Renova Invest Facebook

Cálculo de valor presente: para que serve?

cálculo de valor presente
cálculo de valor presente

Você provavelmente já sabe que o valor do dinheiro se altera com o tempo por causa das condições de mercado e da economia. Com a taxa de juros, a inflação e a mudança de panorama, por exemplo, R$ 5 mil hoje não valem o mesmo que valiam no passado ou valerão no futuro.

Por isso, um conceito essencial na hora de investir é o de cálculo de valor presente. Por meio dessa equação, é possível considerar o efeito dos juros compostos ao longo do tempo. Assim, o resultado fornece informações relevantes — e pode ser usado tanto por empresas quanto por quem pretende investir.

Quer saber mais? Entenda a seguir o cálculo do valor presente, qual é a sua finalidade e como ele pode ser usado nos investimentos!

O que é o cálculo de valor presente?

Para começar, você deve entender que o valor presente é um montante do futuro trazido para o momento atual. Então ele serve para analisar o valor do dinheiro no tempo, considerando as variações que ocorrem naturalmente ou por forças específicas — como a rentabilidade.

Desse modo, o cálculo de valor presente traz para o momento atual um valor que poderá ser obtido no futuro. Portanto, ele pode ser usado tanto pelas empresas quanto por investidores que desejam avaliar uma alternativa de aporte.

Pelas empresas, o cálculo de valor presente pode ser usado para conhecer o real valor do negócio. Afinal, a teoria propõe trazer o fluxo de caixa futuro que a companhia é capaz de gerar para o momento presente. Dessa maneira, a análise financeira pode ser mais realista.

Você verá adiante como esse cálculo ajuda os investidores. No entanto, já é possível adiantar que ele pode servir para indicar o quanto será preciso aportar para chegar a um valor futuro desejado. Portanto, o valor presente serve como uma ferramenta importante para o planejamento financeiro.

Afinal, se você quer tomar decisões de investimentos, precisa ter objetivos financeiros concretos definidos. Com isso, é possível identificar quais valores você quer receber no futuro para alcançar as suas metas e realizar seus sonhos.

Na hora de se planejar rumo a esse objetivo, você precisa saber o quanto investir para chegar a esse montante, não é mesmo? Desse modo, o cálculo do valor presente é mais uma forma de basear decisões e definir valores para alocar ao longo de sua estratégia.

Como fazer esse cálculo?

Para calcular o valor presente de determinado montante, é preciso entender o conceito de juros compostos e a forma como eles geram acúmulo.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Confira:

Juros compostos

Os juros compostos são aqueles calculados considerando os juros de períodos anteriores, além do valor principal. Por esse motivo, eles também são conhecidos como juros sobre juros. A ação deles proporciona acumulação de capital ao longo do tempo.

Imagine que exista um investimento com um rendimento — os juros — de 10% ao ano e você decide aportar R$ 10.000. Se os juros fossem calculados como simples, esses 10%, anualmente, seriam aplicados apenas sobre os R$ 10.000 iniciais.

Ou seja, a cada ano você somaria R$ 1.000 ao seu capital investido. Então em 10 anos você teria um patrimônio de R$ 20.000. Contudo, os juros compostos consideram nos novos rendimentos os juros acumulados anteriormente.

Dessa forma, no primeiro ano o capital investido seria de R$ 11.000, certo? Então o cálculo do segundo ano considera esses R$ 11.000 para aplicar os juros, e não mais os R$ 10.000 como acontece nos juros simples.

Logo, em 10 anos o patrimônio nesse investimento seria de R$ 25.937,42. Como você viu, é uma diferença expressiva. Logo, a força dos juros compostos ajuda a impulsionar o patrimônio — mesmo com taxas de juros menores ou capital menor.

O cálculo com todas as variáveis

Além dos juros, outras variáveis são consideradas no cálculo do valor presente. Entre elas, estão o tempo de incidência da taxa, bem como o valor que se pretende obter no futuro. Com essas considerações, pode-se trazer o montante para o momento presente.

A equação é dada por:

VP = VF / (1 – i)n

Nesse caso, temos as seguintes variáveis:


  • VP = valor presente;
  • VF = valor futuro;
  • i = taxa de juros ou de desconto;
  • n = número de períodos.

Em um exemplo prático, imagine que a avaliação de uma empresa revela que ela é capaz de gerar um fluxo de caixa de R$ 30 milhões em 12 meses. Considerando uma taxa de 2% ao ano, por exemplo, o cálculo será este:

  • VP = 30000000 / (1 + 0,02)1
  • VP = 29411764,71

O resultado demonstra que o valor presente da empresa é de R$ 29,4 milhões — o que representa uma diferença de mais de R$ 500 mil. Dessa maneira, é possível perceber a relevância dessa métrica, que traz para o presente os valores esperados no futuro.

Comparando esse número com o fluxo de caixa efetivamente registrado no presente, é possível verificar se haverá um aumento dessa taxa, se ela se manterá ou se ocorrerá uma diminuição.

