O mercado de ETFs está aquecido no Brasil e as possibilidades para investir em fundos de índice são cada vez maiores. Assim, quem busca uma alternativa de investimento internacional para compor a carteira precisa conhecer as características do WRLD11.

Por investir em empresas do mundo todo, o fundo de índice engloba mercados desenvolvidos e emergentes. Portanto, pode ser uma forma de ter diversificação geográfica no portfólio de investimentos.

Quer saber mais sobre essa oportunidade? Continue a leitura e conheça as principais características e particularidades do WRLD11.

Confira!

O que é um ETF?

Antes de saber mais sobre o WRLD11, é importante entender o que é um ETF. A sigla significa exchange traded fund, que pode ser traduzida como fundo de índice. Trata-se de um fundo de investimento que visa replicar o desempenho de um indicador financeiro nacional ou internacional.

O patrimônio do fundo é administrado por um gestor profissional, mas a gestão é passiva. Isso significa que o gestor fará as negociações de forma que o ETF siga a performance de um índice predeterminado. Logo, o objetivo não é buscar um desempenho acima do mercado.

Já a administradora do ETF deve comunicar ao mercado diversas informações relevantes, como composição da carteira, objetivos e índice de espelhamento. Com base nos dados divulgados, os investidores podem analisar as características do fundo antes de investir.

Nesse sentido, é importante saber que o aporte é feito por meio da aquisição de cotas. Outra característica dos ETFs é ser do tipo condomínio fechado, o que significa que após a oferta inicial, eles são negociados apenas no mercado secundário.

Por ser uma alternativa negociada na bolsa de valores, as cotas passam por movimentações de preços devido à lei de oferta e demanda e às movimentações de seu patrimônio.

O que é o WRLD11?

Depois de saber mais sobre os ETFs, você pode conhecer mais sobre o WRLD11. Afinal, é fundamental conhecer as características das alternativas disponíveis para investimento para tomar decisões mais acertadas.

O WRLD11 foi lançado em outubro de 2021, sendo negociado na bolsa brasileira (B3). Ele replica o fundo de índice mundialmente conhecido Vanguard Total World Stock (VT), que está listado na bolsa de Nova Iorque.

Vale saber que, nos Estados Unidos, o VT possui cerca de US$ 30 bilhões sob gestão e investe em mais de 9 mil empresas do mundo todo.


Como funciona esse ETF?

Para entender como funciona esse ETF, é preciso conhecer o índice de referência utilizado. O WRLD11 segue o FTSE Global All Cap Net TR US RIC.

Ao todo, o fundo investe em 11 setores distintos, como consumo cíclico, serviços financeiros e cuidados de saúde. Entretanto, a maior parte do seu patrimônio está alocada em empresas de tecnologia.

Na prática, o índice de referência inclui companhias de pequeno, médio e grande porte, envolvendo mercados desenvolvidos e emergentes. Em relação à diversificação cambial, a maior exposição do ETF é ao dólar, seguido do euro. Porém, é possível se expor a 10 moedas por meio do WRLD11.

Outra informação importante quando se trata de fundos de investimento é a taxa de administração. Em 2021, ela era de 0,30% ao ano para o WRLD11. Considerando o fundo de índice-alvo, a taxa chega a 0,38% ao ano, no total.

Esse ETF tem como gestora a Investo Gestão de Recursos. Já o administrador do fundo é o Banco BNP, enquanto o custodiante é Paribas Brasil S.A.

Quais são as vantagens e desvantagens dos ETFs?

Ter ETFs na carteira de investimentos, como o WRLD11, pode representar diversas vantagens, mas também há desvantagens que devem ser consideradas. Então vale a pena conhecê-las para avaliar melhor a alternativa.

Um dos principais benefícios desses investimentos é a praticidade. A negociação dos ETFs é feita em reais na própria bolsa de valores. Logo, não é necessário ter conta em instituições estrangeiras e fazer o câmbio de moedas. Isso também reduz a burocracia do processo.

Outra vantagem está ligada à exposição cambial, pois esse ETF replica um índice internacional. Portanto, parte da sua carteira estará dolarizada e protegida contra a desvalorização do real.

Também há o benefício de se expor a diversos setores e empresas do mundo, sem a necessidade de escolher os ativos individualmente. Dessa forma, sua carteira não fica concentrada nos riscos de um determinado segmento ou organização.

Por outro lado, com o investimento em ETF, você se expõe à composição do índice espelhado. Outra desvantagem está relacionada à renda variável. Nessa classe, o investidor não consegue projetar seus lucros ou prejuízos, existindo riscos de perdas financeiras.

Quando investir em WRLD11?

Antes de investir em WRLD11, é fundamental conhecer o funcionamento dos ETFs e analisar a estratégia do fundo. Também é importante considerar o seu perfil de investidor e os seus objetivos financeiros.

Afinal, os ETFs tendem a ser mais adequados para objetivos de longo prazo, então suas metas devem estar alinhadas a essa questão. Outro ponto relevante é ter um bom planejamento financeiro e uma reserva de emergência. Assim, é possível manter aportes frequentes e evitar resgates em momentos desfavoráveis.

Como investir em ETF?

Ficou interessado em investir em WRLD11? Então saiba que é necessário ter conta em um banco de investimentos para fazer seus aportes. Com isso, você pode acessar o home broker para conferir as possibilidades da bolsa e efetivamente alocar seus recursos.

Após abrir a conta, transfira os recursos que você deseja investir, considerando a parcela do seu capital destinada ao ETF em questão. Depois, busque pelo ticker WRLD11 e selecione quantas cotas pretende adquirir e o preço.

Por fim, confira todas as informações e emita a ordem de compra. O processo será concluído quando houver correspondência com uma ordem de venda com cotação igual ou menor. Após o prazo de liquidação, as cotas estarão disponíveis na sua carteira.

Agora você conhece o ETF WRLD11 e pode analisar se vale a pena investir nessa alternativa e se expor ao mercado global. Para isso, considere o seu perfil e seus objetivos financeiros. E, se restarem dúvidas, você pode recorrer a uma assessoria de investimentos para esclarecê-las.

Se você quiser saber mais sobre os ETFs ou outras possibilidades de investimentos, entre em contato conosco e fale com um de nossos assessores!