Renova Invest Facebook

B5MB11: O ETF que segue o índice IMA-B5+ da ANBIMA

B5MB11:
B5MB11:

A bolsa de valores brasileira (B3) apresenta diversas alternativas de investimentos, que podem atender a diferentes perfis de investidor e objetivos. Um exemplo de veículo para investir é o fundo de índice B5MB11. Ele tem como principal característica focar em um benchmark da renda fixa.

Assim, o fundo conta com uma gestão profissional que segue o indicador escolhido. Por ser uma forma simplificada de acessar os títulos da renda fixa, o ETF pode ser interessante para você — desde que ele faça sentido para a sua estratégia.

Quer conhecer mais sobre o B5MB11 e as principais características do investimento? Continue a leitura para conferir!

O que é e como funciona um ETF?

Para entender melhor o que é o B5MB11, antes você precisa conhecer o conceito de ETF. Essa é a sigla utilizada para designar os exchange traded funds, também conhecidos como fundos de índice.

Eles são fundos de investimentos, uma forma de investimento coletiva que conta com gestão profissional. No caso dos ETFs, o foco está em espelhar um índice de mercado. Já a participação do investidor acontece por meio da compra das suas cotas, que são negociadas na B3.

Por ter objetivo de replicar um indicador, o gestor do ETF não busca superar os resultados do benchmark. O objetivo é apenas se aproximar ao máximo do seu desempenho. Por esse motivo, os fundos de índice têm gestão passiva.

O que é e como funciona o B5MB11?

Após compreender o que é e como funciona um ETF, você poderá conhecer mais sobre o B5MB11. Esse é o ETF Bradesco IMAB-5+ Fundo de Índice. Como o nome indica, ele é administrado e custodiado pelo banco Bradesco S.A e gerido pelo Bradesco Asset Management S.A. DVTM.

O B5MB11 estreou na bolsa de valores brasileira em 11 de dezembro de 2019. Como vimos, esse é um ETF de renda fixa, ou seja, que aloca em títulos dessa classe. Para tanto, o fundo de índice investe em produtos financeiros da carteira teórica do IMA-B5+ — uma segmentação do subíndice IMA-B.

Quais são as principais características desse ETF?

Além de saber o que é o B5MB11, é necessário que você conheça as suas principais características. Afinal, elas são centrais para tornar a sua análise do investimento mais completa.

Confira mais detalhes sobre o B5MB11 a seguir!

Índice replicado

Como você viu, o B5MB11 replica o IMA-B5+, que consiste em uma segmentação do subíndice IMA-B. Ele é mantido pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA).

Assim, o termo IMA significa Índice de Mercado ANBIMA. A Família IMA-B tem uma carteira teórica composta por títulos do Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal) e do Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B).

Portanto, esse índice tem como foco os títulos do Tesouro Nacional com rentabilidade híbrida. Essas aplicações estão atreladas à inflação por meio do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Ademais, a ANBIMA conta com dois índices na família IMA-B:

  • IMA-B5 — engloba os títulos que têm prazo menor que 5 anos;
  • IMA-B5+ — compreende os títulos com prazo igual ou superior a 5 anos.

Desse modo, o índice replicado pelo ETF B5MB11 é focado em produtos financeiros negociados na plataforma Tesouro Direto atrelados à inflação, que tenham prazo igual ou superior a 5 anos.

Composição

Ciente do que é e de como funciona o índice espelhado pelo ETF B5MB11, você sabe como se dá a composição do seu portfólio. Afinal, a maior parte dos investimentos desse fundo está em títulos da carteira teórica do IMA-B5+.

Taxas e tributos

Os custos do investimento também devem ser considerados no momento da sua decisão. Como é comum nos fundos de investimentos, o ETF B5MB11 cobra uma taxa de administração para remunerar a estrutura do veículo.

Ademais, há o Imposto de Renda (IR) sobre o ganho de capital com a venda das cotas. No B5MB11, como os títulos que compõem a carteira tem prazo superior a 2 anos, a alíquota é de 15%.

Quais são as vantagens e desvantagens de investir no B5MB11?

Agora você conhece as principais informações sobre o ETF B5MB11. Caso tenha interesse em investir nele, é válido ponderar sobre as vantagens e as desvantagens desse ETF de renda fixa antes de adicioná-lo à carteira.

Um dos pontos positivos do B5MB11 é a possibilidade de acessar um portfólio de títulos com gestão profissional de forma simplificada. Além disso, como se trata de uma alternativa atrelada ao IPCA, o fundo tende a oferecer resultados superiores à inflação.

Ademais, considerando que o B5MB11 é um fundo de investimentos com gestão passiva, ele cobra uma taxa de administração que costuma ser inferior a dos fundos ativos. Esse também é um fator que contribui com os resultados proporcionados ao cotista.

Mas esse ETF também tem desvantagens que devem ser observadas. Uma delas é a impossibilidade de o investidor selecionar os títulos nos quais investirá. Afinal, a estratégia do veículo já é definida pelo fundo e os aportes são realizados pelo gestor, conforme a composição do IMA-B5+.

Outro ponto a considerar é que, mesmo sendo um investimento focado em produtos da renda fixa, o B5MB11 faz parte da renda variável. Por ser negociado na bolsa de valores, não existem garantias de ganhos ou a mesma previsibilidade da renda fixa.

Vale a pena investir no B5MB11?

Depois de entender as principais informações sobre o B5MB11, você tem dúvidas se vale a pena investir nesse ETF? O primeiro fator a observar para decidir é o seu perfil de investidor. Como vimos, os ETFs fazem parte da classe da renda variável, portanto, é preciso ter mais abertura ao risco.

Mas, como se trata de um fundo de índice de renda fixa, o portfólio dele tem menor exposição às variações do mercado. Portanto, o ETF B5MB11 pode se adequar aos perfis mais conservadores ou ser usado como estratégia de manejo de risco para moderados e arrojados.

Além do perfil, é fundamental verificar se a alternativa se alinha aos seus objetivos no mercado financeiro. A sua estratégia de investimentos é outro fator a ser analisado, a fim de avaliar como o B5MB11 pode contribuir com os seus propósitos. Observando essas questões, fica mais fácil tomar uma decisão acertada em relação ao investimento.

Entendeu o que é e como funciona o B5MB11? Esse ETF de renda fixa oferece a exposição aos títulos do Tesouro Direto atrelados ao IPCA. Assim, é uma alternativa que pode atender a investidores que busquem essas características para a sua carteira.

Quer acompanhar mais dicas, informações e novidades sobre o mercado financeiro? Então siga a Renova Invest nas redes sociais. Você nos encontra no Instagram, Facebook e YouTube!

 

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.