Renova Invest Facebook

IMAB11 conheça o ETF de renda fixa

O IMAB11, também conhecido como ETF IMA-B, é uma alternativa inovadora no mercado financeiro brasileiro. Este ETF, negociado na bolsa, tem seu desempenho atrelado exclusivamente a títulos públicos de renda fixa. Sendo assim, é uma nova maneira de se investir na renda fixa, pois as cotas desse ETF são negociadas como renda variável.

Devido à sua natureza inovadora, que vai contra o que normalmente se vê nos ETFs listados na bolsa, é crucial entender mais sobre o IMAB11 e conhecer suas vantagens e desvantagens como investimento.

Entendendo o IMAB11

O IMAB11 é uma estratégia de investimento negociado na bolsa que replica o desempenho de uma cesta de títulos públicos de renda fixa do índice IMA-B. Conhecido como ” ETF de renda fixa “, o IMAB11 é um fundo de índice que acompanha a rentabilidade de uma carteira teórica com títulos pós-fixados do Tesouro Nacional.

Composição do IMAB11

A composição do IMAB11 reúne 13 títulos. O peso de cada um deles é calculado pela Anbima no índice IMA-B, levando em conta o valor de mercado de cada ativo disponível. Essas informações são divulgadas no site do Tesouro Nacional diariamente.

Existem alguns critérios de inelegibilidade de títulos públicos para o IMAB11, tais como:

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

  • Títulos com prazo de vencimento inferior a um mês em relação ao período de vigência da carteira teórica;
  • Títulos que não tenham sido ofertados publicamente;
  • Novos títulos colocados no mercado nos dois últimos dias úteis anteriores à data de revisão da carteira teórica.

Todos os títulos públicos abordados pelo ETF IMA-B são indexados à inflação ( IPCA ) e possuem um prêmio de risco que varia de acordo com o vencimento de cada um. Quanto maior o prazo de vencimento, maior o prêmio de risco. Esse valor é representado pela NTN-B de cada título.

Principais vantagens do IMAB11

Algumas vantagens do IMAB11 incluem:

1. Menor tributação

Por ser um ativo negociado na bolsa, o IMAB11 segue a regra de tributação da renda variável. Ou seja, o imposto de renda cobrado é de 15% a qualquer tempo. Enquanto isso, na renda fixa, essa alíquota é válida apenas para resgates após 2 anos do investimento.

Além disso, não há cobrança de IOF no caso de vendas nos primeiros 30 dias ou o chamado come-cotas. Por outro lado, tais eventos ocorrem no Tesouro Direto e nos Fundos de Investimentos, respectivamente.

2. Diversificação de títulos em um mesmo ativo

Por ser atrelado a uma cesta de produtos de renda fixa, ao comprar 1 cota desse ETF, na verdade, o investidor está diversificando seu investimento em 13 diferentes títulos públicos.


3. Baixo custo

Outra vantagem de investir no ” ETF de renda fixa ” é poder se expor a diversos títulos públicos com pouco capital. Nesse sentido, o custo de comprar 1 cota do IMAB11 é bastante inferior ao valor necessário para comprar cada um dos 13 títulos que ele representa.

Desvantagens do IMAB11

Apesar das vantagens apresentadas, é importante também conhecer algumas desvantagens do IMAB11 , que incluem:

1. Existência de taxas

O IMAB11, assim como os outros ETF’s listados, possui uma gestora responsável por sua administração. Por isso, existe a cobrança de uma taxa de 0,25% ao ano. Logo, inevitavelmente, essa taxa afetará a rentabilidade do ” ETF do Tesouro Nacional “.

Além disso, dependendo da corretora utilizada, pode ser que o investidor enfrente a cobrança de corretagem pela compra das cotas do ETF, visto que ele é negociado na bolsa. Por outro lado, na renda fixa, a maior parte das corretoras já zeraram as taxas para aplicação.

Essa desvantagem é bastante relevante, já que o investidor deve evitar ao máximo todo tipo de encargo. Isto pois o valor gasto com essas taxas poderia estar sendo reinvestido, de forma a potencializar a rentabilidade dos investimentos no longo prazo.

2. Volatilidade

Por ser negociado na bolsa de valores, o valor da cota do ETF depende do mercado. Ou seja, o seu preço dependerá diretamente da oferta e da demanda de mercado pelo ativo. Sem dúvida a volatilidade do IMAB11 será consideravelmente inferior à de ETF’s que replicam índices de ações, todavia ela existirá.

3. Pouca previsibilidade

Ao comprar um título individualmente, o investidor tem a certeza de que no vencimento resgatará o valor aportado somado dos juros NTN-B contratados no momento da aplicação. Essa previsibilidade não existe no IMAB11.

Isso porque o ETF não tem vencimento. Ou seja, o investidor não tem garantia de quanto irá resgatar em determinado momento. O preço da cota negociado na bolsa é que determinará o valor do resgate.

Vale a pena investir no IMAB11?

Investir no IMAB11 pode fazer sentido para aqueles que só investem na renda fixa e que querem começar na renda variável com menos volatilidade e mais segurança.

Além disso, por ter uma taxa de administração pequena e ser bastante diversificado e seguro, esse investimento também pode ser uma boa opção para investidores que querem começar a investir em renda fixa com pouco capital inicial.

Contudo, o investidor de longo prazo pode, por si só, fazer os mesmos investimentos do IMAB11 por meio do Tesouro Direto. No final das contas, essa medida poderá garantir maior rentabilidade e controle.

Em resumo, o IMAB11 é uma alternativa de investimento que oferece tanto vantagens quanto riscos. Cabe a cada investidor avaliar se essas características fazem sentido para o seu perfil e objetivos financeiros. Para tanto, é fundamental contar com informações confiáveis e atualizadas sobre esse e outros investimentos disponíveis no mercado financeiro.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.