Busca de Artigos no blog

Fundo ativo: entenda como funciona esse fundo

fundo ativo
fundo ativo

Entre as alternativas do mercado financeiro, os fundos de investimento costumam ser considerados práticos e, muitas vezes, mais acessíveis. Porém, como podem ter diferentes estratégias, é necessário conhecer suas características. Um exemplo é o fundo ativo, que tem uma gestão mais atuante.

Isso pode influenciar, até mesmo, na taxa de administração do fundo. Por isso, é importante conhecer o funcionamento desse tipo de fundo para saber o que ele pode oferecer de diferencial para o investidor.

Neste artigo, você entenderá como é o funcionamento do fundo ativo, sobretudo quando comparado ao fundo passivo. Vamos lá?

O que é fundo ativo?

Um fundo de investimento ativo é aquele que tem uma gestão ativa para a alocação dos recursos. Ou seja, ele possui um gestor ou uma equipe que faz análises das melhores alternativas para compor o portfólio e gerenciar o fundo.

Nesse caso, o objetivo do gestor profissional é conquistar retornos que superem o benchmark, ou indicador de referência. Esse é um conceito-chave quando o assunto é fundo ativo. O termo se refere aos indicadores que podem ser utilizados como meta em relação aos resultados do veículo.

Ao se tratar de uma gestão ativa, o gestor deve tomar diversas decisões e realizar diferentes operações, de forma a buscar uma performance acima da média. Isso significa que a gestão precisa encontrar ativos e produtos financeiros que permitam obter um desempenho acima do mercado.

Por exemplo, é comum que um fundo ativo multimercado vise entregar aos cotistas um resultado acima do CDI (certificado de depósito interbancário). Já um fundo ativo de ações tende a buscar retornos acima do Ibovespa.

Contudo, isso não é uma regra, então podem existir variações entre as diversas alternativas do mercado em relação ao benchmark definido.

Qual é o diferencial na atuação do gestor de um fundo ativo?

Como você viu, é o gestor quem toma as decisões sobre a alocação de recursos. Logo, ele precisa ter bastante conhecimento e experiência no mercado financeiro. Então a qualidade do seu trabalho tem relação direta com a sua capacidade de obter bons resultados.

Nesse sentido, o fundo ativo se contrapõe ao passivo, que visa replicar o desempenho de um índice de referência, conhecido como benchmark. Como o objetivo é apenas acompanhar as oscilações de um indicado, a atuação do profissional também é mais passiva.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Para tanto, o gestor investe em títulos ou ativos relacionados ao índice de referência. Dessa forma, ele não precisa utilizar tanto sua capacidade analítica. Ao mesmo tempo, os resultados obtidos costumam ser relativamente equivalentes aos do indicador utilizado.

Como funciona a rentabilidade do fundo ativo?

Em uma alocação de recursos em uma estratégia ativa, podem ocorrer oscilações intensas. Isso faz com que os ganhos também possam ser maiores. Afinal, o objetivo do gestor é superar o benchmark e, para isso, ele conta com diversas ferramentas, ativos e estratégias disponíveis no mercado.

Além disso, é importante ter em mente que não existem garantias sobre os resultados. Um gestor que trabalha de modo ativo pode realizar investimentos inadequados ou que não entregam o desempenho esperado, comprometendo a performance.

Por isso, dependendo das decisões tomadas, o fundo pode ter prejuízos, especialmente se operar alavancado. Por outro lado, no fundo passivo, o retorno tende a ser mais previsível, pois é semelhante ao índice de referência.

Ainda assim, existem riscos de o rendimento ficar abaixo do esperado ou de o investidor precisar lidar com perdas financeiras.

Quais as vantagens do fundo ativo?

A principal vantagem do fundo ativo é a possibilidade de ter um desempenho acima da média do mercado no longo prazo. No entanto, isso não significa que a melhor lucratividade será assegurada em todos os meses.

Isso porque os fundos de investimento ativos também estão expostos às oscilações do mercado. Outro ponto positivo está relacionado com a própria gestão. Para buscar um ganho acima do benchmark, um fundo ativo precisa contar com uma equipe robusta.

Ademais, a gestão deve estar preparada para lidar com a seleção dos ativos e das ferramentas mais adequadas às estratégias usadas. Por fim, a diversificação é outro benefício desses fundos. Como eles visam uma melhor rentabilidade, é comum que ofereçam ativos além dos tradicionais.

Isso pode ser interessante principalmente para investidores que aceitam correr maiores riscos ao investir, mas têm dificuldades em definir a melhor estratégia para isso.

Como escolher um fundo ativo para compor sua carteira?

Se após saber mais sobre os fundos ativos você se interessar pela alternativa, é hora de entender como escolher uma opção para compor sua carteira. Confira:


Defina seu perfil e objetivos

Os fundos ativos apresentam diferentes níveis de exposição ao risco. Por isso, a escolha deve estar alinhada ao seu perfil de investidor — que representa, entre outras características, sua abertura aos riscos envolvidos.

Contudo, saiba que existem fundos de investimentos para todos os perfis. Além disso, é importante definir seus objetivos financeiros. Para uma escolha acertada, eles devem estar alinhados com as características da alternativa e com os prazos para resgate das cotas.

Considere o custo das taxas

A principal taxa cobrada pelos fundos ativos é a de administração, utilizada para remunerar o gestor. Na prática, os fundos com gestão ativa costumam ter custos maiores na comparação com fundos passivos. No entanto, é essencial que a porcentagem esteja de acordo com os resultados apresentados.

Outra cobrança comum é a taxa de performance, aplicada apenas se o desempenho superar o benchmark. Ela é cobrada apenas sobre o retorno que exceder o indicador de referência. Isso pode ser um incentivo para que o gestor entregue resultados ainda melhores.

Conte com o suporte de um assessor de investimentos

Como existem diversas possibilidades de fundos ativos no mercado, é comum que surjam dúvidas ao fazer as escolhas. Nesse cenário, um assessor de investimento pode ajudar a encontrar os mais adequados, de acordo com o seu perfil e objetivos.

Afinal, contar com uma assessoria de investimentos permite que você tenha informações confiáveis sobre os fundos e outras alternativas do mercado. O profissional esclarece dúvidas e fornece todo o suporte para a sua tomada de decisão, de acordo com as suas necessidades.

Agora você sabe como o fundo ativo pode ajudar a diversificar e rentabilizar a sua carteira de investimentos. Contudo, antes de investir, não deixe de analisar o seu perfil e objetivos, bem como as alternativas disponíveis para escolher a mais alinhada às suas necessidades.

Aproveite para ampliar seus conhecimentos e saiba como funciona o fundo de investimento em dólar!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.