Renova Invest Facebook

Impactos do aumento dos juros americanos no mercado aqui do Brasil

Quais os impactos
Quais os impactos

Ao investir, você não deve se ater apenas às características do mercado nacional. Também é preciso pensar no cenário internacional, já que as características de outros países podem influenciar o contexto brasileiro. Entre os pontos para considerar, estão os juros americanos hoje.

Dependendo do patamar em que eles se encontram e do comportamento da taxa, podem ocorrer alterações nas decisões de investidores estrangeiros. Logo, é importante avaliar as condições para saber quais são os impactos desse movimento e como agir em cenários do tipo.

Na sequência, descubra quais são os principais efeitos do aumento dos juros americanos hoje!

O que são os juros americanos?

A taxa de juros americana é conhecida oficialmente como Federal Funds Rate. Esse é um dos principais indicadores da economia dos Estados Unidos e representa o quanto os bancos pagam para tomar empréstimos junto aos títulos públicos dos EUA.

Essa taxa é definida pelo Federal Open Markets Committee (FOMC), o qual faz parte do Federal Reserve (Fed). Em uma analogia, a Selic é a versão brasileira da taxa de juros dos EUA. Além disso, o FOMC tem uma atuação semelhante ao Comitê de Política Monetária (Copom) e o Fed é semelhante ao Banco Central (Bacen).

Assim como acontece com a Selic, os juros americanos influenciam outras taxas da economia dos EUA. Porém, em um mundo globalizado e sendo essa a principal economia do planeta, as condições do país afetam outros participantes do mercado mundial — como você entenderá na sequência.

Qual é o cenário dos juros americanos hoje?

Depois de compreender o que é e como funcionam os juros americanos, é essencial saber como é o cenário deles hoje. Como referência, vale considerar o primeiro semestre de 2022, época em que ocorreram movimentações importantes.

Em maio de 2022, o Fed realizou um aumento de 0,5 ponto percentual, deixando a taxa de juros em uma faixa de 0,75% a 1% ao ano.

No mês seguinte, ocorreu uma nova reunião do FOMC, com um novo ajuste. A elevação foi de 0,75 ponto percentual — a maior desde 1994. Com isso, a taxa passou para um intervalo de 1,5% a 1,75% ao ano. Porém, esse cenário pode passar por mudanças a cada reunião.

Por que os juros dos EUA podem aumentar?

Como você viu, a taxa de juros americana passou por elevações nos primeiros meses de 2022. Entre março e junho, foram 3 ajustes consecutivos. Ainda assim, no final de junho, o presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que o plano era realizar novos aumentos na taxa.

Mas, o que explica essa escalada dos juros? A resposta principal está relacionada à inflação. Em maio de 2022, a taxa anual de inflação chegou a 8,6% ao ano nos EUA. Essa é a maior taxa em mais de 40 anos.

Em partes, a inflação se conecta a dois eventos principais. O primeiro deles é a pandemia de covid-19. Com a crise sanitária, diversas cadeias de suprimento foram interrompidas, diminuindo a oferta e elevando os preços de insumos e produtos.

Além disso, os Estados Unidos tiveram um programa robusto de estímulo à economia. Com isso, o consumo aumentou e contribuiu para a elevação da inflação.

Ainda, em fevereiro de 2022, a Rússia invadiu a Ucrânia e deu início a uma guerra no Leste Europeu. A soma entre o conflito e as sanções comerciais à Rússia elevaram o custo dos combustíveis e dos alimentos. Na prática, esses dois elementos são grandes responsáveis pelo avanço inflacionário.

Por sua vez, o aumento da taxa de juros americanos hoje está relacionado à política monetária. O Fed usa esse instrumento para desestimular a economia e o consumo. Assim, a intenção é reduzir a aceleração dos preços, diminuindo a pressão da inflação.

Quais os impactos da elevação dos juros nos EUA no mercado brasileiro?

Até aqui, você entendeu que a taxa de juros americana está em alta para tentar conter a inflação do país. Agora, é importante descobrir como ela pode influenciar outras economias — como a brasileira.

Na prática, os EUA são o maior mercado do mundo e têm a economia considerada mais sólida. Logo, o país possui um cenário visto como mais seguro e livre de riscos, em comparação a outros mercados.

Por outro lado, o Brasil é classificado como um país emergente e com maior risco geral, devido à volatilidade ser mais elevada. Com isso, os investidores que alocam recursos em países como o Brasil costumam esperar um potencial de retorno maior para compensar o risco assumido.

Porém, quando a taxa de juros americana sobe, a tendência é que os títulos públicos dos EUA se tornem mais rentáveis. Eles são considerados a aplicação financeira mais segura do mundo, pois têm uma taxa livre de risco.

Como consequência, o movimento de alta do indicador costuma provocar uma migração de investidores, que buscam um equilíbrio mais favorável entre risco e retorno.

Ademais, é comum que a abertura da curva de juros dos EUA — ou seja, a elevação da taxa — provoque impactos na economia americana, como uma desaceleração ou recessão. Como esses resultados tendem a impactar negativamente outros mercados, a saída de investidores pode se aprofundar.

Portanto, a alta de juros americanos pode provocar uma saída de investidores estrangeiros do mercado do Brasil. Com a retirada de capital, são maiores as chances de o ambiente brasileiro se tornar mais volátil e incerto.

Outro fator relevante é que esse movimento reduz a circulação de dólar na economia do Brasil. Como consequência, o câmbio pode se elevar, aumentando a inflação no próprio mercado brasileiro.

Por que entender esse movimento?

Agora que você sabe como a situação dos juros americanos hoje pode afetar o mercado brasileiro, fica fácil saber qual é a importância de conhecer esse movimento. Afinal, a situação pode impactar a bolsa de valores e causar movimentos pontuais, como a queda do mercado.

Ao mesmo tempo, é preciso ter cuidado para não tomar decisões precipitadas. A saída de investidores estrangeiros pode ser temporária e causar apenas efeitos pontuais. Logo, é preciso avaliar as condições dos investimentos e a sua estratégia para definir como agir para se proteger ou aproveitar oportunidades.

Também pode ser interessante diversificar a carteira e dolarizar seu capital ao investir uma parte do seu patrimônio em alternativas dos Estados Unidos. Você pode fazer isso indiretamente, pelo mercado brasileiro, ou diretamente — ao abrir conta em uma corretora de valores americana, como a Avenue Securities.

Como você conferiu, a alta dos juros americanos hoje pode afetar diretamente a economia brasileira. Por isso, ao fazer e gerenciar os seus investimentos, vale acompanhar o cenário dos EUA para tomar decisões mais acertadas e compor uma carteira de investimentos mais sólida.

Conseguiu entender essa relação? Para saber mais sobre o mercado financeiro e as oportunidades que o mercado oferece, entre em contato conosco da Renova Invest!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.