Busca de Artigos no blog

Como declarar fundo de ações no Imposto de Renda?

Como declarar fundo de ações
Como declarar fundo de ações

Fazer a declaração do Imposto de Renda (IR) corretamente é fundamental para manter a sua situação regular com a Receita Federal e evitar problemas no futuro, certo? Por isso, na hora de enviar o documento, você deve saber como declarar o fundo de ações.

Cada modalidade de investimento tem características específicas que devem ser incluídas nas fichas e nos campos correspondentes do documento. Logo, vale a pena entender como preencher a declaração de maneira correta.

Neste artigo, você entenderá como declarar fundo de ações no IR. Continue a leitura e aprenda!

O que é um fundo de ações?

Primeiramente, você precisa saber identificar se possui um fundo de ações na sua carteira de investimentos. Essa é uma modalidade coletiva em que o investidor adquire cotas de participação.

Assim, os recursos são administrados por um gestor profissional, que utiliza seu conhecimento e experiência para escolher os investimentos de acordo com a estratégia do fundo. Os cotistas, então, podem participar dos eventuais resultados obtidos pela gestão.

Existem variados tipos de fundos de investimento disponíveis no mercado, como de renda fixa, cambial, multimercado, entre outros. O que diferencia as alternativas é a estratégia de formação do portfólio.

Logo, o fundo de investimento em ações investe a maior parte do capital em papéis de empresas negociados na bolsa de valores e ativos relacionados a eles.

Como o fundo de ações funciona?

Em relação ao funcionamento, cada fundo de ações segue regras específicas. No entanto, todos devem investir, majoritariamente, em ações, direitos de subscrição, opções de ações e títulos conversíveis em ações.

Além disso, o gestor pode alocar parte do capital em ativos relacionados, como BDRs (brazilian depositary receipts), cotas de outros fundos, certificados de depósito de ações etc. Assim, o fundo de ações pode adotar estratégias distintas.

O fundo long only, por exemplo, visa comprar ações e vendê-las por um preço maior. Ele também objetiva receber dividendos para valorizar as cotas.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Já a estratégia long & short se baseia em operar pares de ativos, com uma ponta comprada e outra vendida. Assim, é possível explorar variados movimentos do mercado e lucrar com a diferença de preços.

Também há a estratégia long biased, que prioriza operar comprado, mas também pode ficar na ponta vendida, buscando retornos na alta e na queda da bolsa de valores. Dessa forma, além de diferenças na estratégia, a rentabilidade do fundo também pode ser afetada. Afinal, ela depende diretamente das escolhas do gestor.

Como funciona a tributação do fundo de ações?

Quando o assunto é fundo de ações, também é relevante conhecer a forma de tributação da modalidade. Nesse sentido, o rendimento obtido com a venda das cotas é tributado em 15%, independentemente do tempo de investimento.

Assim, a alíquota do IR incide sobre a diferença entre o preço médio de venda e o preço médio de compra das cotas. O montante fica retido na fonte, no momento do resgate. Além disso, é importante saber que o fundo de ações não tem imposto come-cotas.

Outro ponto relacionado ao assunto é a necessidade de fazer a declaração do Imposto de Renda. Isso porque o documento deve ser enviado à Receita Federal sempre que você se encaixar nos critérios de obrigatoriedade.

Porém, sempre que ela for enviada, é preciso inserir os dados sobre o fundo. Logo, na declaração devem constar informações sobre número de cotas, vendas e lucros obtidos, se for o caso.

Como funciona a declaração do Imposto de Renda?

Percebeu como fazer a declaração do Imposto de Renda é uma tarefa importante para quem investe em fundos de ações? Portanto, quando o prazo para envio do documento começar, você deverá baixar e instalar o programa disponibilizado no site da Receita Federal.

Em seguida, abra o sistema e inicie o preenchimento. Para isso, informe seus dados pessoais na aba inicial — o que inclui endereço, e-mail e telefone. Ademais, há abas específicas para declarar bens, rendimentos tributáveis e não tributáveis, dívidas, doações, atividades rurais, dependentes, entre outros.

Para preencher as informações com mais precisão e agilidade, é imprescindível ter em mãos os informes de rendimentos das instituições financeiras por meio das quais você investe. Para isso, busque os demonstrativos em todas as fontes pagadoras com as quais você se relaciona.

Os bancos de investimentos, por exemplo, disponibilizam os informes dos investimentos e eventuais rendimentos. O documento apresenta os dados que devem ser lançados na declaração do IR.


Ainda, é preciso incluir na declaração seus bens, como imóveis e veículos. Investimentos de renda fixa e de renda variável também devem ser informados na aba de “Bens e Direitos”. Entre eles, estão:

Certas despesas também podem ser lançadas na aba “Pagamentos”. Isso inclui gastos com educação, despesas médicas, contribuições para planos de Previdência Privada, entre outras.

Dessa forma, a base de cálculo do imposto é reduzida, diminuindo o montante a pagar, caso utilize o modelo completo. Por fim, lembre-se de respeitar o prazo para envio da declaração do Imposto de Renda para não gerar multa e guarde seus documentos por, no mínimo, 5 anos.

Como declarar fundos de ações no Imposto de Renda?

Agora que você sabe que precisa declarar seus fundos de ações no Imposto de Renda, é hora de entender como fazer a declaração desse investimento. No momento de declarar o veículo financeiro, vá à ficha de “Bens e Direitos” e escolha o código 74, referente aos fundos de ações.

Adicione informações como CNPJ e nome da administradora. Em “Discriminação”, detalhe o tipo de fundo e o número de cotas que você possui. Inclua os valores da declaração anterior em “Saldo em 2020” e atualize em “Saldo em 2021”. Se começou o investimento em 2021, deixe o primeiro campo zerado.

Para declarar os rendimentos, abra a ficha “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva”. Escolha o código 06, referente aos rendimentos de aplicações financeiras e indique os dados do beneficiário. Adicione o CNPJ da fonte pagadora e, por fim, especifique os valores obtidos, que estão no informe de rendimentos.

Com essas informações, você aprendeu como declarar fundo de ações no Imposto de Renda. Dessa forma, é possível se manter em dia com as obrigações fiscais e evitar problemas no futuro com o Fisco.

Gostou das informações? Então complemente a leitura e entenda como pagar menos Imposto de Renda e economizar!

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
1 Comentário
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.