos de composição do portfólio, diversos ativos podem estar contidos em um FIP. Alguns deles são as Ações, Bônus de Subscrição e Debêntures Conversíveis.


Papel do gestor

Os FIPs são geridos e administrados, como os demais fundos. Mas a atuação dos gestores também é um pouco diferente. Ele não se limita a escolhas os investimentos.

O profissional também tem o papel de indicar membros para o conselho administrativo das organizações e participar da gestão do negócio.

Finalidade

Por seu funcionamento, os FIPs não focam apenas na oportunidade de lucro sobre os resultados da empresa. Eles atuam diretamente para obter esse lucro, pois o gestor e o fundo em geral exercem influência sobre as decisões importantes do negócio.

Tipos

Por fim, existem 4 principais tipos de FIP. São eles:

  • capital semente, que investe em companhias com receita bruta anual limitada a, em média, 16 milhões de reais;
  • empresas emergentes, que limita o investimento a organizações com receita bruta anual de até 300 milhões de reais;
  • infraestrutura, que direciona a comunhão de recursos de seus cotistas a companhias que atuam no segmento de infraestrutura (FIP-IE);
  • multiestratégia, que, conforme o nome indica, pode apresentar diversas estratégias.

Dentro do tipo FIP-IE, são permitidas classes de ativos de infraestrutura em energia, saneamento, transporte, água e outros setores.

O que é o BDIV11?

Depois de saber mais sobre os FIPs, você pode conhecer o FIP de infraestrutura do BTG Pactual. Em meados de outubro de 2020 o banco de investimentos anunciou a oferta pública de distribuição primária de cotas do FIP BTGDV IE (de código de negociação BDIV11).


Ele é um Fundo de Participação que atua no setor de energia. Como os demais FIPs, é direcionado aos investidores qualificados. Ou seja, profissionais certificados do mercado financeiro ou aqueles que possuem mais de 1 milhão de reais em investimentos no mercado.

Além disso, este investimento visa o médio e longo prazo. Conheça outras características importantes acerca do FIP BDIV11 :

Gestão e administração

Sua gestão e administração são feitas pela instituição financeira BTG Pactual.

Como estratégia de gestão, os investimentos seguem os princípios e diretrizes ESG (Environmental, Social and Governance). O intuito é incorporar boas práticas ambientais, sociais e de governança,

Prazo

Seu prazo de duração é de 30 anos, buscando levar os aos cotistas a valorização das cotas. Esse período pode ser prorrogado. Por ser constituído em forma de condomínio fechado, ele não permite resgates antecipados.

Taxa de administração

Todo Fundo de Investimento requer o trabalho de um gestor e de outros profissionais, que geralmente são remunerados por taxas cobradas. A principal é a taxa de administração.

O FIP BTGDV IE apresenta essa cobrança, que é calculada sobre o patrimônio líquido ou valor de mercado (o que for maior).

Critérios de elegibilidade

A estratégia do Fundo BDIV11 conta com permissões e proibições. Desse modo, na composição do fundo, são permitidas empresas que:

  • são 100% operacionais;
  • atuam com geração a gás;
  • contam com boas práticas ambientais em termos de água e saneamento;
  • usam energias renováveis, como hídrica, eólica e solar.

Por outro lado, não são permitidas as empresas que:

  • contam com ativos não operacionais;
  • usem geração a carvão, óleo ou nuclear;
  • distribuam energia.

Vale a pena investir no BDIV11?

Para entender se vale a pena ou não investir no FIP BDIV11 , é interessante considerar alguns fatores sobre ele. O primeiro é o fato de os Fundos de Investimento em Participação estarem contidos na classe de investimentos da renda variável.

Além disso, como se trata da participação em empresas menores, a exposição ao risco é maior. Outra característica importante é que são direcionados apenas aos investidores qualificados, como você viu.

Por outro lado, há a vantagem de contar com profissionais experientes e ter estratégia voltada para os critérios ESG. Isso faz com que o fundo caminhe junto às tendências do mercado. Assim, pode ser uma oportunidade de diversificação à carteira do investidor.

Contudo, a resposta sobre valer a pena depende da análise individual. Você deve conferir se o investimento se alinha ao seu perfil e objetivos.

Conhecer as informações que viu aqui e avaliando suas necessidades e expectativas você poderá tomar as melhores decisões para si. Analise o BDIV11 e veja se ele pode fazer sentido para o seu caso!

Se interessou pelo FIP BTGDV IE ou quer conhecer investimentos alinhados às suas necessidades? Então entre em contato com a Renova Invest agora mesmo!