Conheça o fundador e CEO da Fertipar, Alceu Elias Feldmann

Conheça o fundador e CEO da Fertipar, Alceu Elias Feldmann
Conheça o fundador e CEO da Fertipar, Alceu Elias Feldmann

O agronegócio brasileiro é um forte setor da economia do país, sendo responsável por quase um terço do Produto Interno Bruto (PIB). Nesse nicho do mercado, um negócio de sucesso é a Fertipar — comandada por Alceu Elias Feldmann.

Natural de Santa Catarina, o empresário fez sua fortuna no ramo de fertilizantes. Com bons resultados obtidos com a empresa, Feldmann construiu uma fortuna que o coloca na lista de bilionários do Brasil.

Então vale a pena conhecer mais sobre a trajetória de Alceu Elias Feldmann, fundador da Fertipar. Confira!

Quem é Alceu Elias Feldmann?

Alceu Elias Feldmann é um engenheiro agrônomo brasileiro que ganhou notoriedade por ser fundador e presidente do Grupo Fertipar. Ele nasceu em Santa Catarina, mas construiu carreira na cidade de Curitiba, no Paraná.

Feldmann é graduado em agronomia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Durante o início de sua jornada profissional no mercado, ele atuou no setor comercial da empresa Ultrafértil — em que era responsável pela venda de fertilizantes.

Na posição, Alceu Elias Feldmann precisou fazer muitas viagens e conversar com diversos profissionais do agronegócio. Essa experiência permitiu que ele criasse uma percepção única sobre os desafios e as oportunidades do setor — bem como as particularidades de cada região.

Todo esse aprendizado serviu de base para a entrada de Feldmann no mercado do empreendedorismo. Assim, no início dos anos de 1980, ele fundou a empresa Fertipar — que viria a ser uma das maiores e mais bem-sucedidas do setor.

Qual a história da Fertipar?

Como você viu, a Fertipar é uma grande companhia do agronegócio brasileiro. Embora ela tenha sede em Curitiba, em menos de 40 anos a empresa já havia se expandido por quase todas as regiões do Brasil e se consolidado no setor.

Saiba mais!

Primeiros anos

A fundação do Grupo Fertipar aconteceu em 1980. À época, Alceu Elias Feldmann alugou um armazém na cidade de Paranaguá, no Paraná, para dar início à operação da empresa.

Aproveitando de sua expertise no mercado de fertilizantes, foi esse setor que ele buscou explorar com a criação da empresa. No início, a Fertipar começou produzindo adubos em sua sede e, gradativamente, expandiu sua operação no mercado.

Expansão nacional

Em uma localização privilegiada e com boa organização nos processos administrativos, Feldmann conseguiu rapidamente expandir a operação da Fertipar. Hoje, inclusive, ela é uma holding com mais de 12 empresas.

A primeira delas foi, justamente, a Fertipar Fertilizantes — que tem sede em Curitiba. Além disso, a companhia conta com duas unidades industriais em Paranaguá, mais uma em Canitar (SP) e outra em Dourados (MS).

Em 1984, o grupo expandiu para Minas Gerais com a Fertigran, que fica localizada em Uberaba. Além de Minas, essa empresa também possui unidades industriais em São Paulo e Goiás.

Em 1985, o Grupo Fertipar chegou ao Rio Grande do Sul com a Fertilizantes Piratini. Nos anos 1990, as empresas do grupo de Alceu Elias Feldmann começaram a atuar na região Nordeste. Foram dois novos negócios: a Fertine, em Recife (PE), e a Fertilizantes do Nordeste, em Cadeias (BA).

Fortalecendo sua operação em Minas, o grupo também criou a Fertipar Sudeste em 1998. A sede fica em Varginha e há uma unidade industrial no Espírito Santo.

No total, as doze companhias que fazem parte da holding são:

  • Fertipar Fertilizantes, Curitiba (PR);
  • Fertigran, Uberaba (MG);
  • Fertilizantes Piratini, Porto Alegre (RS);
  • Fertine, Recife (PE);
  • Fertilizantes do Nordeste, Candeias (BA);
  • Fertipar Sudeste, Varginha (MG);
  • Fertipar Bandeirantes, Campo Limpo Paulista (SP);
  • Atlântico Fertilizantes, Paranaguá (PR);
  • Fertial Fertilizantes, Maceió (AL);
  • Fertilizantes do Maranhão, São Luís (MA);
  • Fertinor Fertilizantes, Maruim (SE);
  • Fertilizantes do Mato Grosso, Rondonópolis (MT)

Além delas, a Fertipar também detém participação na Fospar — que é o maior polo de distribuição de fertilizantes do país. Ela tem um terminal portuário próprio, no Porto de Paranaguá.

Consolidação no setor

Como você viu, a Fertipar é um holding com empresas em quase todas as regiões do Brasil. Com isso, ela tem acesso a uma parcela considerável do mercado consumidor de fertilizantes.

Essa capilaridade permitiu que a Fertipar controlasse cerca de 15% de todo o setor brasileiro e apresentasse receitas na casa dos 2 bilhões de dólares por ano. Ademais, as empresas do grupo de Alceu Elias Feldmann também costumam adquirir fazendas pelo Brasil.

O próprio empresário destaca que o sucesso da empresa se justifica, dentre outros motivos, pelo entendimento das características de cada região. Isso permite apresentar condições personalizadas para as empresas que fazem negócios com o grupo.

Qual o patrimônio de Alceu Elias Feldmann?

Além de ser o fundador da Fertipar, Alceu Elias Feldmann é presidente da empresa e dono de 85% de suas ações. Assim, o empresário se tornou um dos nomes mais reconhecidos no meio do agronegócio.

Com o sucesso, Feldmann conseguiu acumular o patrimônio bilionário e, desde 2019, aparece nas listas da Forbes de pessoas mais ricas do Brasil. Segundo a revista, a fortuna do empresário superava 5 bilhões de dólares em 2021.

Esse patrimônio, inclusive, colocou Feldmann no top 10 nacional de bilionários desde 2020. Assim, ele não apenas é destaque entre as fortunas do mercado de fertilizantes, como também de todo o agronegócio brasileiro.

Como tem se comportado o setor do agronegócio no Brasil?

O agronegócio é conhecido por ser um setor sólido da economia brasileira. Em 2020, mesmo com todo o cenário de crise que o mundo enfrentou, esse mercado cresceu. Ele representou cerca de 27% do PIB nacional — em 2019, essa porcentagem era de 20%.

Além disso, vale saber que o agronegócio se divide em muitas vertentes. Entre as principais estão as produtoras de commodities agrícolas — com soja e milho. É nessa área que empresas de fertilizantes como as do Grupo Fertipar costumam fazer negócios.

Ademais, as inovações tecnológicas também têm sido responsáveis por verdadeiras disrupções no mercado. Elas vão desde o uso de ferramentas digitais no cotidiano das plantações até o surgimento das startups do agro — chamadas de agritechs.

Para os investidores, uma nova alternativa na bolsa de valores são os fundos de investimentos nas cadeias produtivas agroindustriais (Fiagro). Eles consistem em veículos coletivos que compõem o portfólio com alternativas presentes no setor.

Como vimos, o nome de Alceu Elias Feldmann é muito forte no agronegócio nacional. Sendo fundador e CEO da Fertipar, o empresário se tornou uma referência entre os empresários do setor e um dos homens mais ricos do país!

Você tem interesse pelo agronegócio do Brasil? Entenda se vale a pena investir nessas empresas!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
1 Comentário
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.