Busca de Artigos no blog

Fundos multimercados: como escolher os melhores?

Fundos Multimercados
Fundos Multimercados

Ao diversificar uma carteira de investimentos, os investidores encontram muitas alternativas que cobrem uma variedade de objetivos e necessidades. Uma opção que permite inúmeras composições estratégicas são os fundos de investimento.

Nessa modalidade, os fundos multimercados são os mais flexíveis, permitindo aos investidores grande amplitude de exposição do seu capital. Mas, como saber quais são os melhores fundos multimercado para seus objetivos pessoais?

Se você deseja entender como selecionar o fundo mais alinhado com seu planejamento, continue a leitura. Neste artigo, você aprenderá o que são fundos multimercados, como eles funcionam e encontrará dicas importantes para auxiliar na sua tomada de decisão.

Confira!

O que é um fundo multimercado?

Os fundos de investimentos multimercados, também conhecidos pela sigla FIM, constituem uma modalidade de fundos que não precisa seguir um percentual mínimo de alocação em nenhuma classe ou investimento. Assim, eles podem ser compostos por diferentes instrumentos financeiros.

Como existem muitas opções de composição, os fundos multimercados são classificados de acordo com a estratégia de alocação de ativos de seus gestores. Assim, os investidores conseguem ter mais informações sobre cada um antes de investir.

Depois, o investidor pode comprar cotas do fundo — e o dinheiro investido passa a compor um patrimônio, que é gerido por uma equipe qualificada. A maneira como esses gestores utilizam os recursos capitalizados definem a categoria a qual o fundo pertence.

Como funcionam os fundos multimercados?

Um fundo, como você viu, é uma modalidade de investimento coletivo. E o capital acumulado é utilizado segundo estratégias específicas. É comum que os fundos sejam mais direcionais em relação a essa estratégia de alocação.

Assim, um fundo de ações, como sugere o nome, tem a maior parte dos seus recursos alocados em ações. Já um fundo de renda fixa é composto por títulos de dívida ou instrumentos relacionados. Por outro lado, um fundo multimercado usufrui maior liberdade, não precisando seguir regras específicas.

Logo, cada multimercado pode compor sua própria estratégia. Assim, vale a pena conhecê-las antes de optar pelo aporte.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


A seguir, conheça algumas características importantes sobre os fundos multimercados!

Estratégias de gestão

Como você jpa sabe, os fundos multimercados são muito flexíveis. Assim, é preciso conferir na lâmina deles a forma de gestão e as estratégias utilizadas. Ela indicará, por exemplo, quais são as classes ou investimentos que despertam o foco do fundo.

As estratégias podem visar resultados no longo ou no curto prazo, inclusive por meio de operações de venda a descoberto. Fundos long & short, por exemplo, possuem posições vendidas na bolsa de valores — oferecendo ao investidor a chance de ganhar também em momentos de queda do mercado.

Custos do investimento

Os fundos multimercados têm como custo de investimento algumas taxas, além da incidência de impostos. A taxa de administração corresponde a um percentual anual sobre o valor investido.

Também é comum a cobrança de uma taxa de performance, que recompensa a gestão por resultados que superem o rendimento de uma referência.

Quanto aos tributos, incidem sobre o ganho de capital o Imposto de Renda (IR) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). O IOF tem alíquotas que variam de 96% a 0% em 30 dias, e o IR tem percentuais que variam de 22,5% a 15% — a depender do tempo de alocação.

Além disso, há antecipação do IR duas vezes ao ano, conhecido como imposto come-cotas. A exceção para o come-cotas se dá em fundos com mais de dois terços do patrimônio alocado em ações. Nesses casos, a alíquota do IR também é diferente: 15% na venda das cotas.

Quais as vantagens e desvantagens dos fundos multimercados?

Você viu que os fundos multimercados são bastante variados e podem compor carteiras com diferentes propósitos — tudo depende dos critérios de escolha das alternativas. Mas quais as principais vantagens e desvantagens dessa opção de investimento?

Além da diversificação, outro ponto relevante dos fundos multimercados é poder contar com a gestão profissional de uma equipe qualificada. Isso pode ser valorizado especialmente por quem não consegue acompanhar o mercado e montar estratégias de investimento.

Por outro lado, não poder escolher como o fundo é composto limita a alternativa para investidores que preferem mais independência. Além disso, a gestão tem um custo que pode comprometer as margens de retorno.


Ademais, uma desvantagem que merece atenção é o risco. Nesse caso, ele depende das estratégias de cada fundo. As opções mais conservadoras em fundos multimercados são menos arriscadas do que as alternativas mais arrojadas.

Como escolher os melhores fundos multimercados?

Agora você sabe o que é um fundo multimercado e quais são as características importantes dessa oportunidade. Mas antes de tomar a decisão de realizar um aporte, vale a pena considerar alguns detalhes para selecionar as melhores opções.

Confira!

Tenha um planejamento financeiro

O mais importante antes de realizar qualquer investimento é ter um objetivo e conhecer suas necessidades como investidor. A melhor maneira de esclarecer isso é elaborando um planejamento financeiro.

Portanto, além das questões técnicas que você deve levar em conta ao analisar oportunidades, tenha certeza sobre qual é o propósito da sua carteira. Afinal, uma viagem de férias exige avaliações diferentes de uma aposentadoria, por exemplo.

Logo, busque definir com clareza prazos e propósitos, e lembre-se de que os riscos envolvidos nesse veículo de investimento merecem especial atenção. Se você não se sente à vontade com a possibilidade de prejuízos financeiros, vale a pena estudar outras oportunidades.

Saiba mais sobre gestão e estratégia do fundo

Uma vez que você tenha um planejamento bem estruturado, conhecer as estratégias do fundo que estiver analisando pode ser determinante para sua decisão sobre investir ou não na oportunidade.

Então procure saber mais sobre o histórico da gestão e os resultados que o fundo gerou nos últimos períodos. Considere também se aprofundar um pouco mais no estudo dos setores que compõem o fundo para saber a que você estará expondo seus investimentos.

Calcule os custos e compare opções

Além disso, você viu que existem custos específicos nessa modalidade de investimento. Sendo assim, com base no planejamento dos seus objetivos, avalie o fundo em relação a outras possibilidades e meça também a oportunidade em relação ao custo.

Dependendo do fundo, o investimento mínimo também pode variar. Logo, convém somar esse detalhe aos critérios de comparação para chegar à melhor decisão para sua carteira.

Seguindo essas dicas, fica muito mais fácil escolher os melhores fundos multimercados para seu portfólio. Caso você tenha dúvidas ou sinta necessidade de um acompanhamento técnico, pode contar com o apoio de uma assessoria de investimentos.

Quer descobrir como a Renova Invest pode ajudar a selecionar as alternativas mais adequadas para seu perfil entre fundos e outras oportunidades? Então entre em contato com nossos assessores e descubra as vantagens que o nosso suporte oferece!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.