Renova Invest Facebook

O que são ações penny stocks?

O que são ações penny stocks
O que são ações penny stocks

Quem se interessa por investimentos na bolsa de valores provavelmente já leu sobre os diferentes tipos de ativos. Nesse cenário, um tema que gera curiosidade e muitas dúvidas são as ações penny stocks. Você sabe o que são?

Conhecê-los é importante para entender diversas questões do mercado, avaliar oportunidades e tomar boas decisões para a carteira. Afinal, as penny stocks também podem compor algumas estratégias de investimentos.

Para esclarecer o tema, neste conteúdo você aprenderá o que são ações penny stocks e verá as principais informações sobre esses ativos. Acompanhe!

O que são ações penny stocks?

Para entender o que são esses ativos, vale começar conhecendo a tradução do termo. Em português, penny significa “centavo”, enquanto stocks se refere às ações. Portanto, ele poderia ser definido como os papéis negociados por um preço muito baixo.

Os detalhes sobre o preço que gera essa classificação, no entanto, variam conforme o país. No Brasil, são assim consideradas as ações negociadas abaixo de R$ 1. Já nos Estados Unidos, o preço deve estar abaixo de US$ 5.

Quais são as principais características?

Após entender o conceito de penny stocks, é importante conhecer as suas características. Afinal, elas vão além do seu baixo preço de negociação no mercado. Na verdade, é comum que elas se refiram a empresas com baixa capitalização.

Em muitos casos, inclusive, trata-se de negócios que já estão encerrando suas atividades devido à falência. Isso gera um nível de desconfiança do mercado em relação à companhia, potencializando os riscos.

Por isso, as bolsas de valores de diversos países adotam medidas que visam inibir a circulação desses ativos. Um exemplo comum trata da formulação de índices que podem desconsiderar as penny stocks em sua composição, como acontece no Ibovespa.

Regras no Brasil

Um ponto importante sobre as penny stocks são as regras previstas pela bolsa de valores brasileira, a B3. Desde 2015, foram vedadas as negociações dessas ações durante o pregão. Logo, quando existem papéis nessa situação são adotadas algumas medidas.

Veja como funciona o processo, desde a identificação dos ativos até as práticas que são aplicadas:

  • primeiro, as ações de determinada companhia devem ser negociadas abaixo de R$ 1 por 30 pregões consecutivos;
  • após identificar essa ocorrência, a B3 notifica a empresa para que ela regularize a situação;
  • depois da notificação, a companhia tem 15 dias para apresentar um plano que vise reverter o cenário;
  • cumprida a solicitação, o mercado deve ser informado pelas empresas sobre as medidas que serão adotadas.

Nesse momento, é bastante comum que as companhias decidam fazer o grupamento de ações, ou inplit. A prática consiste em reunir certo número de ativos, transformando-os em apenas 1. Ao fazer isso, a empresa deve informar qual será a proporção.

Considere o exemplo de transformar 5 ações em 1. Assim, a quantidade de papéis que os investidores possuem na carteira diminuirá, enquanto o preço considerará o total referente a todos os ativos. Contudo, se a empresa não cumprir a exigência, é possível que seu registro seja excluído.

Quais são as vantagens que as penny stocks trazem?

As penny stocks podem ser vantajosas, especialmente para especuladores. Isso porque essas ações apresentam preços baixos, mas contam com alta volatilidade. Assim, é possível que elas tenham grande oscilação em um mesmo dia.

Por isso, elas são bastante procuradas por especuladores, que podem aproveitar as valorizações ou desvalorizações no preço para lucrar em curto prazo. Nesse caso, eles estudam o mercado para identificar as tendências e encontrar o melhor momento para operar.

Quais são os riscos das penny stocks?

Apesar dos benefícios que elas podem apresentar, é essencial entender os riscos envolvidos com as penny stocks. Um deles é a volatilidade, já citada. Para investidores, pode ser uma escolha de maior risco, inclusive porque geralmente envolve empresas em dificuldades.

Já na especulação, a volatilidade traz chance de ganho, mas também aumenta o risco. Além disso, há baixa liquidez, o que pode dificultar a venda do ativo para concretização da estratégia. Por isso, as ações penny stocks costumam ser mais indicadas para quem tem um perfil arrojado.

Quais são as diferenças entre as penny stock e outras ações?

Uma questão importante sobre ações é entender que elas podem ter outras classificações, seguindo o seu valor de mercado.

Entenda quais são os outros tipos de papéis e as diferenças em relação às pennys stocks:

Small caps

Primeiro, vale citar as small caps, que são ações de empresas com baixo valor de mercado —normalmente novas ou que compõem setores menores da economia. Assim, elas também podem apresentar menor liquidez por gerar menos interesse entre muitos investidores.

Ademais, quando se trata de companhias novas podem surgir algumas dificuldades para analisar as ações, por falta de dados históricos. Por outro lado, há um potencial de crescimento e valorização e os preços dos ativos costumam ser mais acessíveis.

Mid caps

Também vale conhecer as mid caps. Nesse caso, elas são referentes a empresas maiores que as small caps, mas que ainda não estão no topo em relação ao valor de mercado. Por esse motivo, elas podem ter maior liquidez, enquanto ainda tem um bom potencial de rentabilidade.

Large caps ou blue chips

Por fim, as large caps ou blue chips representam as grandes empresas negociadas na bolsa de valores, apresentando o maior valor de mercado. Assim, trata-se de companhias consolidadas, trazendo as ações de primeira linha.

Logo, ela tende a apresentar menor risco, tendo em vista os fundamentos da empresa que conquista essa posição. No entanto, ainda se trata de uma opção de renda variável. Portanto, tem riscos que devem ser considerados antes de fazer aportes.

Como você viu, as ações penny stocks são bastante específicas, tratando de ativos de baixo preço — menos de R$ 1, no Brasil. Ainda assim, elas podem trazer oportunidades para quem tem maior tolerância aos riscos.

Quer entender mais sobre como investir em ações? Aprenda como analisar os fundamentos dos ativos e tome melhores decisões para a sua carteira!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.