Quem busca meios de investir com uma gestão profissional, diversificação e foco em empresas com potencial de crescimento pode se interessar pelo SHOT11. Ele é um ETF listado na B3, mas que se expõe a ações de empresas norte-americanas.

Para avaliar se esse investimento faz sentido para sua carteira, é fundamental saber mais sobre ele. Dessa forma, o investidor deve entender o que é um ETF e como ele funciona, além das principais caraterísticas do SHOT11.

Quer conhecer todas essas informações? Neste conteúdo, você descobrirá como funciona o SHOT11 — composto pelas empresas mais inovadoras. Acompanhe!

O que é um ETF?

Antes de conhecer as principais características do SHOT11, você precisa saber o que é um ETF. Os exchanges traded funds, também chamados de fundos de índice, são veículos do mercado financeiro que proporcionam uma forma de investimento coletivo.

Eles são um tipo de fundos de investimento cujo principal objetivo é refletir os resultados de um índice do mercado. Assim, são lançados com uma estratégia e composição de carteira determinadas e devem atualizá-la de acordo com o indicador.

O patrimônio do fundo é administrado por um gestor profissional que tem a responsabilidade de aplicar a estratégia, movimentar os recursos e atingir os objetivos. Por sua vez, os investidores interessados em participar do veículo podem comprar cotas.

Elas representam a menor parte do patrimônio do fundo e, no caso dos ETFs, são negociadas no ambiente da bolsa de valores, a B3. Logo, o seu preço varia conforme os resultados obtidos pelos fundos e a lei da oferta e demanda.

Dessa maneira, o ETF costuma compor o seu patrimônio com os mesmos ativos da carteira teórica do índice alvo. Então conseguem refletir os seus resultados com precisão, proporcionando aos investidores a exposição indireta.

O que é o SHOT11?

O SHOT11 é o código de negociação, conhecido como ticker, do ETF chamado It Now S&P Kensho Moonshots Fundos de Índice. As suas cotas são negociadas na bolsa de valores brasileira e podem ser adquiridas por investidores em geral.

O índice alvo desse ETF é o S&P Kensho Moonshots, calculado pela instituição norte-americana S&P, que também é responsável por outros índices famosos. O mais importante deles é o S&P 500, que acompanha a variação dos preços das 500 empresas mais negociadas dos Estados Unidos.

Esse ETF foi lançado em 23 de junho de 2021 e é administrado pelo Itaú Unibanco S.A. Desde então, os investidores podem adquirir cotas e negociá-las no mercado secundário da bolsa para acompanhar as variações do índice alvo.

Qual é a composição desse ETF?

Para atingir seu objetivo, ou seja, replicar o índice alvo, a principal estratégia do SHOT11 é investir nas ações que compõem esse indicador. Elas são negociadas em bolsas internacionais, principalmente nas bolsas dos Estados Unidos.

Portanto, para entender a composição da carteira do SHOT11, é fundamental conhecer o índice que serve de parâmetro para o portfólio.

Acompanhe:

O S&P Kensho Moonshots Index

O índice S&P Kensho Moonshots tem o objetivo de acompanhar o desempenho de 50 ações das bolsas norte-americanas. Elas são classificadas conforme uma pontuação em inovação em fase inicial, sujeitas a critérios de capitalização e liquidez.

Essa pontuação é medida conforme uma combinação de recursos que uma empresa aloca à inovação. Ainda, é considerado o grau em que reforça a cultura e missão como inovadoras, considerando informações da própria empresa.

Desse modo, além de ter como critério o valor de mercado e liquidez, é preciso que o negócio apresente números positivos em pesquisa em desenvolvimento. Além disso, é considerada a receita obtida pela empresa conforme seu balanço patrimonial.

Com isso, a carteira teórica do índice é composta pelas 50 empresas inovadoras e com bom potencial de crescimento e aumento de capitalização. O setor com maior representação nesse índice é o de tecnologia da informação, seguido pela área da saúde e bens industriais.

Além das ações do índice, o SHOT11 também pode adotar medidas para proteger o capital em relação ao câmbio. Ele pode se posicionar em compra de contratos futuros de dólar, por exemplo, além de outras estratégias de forma minoritária.

Quais as vantagens e riscos de investir em SHOT11?

Depois de conhecer essas informações sobre o SHOT11, é importante entender as vantagens e riscos de investir nessa alternativa. Assim, você pode avaliar a oportunidade e decidir se ela vale a pena para o seu caso.

Um benefício do investimento em ETFs é a possibilidade de diversificação da carteira de maneira simples. Como eles buscam acompanhar índices financeiros, o patrimônio costuma ser composto por diversos ativos, títulos e outras alternativas.

Em alguns fundos de índice, como no SHOT11, há também setores variados. Assim, os resultados não ficam atrelados a apenas um investimento ou segmento do mercado. Isso ajuda a aumentar a segurança.

Outra vantagem está na gestão. Ela traz praticidade, já que as movimentações e negociações são feitas por profissionais experientes no mercado.

Em relação aos riscos do SHOT11, é preciso considerar o risco de mercado. Como as empresas que compõem o índice têm mais potencial de rentabilidade, os riscos também são mais elevados. Dessa maneira, há maiores oscilações.

Portanto, é preciso avaliar se o risco desse investimento está dentro do seu perfil de investidor. Nesse momento, considerar dados históricos e relatórios de analistas pode oferecer uma boa base de informações para a avaliação do investimento.

Como investir em ETFs?

Se você ficou interessado no investimento em ETFs como o SHOT11, o primeiro passo para fazer o aporte é abrir uma conta em um banco de investimentos. Para isso, escolha instituições com experiência no mercado e segurança, como o BTG Pactual — o maior banco de investimentos da América Latina.

Lá você terá acesso ao home broker, uma plataforma para acessar os ativos e veículos da bolsa de valores. Assim, poderá pesquisar pelos tickers, conferir a cotação e emitir a ordem de compra da quantidade de cotas desejadas.

Lembre-se de sempre pautar suas decisões de investimento no seu perfil e objetivos financeiros. Por isso, considere riscos, prazos e formas de investimento para buscar alcançar os seus sonhos e ter uma carteira com riscos adequados a você.

Pronto! Agora você já conhece o SHOT11 e suas principais características. Vale lembrar que esse ETF foi lançado em 2021, mas o índice que ele segue já possui algum tempo de mercado. Assim, analisar seu desempenho e outras informações é importante para tomar decisões mais sólidas.

Quer contar com uma assessoria para ter mais suporte ao fazer investimentos? Então entre em contato com a Renova Invest!

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!