Você sabe o que é Zcash (ZEC)? Ao longo dos anos, dezenas de novas criptomoedas surgiram. Elas sempre buscam superar moedas digitais anteriores em alguns fatores — em termos da velocidade de transação, por exemplo.

No caso do Zcash, as melhorias observadas são em relação à privacidade e segurança. É possível perceber isso ao compará-la, por exemplo, com o Bitcoin (BTC), a moeda pioneira e mais famosa do mercado. Neste artigo, você verá as principais informações sobre o ZEC.

Leia o post para conhecê-lo!

O que é Zcash?

Existem diversas criptomoedas no mercado. Ainda que elas sejam, em sua essência, moedas digitais, muitas são usadas para outros fins.

É o caso do Ethereum (ETH), que é projetado para permitir contratos inteligentes ou automatizados que alimentam aplicativos descentralizados. Por outro lado, o Zcash é projetado para ser usado, majoritariamente, como moeda.

Assim como o Bitcoin, o código Zcash é open source. Ou seja, seu código é aberto. Isso garante a participação livre da comunidade interessada no criptoativo. Logo, ele pode ser constantemente aprimorado, de acordo com as necessidades dos usuários.

Qual a diferença entre o Zcash e outras criptomoedas?

O principal recurso que diferencia o Zcash de moedas como o Bitcoin ou o Litecoin (LTC) é o fato dele ter um recurso que o torna quase totalmente único. É a chamada “transação protegida”. Ela indica que transações feitas por meio da Zcash podem não ser registradas no blockchain.

Quem está familiarizado com o tema, já conhece o blockchain. Ele é uma espécie de livro contábil que registra e torna pública quaisquer transações feitas por meio de criptomoedas. Porém, nessa hora, respeita o anonimato dos envolvidos.

É interessante ter em mente que não são 100% das transações feitas por Zcash que serão anônimas. É possível escolher quais serão registradas e quais não. Isso porque o anonimato total poderia abrir espaço para ilegalidades.

No entanto, a característica anônima é dada por uma tecnologia conhecida como zk-SNARK. Ele permite que o usuário prove que tem, de fato, o Zcash que afirma ter. Mas, sem precisar revelar o quanto realmente tem.

Com esses pontos em mente, é interessante saber que existem moedas digitais com transações 100% anônimas. É o caso do Monero (XRM).

Como o Zcash surgiu?

O Zcash foi criado em 2013 por Zooko Wilcox. Ele era originalmente chamado de Zerocoin. No início, a ideia por trás de sua fundação era incorporar ao BTC o recurso de privacidade do ZEC. Porém, a comunidade Bitcoin rejeitou as alterações propostas.

Portanto, como havia um forte desejo pela implementação dessa tecnologia de privacidade, mas ela não podia ser integrada ao Bitcoin, Wilcox criou a Zcash.

Sua construção se baseia, em alguns pontos, no código do Bitcoin. Desse modo, a criptomoeda compartilha de algumas semelhanças com a moeda digital pioneira. O uso do mecanismo de consenso Proof of Work (POW ou Prova de Trabalho) é um exemplo disso.

Ele é aplicado para validar transações e utilizado para a prevenção de ataques cibernéticos. Mas, enquanto o Bitcoin usa o algoritmo SHA-256 (Secure Hash Algorithm), o Zcash usa o algoritmo Equihash.

O primeiro é um conjunto de funções hash (operações matemáticas executadas em dados digitais) criptográficas e projetadas pela NSA. Já o segundo diz respeito a um algoritmo de criptomoeda anônimo.

Por que é importante saber o que é Zcash?

Você já viu que o Bitcoin é a criptomoeda mais famosa do mercado. Por isso, é comum que muitas pessoas comparem outras moedas digitais a ele, buscando entender sua relevância. Nesse sentido, saber o que é Zcash é importante porque o Bitcoin não oferta opções de controle de privacidade.

Assim, partes de cada transação usando o BTC são visíveis no blockchain. Logo, em alguns casos, outras pessoas podem ver dados como o endereço do remetente, do destinatário e o valor da transação.

Esse nível de detalhe da transação é potencialmente problemático. Afinal, se os usuários começarem a usar Bitcoins para realizar compras diárias, por exemplo, isso significaria que os detalhes seriam potencialmente registrados no blockchain.

Além disso, todos os pontos da transação ficarão publicamente disponíveis no blockchain de modo permanente — não podendo ser alterados. Mesmo que isso seja útil para conferir se os pagamentos estão dentro da legalidade, pode afetar a privacidade dos usuários.

De modo geral, o Zcash resolve tais problemas. Por meio do zk-SNARK, é possível tornar o remetente, o destinatário e o valor envolvidos na transação completamente anônimos, privados e protegidos por criptografia.

Como investir em Zcash?

Comprar ou vender Zcash no Brasil envolve diversos desafios. Por serem descentralizadas, elas não têm um Banco Central como órgão regulador. Além disso, não são regulamentadas no Brasil — não contando com fiscalizações diretas. Já os fundos de criptomoedas, por outro lado, são regulados no Brasil – o que limita os riscos de fraudes.

Assim, os fundos podem ser uma opção para os investidores que buscam por mais segurança ao investir nas moedas digitais. Contudo, é fundamental ter em mente que o investimento em criptomoedas envolve maiores riscos – e podem ser mais indicados para investidores com perfil arrojado.

Agora você já sabe o que é o Zcash e conhece as principais características desse criptoativo. Então considere seu perfil e seus objetivos e avalie com cautela as possibilidades antes de investir!

Achou este conteúdo interessante? Então compartilhe em suas redes sociais! E, caso tenha dúvidas sobre o tema, deixe seu comentário!