O que é e como usar a média móvel em suas suas operações
O que é e como usar a média móvel em suas suas operações

O que é e como usar a média móvel em suas operações?

O mercado financeiro pode ter um comportamento volátil, com diversas mudanças de preço dos ativos e derivativos em um mesmo pregão. Assim, na hora de realizar operações de especulação no curto prazo, ter dados é importante. Então vale a pena considerar o uso da média móvel.

Trata-se de um cálculo relativamente simples, mas que permite acompanhar as tendências do mercado. Ainda que apresente uma pequena defasagem, já que utiliza os valores históricos, o indicador pode embasar decisões.

Para explorar a ferramenta a favor da sua tomada de decisão, conheça melhor essa média e aprenda a usá-la!

O que é a média móvel?

Um dos principais objetivos do trader é acompanhar os preços de ativos e derivativos, certo? A média móvel nada mais é que um cálculo da média de preços em determinado período — e que se move conforme novos dados ficam disponíveis.

Assim, a média móvel é útil para verificar como a cotação de um ativo ou derivativo se comportou em um intervalo de tempo. É possível, por exemplo, conferir a média dos preços apresentados nos últimos 10 dias, ou em algumas semanas, meses etc.

Como ela funciona?

No momento de utilizar o indicador ou entender o conceito, é essencial saber que não existe apenas um tipo de média móvel.

A classificação mais comum é a média móvel simples, com uma fórmula pouco complexa. Basicamente, basta fazer a média simples no período de interesse. Depois, o resultado é dividido com igualdade de peso.

Há, também, a média móvel exponencial. Ela parte da média móvel simples anterior, mas faz uma divisão ponderada. Nesse caso, os preços mais recentes recebem um peso maior no cálculo, enquanto os mais antigos recebem peso menor.

Para compreender melhor o funcionamento, considere o mercado de Ações. Um dos jeitos de identificar o comportamento histórico dos preços é ao fazer a média móvel com base nas cotações do fechamento do pregão ou da abertura no período de interesse.

Como a média móvel auxilia a análise técnica?

Com foco no mercado financeiro, esse cálculo pode ser bastante útil para a realização de uma análise técnica. Por meio da avaliação das médias móveis, o objetivo é entender o comportamento atual do preço e quais são as tendências demonstradas em um curto período.

Sendo assim, é uma forma de conferir o comportamento de ativos ou derivativos e, ao mesmo tempo, excluir impactos pontuais. Afinal, você não precisa adotar todos os preços dos pregões e uma alteração atípica em um dia não afetará tão diretamente a avaliação.

É diferente de apenas considerar a média de preços, porque o indicador se move. Desse modo, contempla alterações que acontecem com o tempo. Para o trader, é uma maneira interessante de focar nos dados de negociação para fazer escolhas.

Na prática, a média móvel pode favorecer a sua tomada de decisão e ajudar a definir se é o momento de comprar ou de vender Ações de interesse, por exemplo. Ao analisar o histórico de preços, o especulador pode observar possíveis tendências.

Quando vale a pena usá-las?

Adotar tal indicador é mais oportuno diante de situações de especulação. Afinal, ele não é usado para apontar fundamentos do negócio e, sim, comportamentos específicos quanto aos preços de negociação.

Para quem faz day trade ou se encaixa no perfil de trader e deseja começar a operar, usar esse tipo de cálculo faz a diferença.  Assim, por estar ligada à especulação, é comum usar a média móvel em operações de curto e curtíssimo prazo.

Com o apoio dos gráficos e de outras informações, é possível definir melhor suas operações. No geral, o uso da média móvel faz mais sentido em mercados com tendências bem definidas e que possam ser facilmente identificadas.

Além disso, é uma ferramenta indicada para desconsiderar variações de preço que não representam o movimento real do mercado, o que pode ajudar na tomada de decisão. Mas vale destacar que a média móvel não deve ser o único indicador utilizado.

Como usar as médias móveis?

Depois de entender que a avaliação de média móvel é recomendada para a especulação, é preciso saber como realizá-la. Assim como estratégias de investimento demandam uma análise fundamentalista, a realização de operações de curto e curtíssimo prazo depende de ferramentas.

Primeiramente, é possível notar o comportamento das cotações segundo as médias verificadas. Se os preços apresentam um crescimento contínuo ao longo das últimas medições, o ativo pode estar em uma tendência de alta, por exemplo.

Se, na avaliação gráfica, as médias estiverem em declínio, pode significar que os ativos ou derivativos estão desvalorizando no período em questão. Quanto maior for o número de períodos considerados na média móvel, maior é o horizonte de análise.

Assim, o ideal é que cada trader avalie qual intervalo de tempo pretende analisar. A seguir, veja mais detalhes de como utilizar as médias moveis:

Cruzamento de médias móveis

Na identificação de tendências, o cruzamento entre médias móveis pode ser uma alternativa capaz de oferecer informações relevantes. Nesse caso, utilizam-se médias de comprimentos diferentes.

Se a mais curta cruzar a mais longa para baixo, significa que há chances de o preço cair. Já se a mais curta cruzar acima da mais longa, pode ser sinal de que há uma tendência de alta. Contudo, lembre-se de que não há garantias. É interessante confirmar a análise com outros indicadores.

Suporte e resistência

Assim como acontece com outras ferramentas e dispositivos da análise técnica, como as Bandas de Bollinger, a média móvel pode ser útil para indicar o surgimento de suporte ou de resistência. Nesse caso, é mais comum utilizar a média móvel de 200 dias.

O seu comportamento no gráfico pode indicar onde estão os pontos de suporte e de resistência. Isso permite identificar os limites dos preços de negociação nas operações, o que ajuda a tomar decisões sobre quando comprar e quando vender.

A adoção da média móvel é especialmente útil em operações de especulação com curto e curtíssimo prazo. Ao utilizá-la, é importante avaliá-la de maneira contextual e com estratégia. Assim, será possível ter mais informações sobre a situação do mercado e suas tendências!

Como o recomendado é usar mais de um indicador para basear sua avaliação, veja quais são os principais indicadores da análise técnica!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.