Renova Invest Facebook

ETF IAU: o fundo americano que segue a cotação do ouro

ETF IAU
ETF IAU

Investir em commodities pode ser uma forma de proteger e diversificar a sua carteira de investimentos. Contudo, comprar ouro físico, por exemplo, pode demandar bastante capital do investidor. Nesse sentido, é importante conhecer as alternativas disponíveis no mercado financeiro, como o ETF IAU.

Afinal, a modalidade pode ser uma forma simples e acessível de se expor ao metal precioso. Mas, antes de investir, é fundamental entender como funciona o veículo de investimento americano e quais são as possibilidades para fazer seus aportes nessa alternativa.

Quer saber mais sobre o ETF IAU? Então continue a leitura e conheça o fundo americano que segue a cotação do ouro!

O que é um ETF?

Antes de conhecer o IAU, vale entender o que é um ETF. Em inglês, a sigla significa exchange traded fund, que pode ser traduzida como fundo negociado em bolsa. Trata-se de um fundo de investimento com a estratégia específica de acompanhar um índice do mercado financeiro.

Por esse motivo, o ETF também é conhecido como fundo de índice. O indicador de referência (benchmark) pode ser de renda fixa, ações, criptomoedas, entre outros. Como não é possível investir diretamente nos índices, uma forma prática de expor a eles é por meio dos ETFs.

Portanto, o fundo de índice visa replicar a carteira teórica do indicador escolhido ao alocar nos mesmos ativos que o compõem. Dessa forma, a performance dele será próxima a do benchmark. Além disso, vale destacar que as cotas dos ETFs são negociadas em bolsa de valores.

O que é e como funciona o ETF IAU?

Agora que você sabe o que é um ETF, fica mais fácil entender o IAU. O fundo de índice iShares Gold Trust (IAU) é um ETF da empresa Blackrock, listado na bolsa de Nova Iorque, a NYSE. O principal objetivo desse veículo financeiro é seguir o preço do ouro no mercado.

O IAU foi um dos primeiros ETFs do segmento lançados no mercado financeiro. Assim, a alternativa é uma forma de expor parte do seu patrimônio ao ouro, sem a necessidade de comprar o ativo físico, guardá-lo e, futuramente, vendê-lo.

Afinal, todo o processo de investimento no metal é simplificado por meio de mecanismos da bolsa de valores e do próprio ETF.

Quais são as principais características do ETF IAU?

Agora que você sabe o que é o iShares Gold Trust, é hora de conhecer suas principais características. Em relação à taxa de administração, utilizada para remunerar o trabalho do gestor, o fundo de índice americano cobra 0,25% dos investidores, conforme valores em maior de 2022.

Além disso, assim como os demais ETFs disponíveis no mercado, o IAU replica o desempenho de uma carteira teórica: a LBMA Gold Price. O índice é administrado pela London Bullion Market Association e é uma referência mundial para acompanhamento do ouro.

A companhia acompanha a cotação do metal desde 1968. Dessa forma, ao adquirir cotas do iShares Gold Trust, você expõe indiretamente o capital investido ao ouro.

Quais são as vantagens de investir na modalidade?

Após conhecer as principais características do ETF IAU, vale saber também quais são suas vantagens. O primeiro benefício é o fato de o ouro ser uma commodity bastante procurada por investidores, principalmente aqueles que buscam proteção do patrimônio.

Isso acontece porque sua cotação não está atrelada a nenhum Governo. Assim, o preço segue a lei de oferta e demanda sem interferências internas. Pelo mesmo motivo, o ouro é muito utilizado para hedge (proteção) da carteira de investimentos.

Até mesmo Governos e instituições financeiras utilizam a commodity como proteção em situações econômicas e momentos de crise. Isso porque, em momentos de crises econômicas, muitas bolsas mundiais são impactadas e podem sofrer grandes baixas, enquanto a cotação do ouro tende a subir.

Ou seja, o metal costuma ter uma relação inversa às variações de outros ativos, como as ações. Logo, ter parte do seu patrimônio diversificado nele significa aproveitar a correlação negativa com os demais investimentos da renda variável.

Na prática, a estratégia deixa seu capital menos suscetível a perdas. Além disso, o metal possui valor intrínseco e seus investimentos costumam ter boa liquidez no mercado.

Quais são os riscos de investir no IAU?

Antes de fazer qualquer investimento, também é importante conhecer os riscos associados. O principal está relacionado às variações na cotação, pois os ETFs são modalidades de renda variável e se expõem às oscilações do mercado.

Além disso, o ouro também apresenta volatilidade no preço. Logo, existem chances de perdas financeiras — e nem todos os investidores estão dispostos a correr esse risco. Então é preciso identificar se essa alternativa está alinhada às suas estratégias de investimento.

Vale a pena investir no iShares Gold Trust?

Com essas informações, você pode se perguntar se investir no iShares Gold Trust vale a pena. Essa resposta dependerá da sua análise individual, o que envolve a avaliação do seu perfil, objetivos e estratégia.

Assim, comprar o ETF IAU pode fazer sentido se você tolerar os riscos envolvidos — esse costuma ser o caso de investidores moderados ou arrojados. Além disso, quem busca receber dividendos para ter uma renda passiva, por exemplo, pode não se interessar pela alternativa.

Por outro lado, como você viu, fundos com exposição ao ouro podem ser úteis para ajudar a proteger seu portfólio em momentos de instabilidade econômica.

Dessa forma, a escolha de investir ou não em IAU deve ser tomada individualmente, após analisar a alternativa. Isso ajuda a evitar uma exposição desnecessária da sua carteira a riscos que não estejam alinhados ao seu perfil de investidor e objetivos pessoais.

Como investir no ETF?

Se você chegou à conclusão que investir no ETF IAU faz sentido para o seu portfólio, precisa entender como investir na modalidade. Como se trata de um fundo de índice americano, o investimento deve ser feito por meio de uma instituição financeira internacional.

O processo envolve a abertura de conta, a realização do câmbio e o pagamento das taxas correspondentes. Portanto, tende a ser um processo mais burocrático e custoso para o investidor.

No entanto, é possível fazer o investimento indireto em IAU pela bolsa de valores brasileira (B3), por meio do ETF GOLD11. Trata-se do primeiro fundo de índice de ouro do Brasil, administrado pelo Banco BNP Paribas e com gestão feita pela XP Vista Asset.

O GOLD11 realiza seus investimentos com base no fundo iShares Gold Trust. Com isso, o investidor brasileiro pode fazer seus aportes na B3, em reais, e se expor com mais praticidade e acessibilidade ao ouro.

Agora você conhece uma alternativa simples para expor parte da sua carteira ao ouro. Apesar de ser negociado na bolsa de Nova Iorque, é possível investir em um ETF que se baseia no IAU sem sair do Brasil. Contudo, antes de fazer seus aportes, avalie se a modalidade é adequada às suas necessidades.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário para que possamos ajudá-lo!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.