Conheça o FIP BRZP11 (BRZ Portos)

Os Fundos de Investimento em Participações são diferentes da maioria dos fundos de investimento que encontramos no mercado. Um FIP pode comprar ações de companhias de capital aberto, debêntures conversíveis, bônus de subscrição, mas também pode investir em empresas de capital fechado.

De maneira geral, o objetivo de um FIP é participar do processo de decisão das empresas nas quais ele investe. O fundo, portanto, visa obter influência na definição da política estratégica e na gestão das companhias que fazem parte do seu portfólio.

No mercado brasileiro, o FIP BRZP11 (BRZ Portos) é um dos principais FIPs disponíveis aos investidores qualificados atualmente.

Quer saber mais sobre este Fundo de Investimento em Participações? Então siga a leitura deste artigo e conheça o BRZP11!

FIP BRZP11

O BRZ Infra Portos FIP-IE é um Fundo de Investimento em Participações que tem como objetivo investir no Porto de Itapoá, adquirindo 22,9% de participação no empreendimento, de forma indireta, por meio da empresa Portinvest Participações S.A.

Compõe-se sob a forma de condomínio fechado, com prazo de 30 anos, que pode ser prorrogado por mais 30 anos.

Conhecendo o BRZP11

O nome do fundo é BRZ Infra Portos Fundo de Investimentos em Participações em Infraestrutura. No mercado brasileiro, é negociado sob o ticker BRZP11. E a gestão é feita pela BRZ Investimentos Ltda.

Trata-se de um fundo de investimento direcionado a investidores qualificados. Ou seja, para aqueles que possuem mais de um milhão de reais comprovadamente investidos ou para investidores profissionais – com certificação no mercado financeiro.

No BRZP11, há regras de limite de concentração de cotas: o fundo deve ter, no mínimo, cinco cotistas, sendo que cada um deles não pode deter mais do que 25% das cotas emitidas pelo fundo ou auferir rendimento superior a 25% do rendimento total do fundo.

Como visto, o fundo tem como objetivo a aquisição de valores mobiliários ligados ao setor portuário – e foi o primeiro fundo de infraestutura negociado em bolsa lançado pela BRZ Investimentos, gestora fundada em 2005.

O fundo tem participação indireta no Porto de Itapoá, considerado um dos maiores e mais eficientes terminais portuários de contêineres do Brasil.

Ainda, vale ressaltar que a gestora BRZ participa ativamente do processo de decisão da companhia, exercendo influência nas políticas estratégicas, financeiras e administrativas.

Rendimento do fundo

Quem investe no FIP BRZP11 como pessoa física fica isento do Imposto de Renda e os ganhos de capital estão sujeitas à alíquota zero. Por outro lado, quem investe como pessoa jurídica, estará sujeito à incidência de 15% sobre os rendimentos auferidos.

Os estudos da gestora a respeito do BRZ Portos preveem um cenário de rendimentos bastante interessantes para os investidores no futuro – especialmente a partir de 2026. Neste ano, a expectativa é que o dividend yield do fundo alcance uma performance entre 9,3% e 10,8%.

Portfólio do fundo

Como citado, o BRZP11 investe no Porto de Itapoá, que é um terminal de uso privado voltado à movimentação de contêineres, administrado pela Portinvest e Aliança Administração de Imóveis e Participações Ltda. O porto está localizado no litoral norte de Santa Catarina, e a BRZ Investimentos passou a ter participação no porto em 2007.

Vale, ainda, citar algumas características importantes do Porto de Itapoá. Trata-se de um terminal localizado no interior da Baía da Babitonga, a menos de 80km de Joinville (maior cidade de Santa Catarina) e a140km da capital paranaense, Curitiba.

A localização oferece inúmeras vantagens operacionais para o terminal, pois apresenta clima favorável e com uma frequência de interrupções menor na comparação com outros grandes terminais do país. Além disso, há um projeto de ampliação do canal para que navios maiores possam atracar na região no futuro.

Vale a pena investir?

O BRZP11 pode ser uma boa opção para quem deseja se expor ao setor portuário e acredita que há oportunidades de lucro no comércio internacional brasileiro – especialmente no âmbito dos portos.

Além disso, este FIP pode ser mais indicado para investidores que desejam ter um ganho de capital na valorização das cotas ao longo do tempo e que não estão preocupados com a baixa distribuição de dividendos no curto prazo.

Logo, o FIP BRZ Portos pode ser um investimento mais adequado para quem deseja investir visando o longo prazo.

Concluindo

Como você pode perceber, os FIPs podem, de maneira geral, ser interessantes para investidores qualificados que desejam diversificar suas carteiras. E, por essa razão, se você for um investidor qualificado, pode valer a pena conhecer as oportunidades disponíveis no mercado.

Para conhecer todos os Fundos de Investimento em Participações disponíveis na bolsa de valores brasileira basta clicar aqui.

Quer saber mais informações sobre o BRZP11 (BRZ Portos) e conhecer outros FIPs disponíveis no mercado brasileiro? Então entre em contato conosco  e conte com a nossa ajuda para escolher os melhores investimentos para o seu perfil!

Deixe uma resposta