Busca de Artigos no blog

Investimento ESG: como funciona e importância

Investimento ESG:
Investimento ESG:

Adotar critérios específicos na hora de investir pode ajudá-lo a fazer escolhas objetivas e estratégicas para a sua carteira. Entre as possibilidades existentes, vale a pena entender o que significa ESG, já que essa pode ser uma das metodologias para definir seus aportes.

Com o apoio dessa abordagem, você pode incluir a sustentabilidade como fator para definir a composição do seu portfólio. Para tanto, é preciso conhecer o termos ESG e saber como implementar esses critérios na sua tomada de decisão.

Na sequência, descubra o que significa o investimento ESG e veja como colocá-la em prática!

O que significa ESG?

A sigla ESG representa fatores que têm relação com a sustentabilidade empresarial. Na prática, ela funciona com base em 3 critérios principais, representados pelos termos da sigla:

  • environment ou meio ambiente;
  • social;
  • governance ou governança.

Logo, adotar essa metodologia para investir significa priorizar a escolha de ativos que atendam a esses critérios. Sendo assim, o ESG não é um investimento em si, mas pode ser usado como orientação para tomar decisões estratégicas.

Com ele, você pode implementar a sustentabilidade como um dos componentes do seu portfólio de investimentos.

O que são investimentos ESG e como funcionam?

Agora que você entende o que são os critérios ESG, faz sentido dizer que a metodologia está relacionada aos investimentos sustentáveis. Eles correspondem a ativos, aplicações e veículos financeiros que são selecionados com base nesses critérios.

Portanto, um investimento ESG não é uma classificação à parte ou um tipo específico de ativo financeiro. Na verdade, ele corresponde às oportunidades do mercado que atendem a esses três critérios.

Para entender melhor os investimentos ESG, veja o que os critérios representam, na prática:

  • meio ambiente: questões referentes à exploração de matérias-primas, descarte de poluentes, políticas de proteção ambiental e mitigação de riscos, desenvolvimento de projetos voltados para energias renováveis e mais;
  • social: bom relacionamento com a comunidade afetada pelos negócios da companhia, política de equiparação salarial de gênero, promoção da diversidade no ambiente de trabalho, medidas para promover a segurança do trabalho e mais;
  • governança: comunicação transparente das informações, adoção de um setor de compliance, representatividade no conselho da empresa e mais.

Por conta do foco no meio ambiente, o investimento baseado em ESG também é chamado de investimento verde. É o caso de investir em títulos de dívida de projetos relacionados ao meio ambiente, por exemplo.

Ainda, é possível fazer esse tipo de investimento ao escolher uma companhia com alto nível de governança corporativa e com boas condições de impacto social.

Por que os investimentos sustentáveis são importantes?

Após saber o que significa a sigla ESG e como os investimentos sustentáveis são feitos, é necessário entender por que vale a pena adotar essa estratégia ao compor sua carteira. Afinal, a sustentabilidade é um tema que se torna cada vez mais presente no mercado financeiro.

A seguir, descubra quais são os principais aspectos que podem justificar a realização desse tipo de investimento!

Possibilidade de valorização

Com o avanço das mudanças climáticas e a preocupação crescente da sociedade sobre o tema, a sustentabilidade tem ganhado relevância no mercado. Desse modo, os negócios precisam adotar medidas que envolvam essa estratégia.

Para as empresas, há o benefício de se posicionar com mais responsabilidade socioambiental. Isso pode aumentar a competitividade e fortalecer a atuação no mercado.

Já para os investidores, a estratégia pode elevar o potencial de resultados. Afinal, há uma tendência de aumento da preferência dos consumidores por empreendimentos sustentáveis. Assim, pode ocorrer melhora no desempenho e atratividade do negócio, o que pode elevar a valorização do investimento.

Mitigação de riscos

Outro ponto importante da metodologia ESG serve tanto para companhias quanto para investidores e está relacionado à segurança. Na prática, um negócio com abordagem sustentável tende a apresentar menos riscos que uma empresa sem essa característica.

Isso ocorre porque há a adoção de boas práticas de gestão e mais controle sobre os resultados. Desse modo, há menos riscos de ocorrerem acidentes ambientais, prejuízos trabalhistas ou multas por parte dos órgãos competentes.

Para o investidor, a aderência ao ESG pode ajudar a reforçar a segurança da carteira. Como os negócios podem ser mais sólidos e mais protegidos de problemas de regulamentação, há menos riscos de ocorrer uma desvalorização dos ativos pelo descumprimento de uma legislação ambiental, por exemplo.

Investimento com propósito

Ao focar em investimentos sustentáveis, há a vantagem de criar um portfólio com propósito. Ou seja, você não apenas foca em obter a valorização do seu capital, mas também em auxiliar a fortalecer as ações sustentáveis.

A prática é interessante porque os impactos ambientais, por exemplo, afetam a todos. Com o estímulo a ações voltadas para o cuidado do meio ambiente, seu investimento pode ajudar a proteger toda a sociedade.

Como montar a carteira com investimentos ESG?

Tão importante quanto entender o significado de ESG é saber como adotar essa estratégia para compor o seu portfólio. Para tanto, comece identificando seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros.

Assim, você saberá qual é a sua tolerância ao risco e o que pretende obter com o investimento. A partir desse momento, é possível aplicar a estratégia ESG para avaliar as oportunidades do mercado.

Na renda fixa, por exemplo, existem os green bonds. Eles são títulos de dívida ligados a projetos sustentáveis, como uma empresa que deseja utilizar a energia solar em seu cotidiano.

Também existe a chance de escolher ações com foco ESG. O objetivo é investir em negócios que atendam a esses critérios. Há como priorizar companhias com projetos ligados à sustentabilidade e que façam parte de índices de mercado voltados a esse assunto.

Outra possibilidade é investir em fundos de índice ou exchange traded funds (ETFs). Como eles replicam a carteira teórica de um indicador, podem focar em índices ESG e ter um portfólio que atenda aos critérios de sustentabilidade.

Ainda, existem os fundos ESG. Eles costumam ser fundos de ações ou multimercados cuja estratégia se relaciona com a sustentabilidade. Desse modo, há como se expor a esse tipo de investimento, ao mesmo tempo em que conta com a gestão profissional no fundo.

Ao montar a carteira, também é válido adotar uma estratégia de diversificação para diminuir os riscos e deixar o portfólio alinhado às suas características. Assim, é possível aproveitar o potencial dos investimentos sustentáveis.

Conclusão

Ao chegar até aqui, você descobriu o que significa ESG e as possíveis vantagens de seguir a estratégia. Desse modo, na hora de compor sua carteira, há como utilizar os critérios de sustentabilidade para selecionar diversos investimentos disponíveis no mercado, caso faça sentido para você.

Essas informações foram úteis? Se quiser conhecer melhor as oportunidades do mercado, fale conosco da Renova Invest!

 

Para aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre o mercado financeiro, nos acompanhe nas redes sociais. Estamos no YouTubeInstagramFacebook e LinkedIn!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.