Qual a aplicação do valor presente no MOI?

Até aqui, você sabe que o cálculo de valor presente serve para análises de empresas e de investidores, considerando o valor de dinheiro no tempo. No entanto, ele também pode dar origem a outras avaliações. É o caso da margem sobre investimento (MOI).

O MOI serve para mostrar a capacidade de multiplicação do valor, considerando o tempo e a taxa de juros. Ou seja, é uma forma de mensurar a evolução de um patrimônio ou de um capital investido conforme o valor presente. Por isso, a fórmula é dada por:

MOI = Valor futuro / Valor presente

Para transformar o valor final — que é representado como um número decimal — em porcentagem, basta multiplicar o resultado por 100, deixando a equação dessa forma:

MOI = 1 – (Valor futuro / Valor presente) x 100

Por exemplo, considere um investimento em que se espera um valor futuro de R$ 20 mil e com valor presente de R$ 15 mil. Nesse caso, o MOI será:

  • MOI = 20/15
  • MOI = 1,33

Portanto, significa que a multiplicação do patrimônio foi de 1,33 ou que a margem foi de 33% sobre o valor presente no exemplo. No geral, quanto maior for o MOI, maior é a capacidade de aumento do valor, o que pode tornar uma possibilidade mais interessante, considerando a rentabilidade.

Contudo, vale lembrar que tanto o valor presente quanto o MOI tratam de números previstos e não consideram riscos. Desse modo, no caso do exemplo, a multiplicação do patrimônio investido seria de 33% caso a rentabilidade fosse estável e o valor futuro certo.

Por isso, esses indicadores e formas de avaliação sempre devem ser utilizadas com um embasamento mais aprofundado. Considerar outras métricas e possibilidades de movimentos negativos é fundamental para trazer mais segurança aos cálculos.

Qual é a importância do valor presente para investimentos?

Como você viu, o cálculo de valor presente pode ser útil em diversas realidades. Quem deseja aportar recursos em uma alternativa pode usar esse indicador de duas formas. A primeira você conhece: saber o quanto é preciso investir para alcançar um valor em determinado período.

A outra está ligada a investimentos mais específicos, como o mercado de ações. Como o cálculo está relacionado ao valor de uma companhia, você pode usar a fórmula em sua análise fundamentalista. Então é possível entender quanto vale um negócio em relação à sua perspectiva futura.

A partir disso, será mais fácil definir se o investimento na ação faz sentido. Essa também é uma forma de avaliar se o preço da ação está abaixo ou acima do que seria justo. Nesse sentido, o valor presente pode ser uma maneira de calcular o valor intrínseco de uma empresa.

Contudo, vale ressaltar que o valor de mercado de uma companhia não reflete, necessariamente, o seu valor como empresa — considerando o balanço patrimonial e gestão. Por isso, vale utilizar métricas para calcular o valor intrínseco e as possibilidades de crescimento de determinado negócio.

Essa é uma estratégia muito utilizada por investidores para encontrar ações com desconto. Ou seja, que estejam sendo negociadas a preços menores do que o seu valor intrínseco. Dessa forma, você pode encontrar o momento mais vantajoso para investir, considerando os seus objetivos.

Além disso, o cálculo ajuda a tomar decisões melhores e definir se uma carteira recomendada é interessante, por exemplo. No caso da compra de um lote de ações, você pode aplicar a fórmula no valor total aportado ou no custo de cada ativo. Portanto, existem análises completas ou relativas.

A importância do valor presente líquido (VPL)

Convém saber que, para investimentos, também há como usar o valor presente líquido (VPL). Ele traz todos os fluxos de caixa ao longo do tempo para o momento presente. Assim, cada rentabilidade mensal é considerada por meio de um somatório.

No caso do VPL, tenha em mente que a análise muda. Se o resultado for positivo, significa que o investimento deu resultados. Caso seja negativo, o indicativo é o contrário. Se ele for nulo, é sinal de que a alternativa não gerou ganhos nem perdas.

Com o VPL, você ainda consegue saber se uma alternativa é mais vantajosa do que uma opção segura — como um título público. Dessa maneira, há a possibilidade de usar as fórmulas até mesmo para balancear os riscos na hora de diversificar a sua carteira de investimentos e medir um custo de oportunidade.

Como vimos, o cálculo do valor presente permite conhecer o valor do dinheiro no tempo e a influência de diferentes fatores no montante. Usado para empresas ou por investidores, o indicador auxilia a tomar decisões mais embasadas, em conjunto com outros indicadores fundamentalistas!

Quer esclarecer outras dúvidas sobre o mercado financeiro? Entre em contato com a Renova Invest!

 

Você conhecia esse mecanismo de segurança da bolsa de valores? Para conhecer mais sobre o mercado financeiro, acompanhe nossos conteúdos no YouTube, Instagram e LinkedIn!

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.