Renova Invest Facebook

O que esperar para os fundos imobiliários nesse segundo semestre?

fundo imobiliario
fundo imobiliario

O Ifix é o índice dos fundos imobiliários mais negociados na Bolsa de Valores do Brasil (B3) e acumula oito semanas seguidas de ganhos. Portanto, muitos fundos  que foram vistos com bons olhos em julho já não oferecem mais um bom ponto de entrada. Mas calma! Isso não quer dizer que não haja bons pontos de entrada, apenas que no mercado financeiro, tudo muda repentinamente.

A elevação de 5,76% o mês passado foi influenciada pelo desempenho dos fundos de tijolo, ou seja, investimentos  diretamente em imóveis. No geral, esses fundos subiram mais de 11,1%, em relação a alta 3,10% dos fundos de papel, que são investimentos  em títulos de renda fixa atrelados a índices de inflação ou à taxa do CDI (certificados de depósito interbancário).

Por mais que rentabilidade passada não garanta rentabilidade futura, os dados de agosto podem ajudar a nortear se é um tipo de investimento que possa fazer parte da sua carteira de investimentos no segundo semestre de 2022. Afinal, tudo depende do seu perfil de investidor e o que você quer com isso!

Recuperação do mercado

A pandemia da Covid-19 chegou para devastar tudo mesmo e pegou a humidade de surpresa. Com a redução da circulação de pessoas nesse período, os fundos imobiliários foram um segmento que tiveram a receita reduzida e suas cotas perderem o valor na Bolsa, especialmente os de shoppings e o de escritórios.

Com isso, muitas pessoas migraram da renda variável para a renda fixa, que costuma ser mais rentável com a alta dos juros. Agora, a deflação apurada pelo IPCA em julho e agosto, junto com um possível fim do ciclo da alta da Selic, dão um gás na recuperação do mercado.

Os fundos imobiliários ainda são negociados abaixo do valor patrimonial até o momento, só que ao mesmo tempo, em um nível um pouco acima do observado há dois meses. Atualmente, com um P/VPA de 0,79 (contra 0,70 em julho), o ramo de lajes corporativas segue como o mais descontado.

5 maiores altas e baixas em agosto

Voltando ao radar do investidor, os fundos imobiliários estão com força no segundo semestre. Os dados das maiores altas e baixas são da Economatica, plataforma de informações financeiras. A base foi a valorização das cotas e a distribuição de dividendos dos FIIs que fazem parte da carteira teórica do Ifix.

Dos 106 fundos que compõem o indicador, 83 fecharam agosto no campo positivo. Veja o desempenho de todos os setores:

Fonte: Economatica – (31/08/2022)
Fonte: Economatica – (31/08/2022)

As maiores altas dos fundos imobiliários em agosto de 2022:

Fonte: Economatica (31/08/2022) img2
Fonte: Economatica (31/08/2022)

As maiores baixas dos fundos imobiliários em agosto de 2022:

Fonte: Economatica (31/08/2022) img 3
Fonte: Economatica (31/08/2022)

Fundos imobiliários que mais pagaram dividendos

De todos os FIIs que compõem o Ifix, 47 tiveram em agosto dividend yield acima de 1% no mês. O número é inferior aos 59 registrados em julho, mas não deixa de ser uma boa notícia para o momento. Confira a lista dos dez maiores pagadores de agosto de 2022:

Fonte: Economatica (31/08/2022) img 4
Fonte: Economatica

Fundos com bons pontos de entrada

Com o cenário de recuperação, já deu para se convencer que nem tudo está perdido. Alguns especialistas consideram que há sim espaço para novas elevações e boas oportunidades de investimento neste mercado. Em um programa produzido pelo InfoMoney na terça-feira (13), chamado de Liga de FIIs, um time de profissionais do mercado financeiro sugeriram oito fundos para você acompanhar com a valorização do setor.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Apresentado por Maria Fernanda Violatti, analista da XP, ao lado de Thiago Otuki, economista do Clube FII, e Wellington Carvalho, repórter do InfoMoney, eles comentaram o atual momento do mercado de fundos imobiliários, já que teve em agosto o melhor mês do ano, com elevação de 5,76%.

Para a seleção dos FIIs, a base foi a taxa de retorno com dividendos das carteiras (dividend yield) nos últimos 12 meses e o P/VPA (preço sobre valor patrimonial), indicador usado para dimensionar o desconto oferecido pelo fundo. Confira a relação completa.

Dados de fundos imbiliários
Fonte: InfoMoney

Como escolher bons fundos imobiliários?

Com tanta informação e um cenário econômico tão caótico, deve estar pensando como escolher um bom fundo para investir. A Renova Invest separou alguns fatores que você deve considerar na hora de escolher. Dá só uma olhada:

Descubra qual é o seu perfil de investidor

Os fundos imobiliários são investimentos de renda variável, apresentando, por isso, um nível maior de risco. A volatilidade e o risco podem variar dependendo da estratégia do FII. Para avaliar o melhor para o seu caso, é essencial descobrir o seu perfil de investidor.

Defina seus objetivos

Pensar nos seus objetivos vale para qualquer investimento, não apenas para os fundos imobiliários. Antes de investir, você precisa ter em mente o que espera. Por exemplo, alguns investidores querem ter uma renda passiva no longo prazo.

Assim, eles talvez prefiram fundos de tijolo, uma vez que pagam dividendos frequentes. Outros podem ter foco na valorização da cota, dando preferência a fundos que tenham mais potencial. Por isso, defina objetivos claros para escolher o FII ideal para a sua carteira de investimentos.

Conheça as alternativas que estão disponíveis

Para escolher um fundo imobiliário, você precisará também conhecer as alternativas que estão disponíveis. Então procure se informar sobre os FII que o mercado oferece. Se quiser refinar a sua procura, defina antes o tipo de Fundo Imobiliário que você prefere.

Busque informações adicionais

Depois que tiver uma visão geral dos FIIs disponíveis no mercado, você começará a se interessar por alguns. Não deixe de se informar de maneira mais completa a respeito deles. Uma maneira de fazer isso é ler a lâmina do fundo e avaliar a estratégia praticada pela gestão.

Se você tiver dúvidas referentes a certos termos ou conceitos, lembre-se de que é possível recorrer a uma assessoria de investimentos. Os profissionais podem esclarecer seus questionamentos e prestar informações importantes.


Considere o nível de risco

O investimento em fundos apresenta certo nível de risco. Ele pode não ser tão alto como em outros investimentos que envolvem especulação, mas os FIIs não deixam de ter riscos envolvidos. Considere tais fatores antes de fazer o seu investimento.

Por exemplo, um inquilino pode abandonar o imóvel, o que prejudicará o valor distribuído como dividendos. Além disso, as cotas de um FII estão sujeitas à volatilidade. Assim, é natural que elas oscilem para cima ou para baixo.

Avalie a gestão e o histórico de desempenho

Antes de investir, é importante pesquisar sobre a qualidade do trabalho e o histórico do gestor do fundo. Procure se informar sobre a trajetória dele no mercado financeiro. Assim, você poderá tirar suas conclusões quanto às perspectivas do investimento.

O ponto forte de alguns FIIs é a valorização da cota. Em outros, o que mais chama a atenção é o pagamento de dividendos. Em qualquer caso, verifique o histórico de desempenho do fundo em que você tem interesse.

Você ainda pode dar uma olhada em quais são os tipos de fundos imobiliários aqui.

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Ficou com alguma dúvida? Caso queria conhecer mais alternativas de investimentos, conte com a nossa assessoria! Entre em contato conosco, temos uma equipe preparada para ajudar você!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.