Ao investir na renda variável, um dos seus objetivos pode ser receber dividendos. Porém, para colocar sua estratégia em prática, é preciso conhecer conceitos relevantes. Entre eles, está o termo data ex, uma data em que as ações e cotas de fundos se tornam ex-dividendos.

Mais que descobrir qual é a definição, é fundamental entender o que significa esse período e como usá-lo em sua tomada de decisão. Desse modo, é possível aumentar suas chances de obter dividendos ao comprar ações ou cotas de fundos imobiliários.

Quer conhecer essa e outras datas importantes para quem investe? Continue a leitura e veja tudo sobre a data ex!

O que é data ex?

O pagamento de dividendos por parte das empresas ou de fundos de investimento imobiliário acontece de forma regular e depende da apuração de lucro. Mesmo que haja consistência na distribuição de proventos, ela não ocorre sem que haja divulgação.

Portanto, gestoras e empresas pagadoras de dividendos divulgam previamente quando será o pagamento. E é exatamente isso que origina a data ex, o dia em que as cotas e ações se tornam ex-dividendos.

Como o nome indica, a data corresponde ao período em que comprar uma ação ou cotas de participação não dará direito ao recebimento de dividendos no pagamento que ocorrerá em sequência.

Como funciona a data ex?

Para entender melhor esse mecanismo, vale a pena conhecer como funcionam os pagamentos de dividendos e suas datas. Tudo começa com a aprovação por parte do conselho administrativo da empresa ou fundo.

A partir desse passo, é divulgado que haverá distribuição de dividendos em determinado momento ao longo dos próximos meses ou das próximas semanas. A data ex, por sua vez, corresponde ao período em que as ações ou cotas já não têm direito a integrar essa distribuição.

Então funciona como uma espécie de data-limite, que indica quais serão os últimos investidores que participarão da rodada de pagamento dos dividendos.

Considere o exemplo de uma empresa que pagará dividendos em 30 de dezembro e que define como data ex o dia 15 de dezembro. Logo, todos os investidores que tiverem ações até 14 de dezembro receberão os dividendos, proporcionalmente à participação no negócio.

Para que serve ?

Um dos principais motivos para a existência da data ex é evitar a atuação dos chamados investidores oportunistas. Afinal, sabendo a data de pagamento dos dividendos, investidores poderiam adquirir os papéis ou as cotas apenas para receber os proventos, vendendo-os logo em seguida.

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL

Saiba tudo sobre ETFS - a forma de sostificar os seus investimentos

Isso poderia aumentar consideravelmente a volatilidade do ativo, fazendo com que passasse por grandes oscilações de preço. Após o pagamento dos dividendos e, consequentemente, com as vendas, as ações ou cotas poderiam quedas mais intensas na cotação.

Além disso, a data ex ajuda a proteger investidores. Se não houvesse essa data-limite, o número de pessoas com direito a obter os dividendos seria muito elevado. Como consequência, o pagamento por ação ou cota se tornaria menor e cada um receberia menos dividendos, proporcionalmente.

Portanto, ela serve como um dispositivo para garantir condições justas no mercado financeiro, permitindo que a distribuição de dividendos ocorra de forma adequada.

O que acontece quando passa a data ex no mercado?

Como você viu, a data ex marca a data em que as cotas e as ações se tornam ex-dividendos. Mas o que significa? Na prática, ex-dividendos são os investimentos que não têm direito a receber os proventos que serão pagos na próxima oportunidade.

Então quando o dia passa e os papéis ou cotas se tornam ex-dividendos, eles ficam de fora da distribuição de valores prevista para ocorrer.

Considere o cenário no qual a data ex é 15 de dezembro. Isso indica que todos os investidores que adquirirem as ações ou cotas a partir desse dia não receberão os dividendos que serão pagos no dia 30 de dezembro, conforme o exemplo.

Nesse caso, se alguém comprar as ações ou cotas depois da data, os dividendos são recebidos pelo proprietário que estava com elas até o dia 15. Assim, o novo investidor só poderá receber os valores na próxima vez, se ainda estiver na posse dos ativos.

Além disso, é importante saber que o fato de os papéis ficarem em data ex não impede que ocorra a negociação no mercado. É possível comprar e vender normalmente os ativos. O conceito está relacionado apenas aos pagamentos de dividendos.

Por outro lado, costuma haver um reajuste no preço das ações, devido à redução do patrimônio líquido. Portanto, os papéis passam a ser negociados pelo preço anterior menos o pagamento de dividendo por ação a partir da data ex.

Quais são outras datas importantes para investir com foco em dividendos?

Apesar de a data ex ser um termo muito relevante, ele não é o único que você deve conhecer. Caso sua estratégia inclua investir para receber dividendos, é essencial saber quais são as outras datas que compõem o calendário de pagamento das empresas e dos fundos imobiliários.

A primeira delas é a data de declaração, quando a companhia ou o fundo anuncia que distribuirá dividendos, com base no lucro apurado. Já a chamada “data com” corresponde ao último dia no qual as ações ou cotas podem ser adquiridas com o direito de participar da distribuição de proventos.

No dia seguinte, há a data ex. Depois, existe a data de registro, quando a empresa ou a gestora registra acionistas ou cotistas que terão direito ao pagamento. O próximo passo é a data de pagamento, que é quando ocorre, efetivamente, o pagamento anunciado.

Conhecer todas essas datas é fundamental para se planejar e acompanhar os fluxos financeiros de investimento. Também pode ser útil para você se preparar e adquirir ações ou cotas a tempo de participar da distribuição, por exemplo.

Como você viu, a data ex corresponde à data em que as cotas e ações se tornam ex-dividendos. Esse mecanismo é útil para organizar a distribuição e garantir transparência aos investidores. Caso sua estratégia tenha foco em dividendos, vale a pena conhecer todas as datas pertinentes.

Ainda tem dúvida sobre essa data em relação ao pagamento de dividendos? Use o espaço dos comentários e pergunte!